Segurança Cibernética

Ransomware: 3 motivos para você nunca pagar pelo resgate de dados

Lisandro Carmona de Souza, 20 Novembro 2017

Você não precisa se tornar uma vítima dos ransomwares. A Avast oferece ferramentas de segurança para mantê-lo no controle dos seus arquivos, dados e informações.

Sem dúvida, é um pesadelo: um vírus assumiu o controle do seu computador e bloqueou seus arquivos mais importantes. Um texto exigindo o pagamento toma sua tela e diz que você tem pouco tempo para pagar ou o preço se duplica. Depois de duplicar, você novamente tem um tempo para pagar antes que ele destrua seus arquivos para sempre.

Esta é apenas uma das formas de um ataque ransomware. Existem várias variações desses malwares, incluindo os que bloqueiam todo o seu computador, mostrando-lhe apenas uma tela para digitar as informações de pagamento. Depois, há as versões que copiam informações pessoais e chantageiam você, ameaçando publicar tudo na internet. Há até mesmo os que fingem fazer algo apenas para assustá-lo e levá-lo a pagar mas, na prática, não fizeram nada com o seu computador e os seus arquivos.

Os ransomwares dominam a cena

Eles representaram 60% de todos os malwares nos primeiros 3 meses de 2017 e há mais de 4 vezes mais variantes em 2017 do que em 2016. Desde o WannaCry, passando pelo Petna, que tirou do ar grandes instituições, primeiro na Ucrânia, depois na Índia e na Espanha, antes de ser contido e neutralizado.

Então, o que você deve fazer se você for uma vítima do Ransomware? Em duas palavras: não pague. Mesmo que você esteja tentado a pagar, veja porque você não deve fazer o pagamento:

  1. Não há garantia de que seus arquivos serão restaurados. Lembre-se: por trás dessas promessas de liberação dos seus dados estão criminosos. Não confie neles! Uma em cada cinco pessoas que paga nunca recebe seus arquivos de volta.

  2. Apague as chamas do cibercrime. Se os cibercriminosos forem pagos, eles estarão cada vez mais motivados a continuar a extorquir pessoas inocentes. Podemos  evitar que esse negócio continue sendo lucrativo.

  3. A ajuda gratuita pode já estar disponível. Você pode restaurar seus arquivos sozinho. As ferramentas gratuitas de descodificação de ransomware irão guiá-lo através do processo, especialmente se o ransomware for conhecido.

Previna-se contra ataques

Se você tiver um software antivírus que tenha funções anti-ransomware (assim como o nosso Módulo Ransomware que é parte do Avast Internet Security), mantenha-o sempre atualizado. Da mesma forma, mantenha o seu sistema operacional e todos os aplicativos críticos sempre atualizados.

Faça backups com regularidade. Os backups offline estão imunes aos ataques e os cibercriminosos contam com a sua preguiça em fazer backups dos seus arquivos. Recomendamos que você mantenha dois conjuntos de backups – um na nuvem e outro em um disco rígido externo. Se você tiver cópias não infectadas de todos os seus arquivos e dados, as exigências dos criminosos perderão o seu sentido. 

Para fazer um backup baseado na nuvem, você pode usar vários serviços, incluindo o Dropbox, o Google Drive, o OneDrive da Microsoft e outros. Servidores de qualidade como esses mantêm atualizadas as medidas de segurança contra essas ameaças.

Para o seu backup em um disco rígido externo, lembre-se de desconectá-lo e mantê-lo offline para que nenhuma ameaça possa se infiltrar.

Resista sempre ao desejo de pagar mas, mais importante, tome estas precauções simples e fáceis que mostramos hoje para que você não se torne uma vítima dos ransomwares.