Mantendo sua parte da IoT segura

Ondrej Vlcek, 2 de Dezembro de 2020 10h0min0s CET
Ondrej Vlcek, 2 de Dezembro de 2020 10h0min0s CET

A Internet das Coisas é ampla, complexa e extremamente arriscada, mas redes seguras podem simplificar essa questão

Este artigo foi originalmente publicado em 22 de janeiro de 2020.

No mundo todo, os milhões de aparelhos eletrônicos que recebemos e presenteamos durante as festas de fim de ano estão sendo configurados, deixando nossas casas mais “inteligentes”. E menos seguras. 

Alexa, toque uma música assustadora. 

Relaxe. O cachorro-robô que late em seis idiomas e as geladeiras inteligentes que podem preencher sua declaração de imposto de renda não estão tramando nada contra você no meio da noite. Essas tropas hollywoodianas não nos ajudam muito nessas horas. A Internet das Coisas (IoT, da sigla em inglês) é muito mais interessante do que isso.

Ela é ampla, diversa e cheia de credenciais fracas. As manchetes* nos alertam sobre vazamentos gigantescos de dados do Telnet (protocolo que permite simular um terminal à distância): credenciais de acesso de mais de 500 mil servidores, roteadores domésticos e dispositivos inteligentes, o que significa que todos eles ficaram mais vulneráveis a ataques.

No dia em que isso aconteceu, o Laboratório de Ameaças da Avast identificou 347.476 tentativas de acesso à porta do Telnet em mais de 500 pontos ao redor do mundo. Isso mostra que robôs estão constantemente à procura de dispositivos com conexões fracas à internet com o objetivo de infectá-los e adicioná-los às suas redes zumbis. 

A IoT é complicada. Não se trata de uma coisa simplista, como um clichê hollywoodiano. Ela é um ecossistema amplo, com milhões de vulnerabilidades únicas. Mas a sua parte nesse jogo pode ser simples. 

Os pesquisadores da Avast trabalharam com seus colegas da Universidade de Stanford para analisar escaneamentos feitos por usuários em 16 milhões de lares e em 83 milhões de dispositivos (nenhuma informação pessoal identificável foi coletada). Os resultados do estudo mostram duas coisas que todos deveriam entender.  

Não há uma Internet das Coisas, mas muitas delas. Por exemplo, câmeras de segurança são o item mais popular ao sul e sudeste da Ásia; dispositivos de escritório, como máquinas de fax, prevalecem no leste da Ásia e na África subsaariana; e assistentes domiciliares estão unicamente presentes na América do Norte. Este não é um ecossistema simples, trata-se de um mosaico de uma diversidade absurda. E há uma falta de padrão assustadora nos dispositivos. 

Em segundo lugar, o maior risco provavelmente não vem do seu dispositivo novinho em folha, mas daquele antigo, que você pode até ter esquecido de que estava conectado à sua rede. (Mas todos eles deveriam contar com uma senha única, sem  esquecer do próprio roteador!). Aquela impressora velha no canto do escritório pode servir como uma porta de entrada para a sua rede. Parte do equívoco de Hollywood é a ideia de que, quanto mais inteligentes, mais perigosos os dispositivos são. Lembra dos gênios robôs ameaçadores?  Sofisticação não tem nada a ver com risco. Qualquer dispositivo conectado com segurança fraca pode deixar toda a sua casa vulnerável.   

Eu costumava chamar a IoT de bomba relógio, mas para me alinhar à mentalidade mais otimista da nova década, gostaria de retirar isso. Pense em cada um dos seus dispositivos conectados como uma ferramenta, até porque é exatamente isso o que eles são. Mesmo brinquedos IoT nos dão alegria. 

Não deixe suas ferramentas largadas no jardim. Uma criança pode topar com uma lâmina do cortador de grama. Algum estranho pode pegar aquele martelo e quebrar sua vidraça. Seus dispositivos IoT podem ser como ferramentas poderosas espalhadas por aí - e são potencialmente perigosos. 

O que você (ou todos nós) precisa é de um kit de ferramentas de segurança. É isso o que a Avast criou com o (e reconhecido pela CES, uma das feiras de tecnologia mais importantes do mundo) Omni, uma solução para redes domésticas muito fácil de usar.

A IoT é complicada. Não se trata de uma coisa simplista, como um clichê de Hollywood. Ela está mais para um amplo ecossistema com milhões de vulnerabilidades únicas. Sua parte nesse jogo pode ser simples, caso você possa colocar todos os seus dispositivos inteligentes em um único local. Felizmente, podemos te ajudar com isso.


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.