Dicas

Segurança cibernética na volta às aulas | Avast

Nancy Nunziati, 10 Fevereiro 2020

Conheça a política da sua escola com relação a computadores e dispositivos móveis dos alunos, alerte seus filhos sobre os golpes de phishing e cuidado com as redes Wi-Fi públicas.

Tablets, smartphones, notebooks, adaptadores e dispositivos Bluetooth nem sempre estiveram nas listas de materiais escolares. Mas não há como negar o fato de que a tecnologia faz muito mais parte da vida de nossos filhos do que fazia para a maioria de nós quando tinha a idade deles. Esteja seu filho prestes a ingressar no ensino médio ou na faculdade, é bem provável que eles levarão dispositivos consigo.

Considere algumas dessas práticas recomendadas de segurança cibernética ao oferecer conselhos antes do primeiro dia de aula:

Phishing: o perigo dos estranhos

De contas de e-mail a mídias sociais, certamente seus filhos entrarão em contato com golpes de phishing em algum momento.  Essas mensagens manipuladoras ou enganadoras convencem os usuários a fornecer informações confidenciais e a baixar malwares.

As plataformas de mídia social e os provedores de e-mail melhoraram bastante em sinalizar e colocar em quarentena as tentativas de phishing, mas ainda é importante alertar seus filhos sobre a existência deles e como identificá-los. Isso significa incentivá-los a não conversar com estranhos online. Caso eles gostem de jogar jogos online ou participar de comunidades digitais, eles já podem estar em contato com estranhos. Neste caso, alerte-os a não fornecer informações pessoais. Diga-lhes para evitar clicar em links ou baixar anexos de remetentes desconhecidos. Aconselhe-os a não responder a e-mails que pareçam urgentes (“Redefina sua senha AGORA!!”) ou que tenham muitos erros ortográficos.

Golpes de phishing, como cupons falsos e links não confiáveis em e-mails que prometem “grandes descontos”, são frequentes durante a temporada de compras de materiais escolares. Fique atento(a).

Faça um backup

Imagine que o notebook dos seus filhos, que já estão no ensino médio, sejam infectados por um ransomware. Primeiro, você pode orientar seus filhos a não pagar o resgate nessa situação, afinal, ladrões não honram promessas. Quem garante que cumprirão o trato?

Você pode instruir seus filhos a criar versões de backup de documentos importantes. Se eles não souberem fazer isso, ajude-os. Incentive-os a salvar documentos importantes (tarefas da faculdade e deveres de casa) na nuvem. Google Drive, Apple, DropBox e muitos outros oferecem opções gratuitas e acessíveis de armazenamento seguro.

Cuidado nas redes Wi-Fi públicas

Certifique-se de ensinar seus filhos de que nem toda rede Wi-Fi “gratuita” é segura. Ataques “man-in-the-middle” e pontos de acesso Wi-Fi falsos, como se fossem uma rede Wi-Fi da Starbucks, podem facilmente levar ao roubo de dados. Incentive seus filhos, bem como outros adultos a evitarem o uso de redes Wi-Fi públicas.  Mas caso realmente precisem, incentive-os a usar uma rede privada virtual (VPN).

Mantenha suas senhas confidenciais

Isso mesmo: senhas, no plural.  Cada conta criada pelos seus filhos precisa de uma senha exclusiva, de preferência uma que contenha números e caracteres especiais (leia mais sobre práticas recomendadas de senhas aqui). Sabemos que é muita coisa para lembrar, mas se uma senha for comprometida, todas as outras senhas também estarão.  Recomendamos usar um gerenciador gratuito de senhas para facilitar o controle delas.

Outras dicas de senhas:

  • Seja cauteloso ao compartilhar senhas com seus amigos
  • Incentive seus filhos a bloquearem os dispositivos usando leitores de impressões digitais ou escaneamento facial, quando disponíveis
  • Considere usar senhas físicas, ou seja, travas de segurança para manter notebooks protegidos

Tenha uma conversa aberta sobre as nossas responsabilidades no mundo virtual

Os pais geralmente dão dispositivos para seus filhos fazerem o dever de casa, trabalhar em projetos escolares e colaborar com outros alunos. Os dispositivos digitais também ajudam os alunos a aprender mais sobre tecnologia, que se tornou parte do funcionamento da sociedade.

Além disso, as crianças usam seus dispositivos para entretenimento e outras funções que vão além da escola. Ferramentas de controle parental* podem ajudar você a bloquear o conteúdo e, em alguns casos, até registrar o histórico de chamadas e texto. Mas elas não substituem uma boa conversa sobre os riscos da falta de segurança.

Alerte seus filhos sobre o compartilhamento de informações com estranhos online na web.  Conscientize-os sobre os sinais de bullying virtual* nas mídias sociais e incentive-os a notificar um adulto responsável caso isso ocorra. Especialmente com alunos do ensino médio, lembre-os de que tudo que eles compartilham por texto ou nas mídias sociais pode facilmente ir parar na internet e, uma vez lá, em geral, não há mais volta.

Pode ser um assunto delicado ou até controverso, mas a tecnologia faz parte do nosso mundo e precisamos incentivar seu uso responsável pelos nossos filhos – na escola e na vida cotidiana. Não deixe de ter esse tipo de conversa com seus filhos.

Quais dispositivos são permitidos na escola dos seus filhos?

Esta dica é mais direcionada aos pais (e aos alunos universitários). A maioria dos professores reconhece e aceita o papel da tecnologia no aprendizado, mas nem todas as instituições de ensino adotam a mesma abordagem de gerenciamento de dispositivos. Algumas escolas podem alugar dispositivos ou permitir que os alunos tragam seus próprios dispositivos para fins de aprendizado.

Seja qual for o caso, certifique-se de conhecer as políticas de uso de dispositivos da sua escola. Para os iniciantes, descubra se há alguma restrição no uso de dispositivos para evitar problemas. Se o dispositivo for fornecido pela escola, pergunte se você é responsável por instalar o software de segurança cibernética, baixar determinados aplicativos, fazer backup de dados, etc.

Além disso, nunca é demais perguntar sobre as medidas da escola para manter os alunos seguros online (veja nossas recomendações de segurança para administradores escolares aqui*).

Instale proteção antivírus

Nem é preciso dizer, mas se você adicionar um dispositivo digital à sua lista de materiais de volta às aulas, adicione também um antivírus de confiança.  O Avast oferece versões gratuitas e pagas de seus softwares de proteção de dispositivos. Também oferecemos soluções gratuitas de segurança móvel para dispositivos iOS e Android.