Segurança Cibernética

Autenticação de 2 fatores impede invasão de contas online | Avast

Lisandro Carmona de Souza, 5 Setembro 2019

A maioria das invasões de contas online e dos vazamentos de dados envolvem senhas padrão, fracas ou roubadas, segundo relatório da Microsoft.

A gigante da tecnologia informou em um recente relatório* que detecta mais de 300 milhões de tentativas de invasão nas contas dos seus usuários e que 99,9% deles poderiam ser bloqueados pela autenticação por 2 fatores (2FA). Não é tão difícil de implantar essa camada de proteção, basta seguir as dicas e links deste artigo do nosso blog.

rZrPOfWeeot2-KZY5sIkjn1b9B3trGhp0y_oHJprXjUTNMI5y5qFaLSSHA9TPv3uvuyf=w3072-h1476

Além das senhas que vazam na internet, a 2FA evita a invasão das contas que usam as mesmas senhas, algo que os especialistas em segurança pedem que se evite, mas que, segundo a Microsoft, afeta 73% das suas contas online.

O relatório também aponta 167 milhões de ataques diários de malware e mais de 4.000 ataques diários por ransomwares a empresas. Mais motivos para você contar com uma proteção robusta de segurança, que lhe forneça proteção automática e em tempo real.

Grau de proteção online depende de suas senhas e da autenticação de 2 fatores

Acesso à internet melhora e chega mais longe no Brasil

O CGI.br (Comitê Gestor da Internet no Brasil) publicou uma pesquisa sobre o uso da internet no Brasil. O número de internautas subiu para 70%, ou seja, quase 127 milhões de pessoas, a grande maioria através do smartphone. Também melhorou a qualidade da conexão banda larga: os usuários de fibra óptica subiram para 39%. O smartphone é especialmente importante para a inclusão digital da população mais pobre e no meio rural.

CGI.brFonte: CGI.br

Surpresa! Mercado de smartphones cresce no Brasil

Mesmo com a crise, o Brasil está entre os 5 países onde o mercado de smartphones está na contramão do restante do mundo e cresceu 1,3%. No mundo, houve queda de 1,7% segundo a Gartner. Entre os fabricantes, a Samsung e a Huawei cresceram e ocupam o primeiro e o segundo lugar, respectivamente. A Apple, que está em terceiro lugar, está sendo ameaçada de perto pela Xiaomi.

Segundo os especialistas, a queda mundial se deu pelos altos preços, falta de inovação e novos recursos, fazendo com que as pessoas utilizem por mais tempo os mesmos aparelhos.

Governo alemão está de olho na radiação emitida pelos smartphones

Pesquisadores do Bundesamt für Strahlenschutz (Escritório Federal Alemão de Proteção Contra Radiação, em tradução livre) mantêm um banco de dados da quantidade de radiação emitida pelos smartphones. Modelos que ocupam o topo da lista são da Xiaomi, OnePlus, HTC. O primeiro dos que são vendidos no Brasil é o iPhone 7 na 9ª posição. As fabricantes mais bem cotadas neste quesito são a Samsung e a LG.

chartoftheday_12797_the_phones_emitting_the_most_radiation_nFonte: Statista

A preocupação com um possível efeito da radiação sobre o corpo humano – alguns médicos acreditam que diminua o nível de memória – cresceu com a proximidade da tecnologia 5G e a polêmica voltou à mídia: uma radiação não-ionizante como a dos smartphones e dispositivos IoT tem ou não tem energia suficiente para causar dano ao DNA? Os resultados científicos parecem inconsistentes.


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.

unsplash-logobruce mars