Dicas

Mitos ou verdades? Guia essencial para a velocidade da sua Wi-Fi

Lisandro Carmona de Souza, 30 Janeiro 2019

Vale tudo para conseguir melhorar a sua Wi-Fi. Saiba o que há de verdade por trás dos truques e conselhos que recebemos.

Todos nós utilizamos a internet, todos os dias, e nos conectamos através do roteador. E, mesmo assim, provavelmente nunca dedicamos alguns minutos para entender os conceitos básicos do seu funcionamento. Trazemos algumas dicas para o que você pode fazer para melhorar a velocidade da sua navegação.

1. Meus vizinhos podem estar roubando a minha internet? Sim, especialmente se você utilizar as credenciais padrão (nome de usuário e senha) ou não utilizar uma senha forte em seu roteador. O Verificador de Wi-Fi do Avast alerta você sobre esse problema: abra o Avast e execute o Escaneamento Inteligente (pode levar algum tempo, dependendo do tipo e número de dispositivos conectados à sua rede).

Tenha em conta também que a velocidade da internet é dividida entre cada dispositivo conectado à rede Wi-Fi: encontrar e remova antigos dispositivos que não precisam mais estar conectados.

2. Colocar o roteador próximo ao teto melhora o sinal da Wi-Fi? Sim, a difusão da rede Wi-Fi é melhor se o roteador estiver localizado no alto, pois permite o “efeito guarda-chuva”. Quanto mais próximo do local onde estiverem os seus aparelhos, melhor: as ondas navegam melhor de baixo para cima e para os lados. Também existem aplicativos que analisam o melhor local físico em sua casa ou apartamento para colocar o roteador.

3. É melhor não mexer naquilo que está funcionando? Não, muita gente se deixa levar pela preguiça e atualiza o seu computador e os seus aplicativos. Saiba que as atualizações resolvem falhas de segurança e algumas delas podem ser críticas. Usar a última tecnologia em software significa ter seus drivers atualizados. Além disso, para proteger sua rede você também precisa atualizar o software que controla o seu roteador. Que tal descobrir se o seu roteador é seguro?

4. Alguns dizem que a frequência 5 GHz é mais forte do que a rede 2,4 GHz. É verdade? Geralmente, novos roteadores permitem que você escolha a frequência da rede: 2,4 GHz ou 5 GHz. Tecnicamente, na frequência 2,4 GHz a transferência dos dados é mais lenta, mas a Wi-Fi atinge maiores distâncias e atravessa melhor as paredes. A frequência 5GHz é indicada quando há muitos aparelhos ligados à mesma rede.

Por isso, o que pode ajudar é utilizar uma frequência diferente para cada tipo de aparelhos. Em geral, separar os smartphones (que costumam suportar 5 GHz) dos desktops e laptops, pode ajudar na estabilidade da rede e, consequentemente, melhorar a sua experiência de navegação. Curiosidade: 2,4 ou 5 significam oscilações na corrente em 2,4 ou 5 bilhões de vezes por segundo!

5. Outros aparelhos elétricos e espelhos prejudicam a internet? Muita gente não acredita, mas outros aparelhos podem deixar instável a tomada elétrica e interferir no roteador (especialmente se tiverem muita potência, como os secadores de cabelo).

Alguns emitem ondas eletromagnéticas, como os telefones sem-fio – que operam na frequência 2,4 GHz – e os fornos micro-ondas. O ideal é não deixar nenhum outro aparelho (fios elétricos, monitores de bebês e até lâmpadas de halogênio) perto ou entre o roteador e o seu computador ou smartphone. Nesse sentido, é muito comum que a frequência 2,4 GHz esteja congestionada: se for possível, use um canal da frequência 5 GHz ou, até mesmo, deixar smartphones e tablets na rede de 2 GHz e passar os notebooks e SmartTVs para a rede de 5 GHz.

Já os espelhos (na verdade, qualquer superfície ou móvel metálico) podem prejudicar a correta dispersão das ondas do roteador. Acredite ou não, é melhor manter longe até dos aquários.

lcUYuFnskEju4ldEir2EvPBvlTaEJzcgsllIn8plitN9JcYvdOGyguU3KcEeQDf4h0G9=w3072-h14766. Para ter um bom sinal o melhor é usar vários roteadores. Não! Muita gente pensa que se usar dois roteadores irá melhorar o sinal. Em geral, é o contrário, eles irão “competir” e haverá sobreposição e interferência. Em edifícios com vários apartamentos, a Wi-Fi do vizinho “atrapalha” a sua, especialmente se os dois aparelhos estiverem no mesmo canal. Existem vários aplicativos que mostram qual o melhor canal para a sua Wi-Fi, procure por "WiFi Analyzer" na sua loja de aplicativos.

Outra coisa diferente é usar “repetidores”. Estes sim fazem o sinal chegar mais longe. A melhor posição para o repetidor é a metade do caminho entre o roteador e os aparelhos que usam a internet. Nunca coloque um repetidor onde o sinal já é fraco, pois ele não irá ajudar em nada.

7. O número de antenas do roteador é o que faz o sinal chegar mais longe. Falso! Não é verdade que quando você vê a foto de um roteador com 2 antenas pensa que o sinal será melhor distribuído e chegará mais longe? Pois é, não é assim. As antenas só facilitam a qualidade ou estabilidade do sinal, nunca a distância atingida pelo sinal.

E a posição das antenas? Especialistas sugerem que fiquem perpendiculares porque a recepção das ondas é maximizada quando o cliente e o roteador estão polarizados, isto é, as antenas apontam ao longo do mesmo plano.

Router_AntennasDeixe as antenas perpendiculares uma à outra

8. E aquelas gambiarras de alumínio? Existem inúmeros truques e vídeos tutoriais no YouTube sobre como melhorar a sua Wi-Fi colocando “antenas” com latinhas em torno da antena. Ainda que o efeito não seja salvador, ele pode, se bem feito, melhorar a dispersão do sinal. Pelo contrário, se for mal construída, a “antena de lata” irá prejudicar a estabilidade da conexão. Por isso, é mais seguro e recomendamos apenas utilizar as antenas homologadas pelos fabricantes. Mas... com dicas "autorizadas" não custa tentar: veja este vídeo!

9. Mexo ou não mexo nos adaptadores de rede do Windows? Se você utiliza o seu computador em um só lugar, desativar os adaptadores de rede que você não utiliza deve melhorar a velocidade da sua internet. Lembre-se de voltar a ativá-los quando quiser conectar o seu notebook em outras redes.

Network_Settings_WindowsClique Windows Key + R e depois digite “ncpa.cpl” para abrir o gerenciador de adaptadores de rede

10. Reiniciar o roteador resolve tudo? Esta é uma “lei” prática da informática que é difícil de explicar, mas, funciona, pelo menos em parte. Reiniciar um aparelho, neste caso, o roteador, faz com que o software execute novamente todos os comandos necessários para que funcione bem. Por isso, não se chateie quando, pelo telefone, disserem para você reiniciar o modem ou o roteador para ver se resolve o problema de conexão.

11. Aquele botão que facilita a nossa vida, prejudica a nossa segurança? Estamos nos referindo ao botão WPS (que originalmente significava Wi-Fi Simple Config) que permite que os usuários configurem rapidamente uma rede "segura". O problema é que acontece exatamente o contrário: o método não é seguro e é uma porta de acesso aos hackers.

12. Tem gente que recomenda usar todos os aparelhos (roteadores e repetidores) da mesma marca. É verdade que isso ajuda? Sim, a experiência mostra que usar somente uma marca de equipamento faz a rede funcionar de forma mais eficiente. Se estivermos falando de um escritório ou rede um pouco maior, esta dica pode ser decisiva.

De qualquer forma, a tecnologia parece caminhar para redes mesh, onde um ponto de acesso se conecta com o outro criando uma malha (ou cobertor, se preferir) sobre toda a sua residência, como se fosse uma única e gigante Wi-Fi que abraçasse tudo.

 

 

Cada ponto da rede mesh se conecta com os outros melhorando a cobertura

Espero que tenham gostado das nossas dicas!

unsplash-logoThought Catalog