Dicas

Engenharia social para o bem e para o mal

Lisandro Carmona de Souza, 22 Fevereiro 2017

Compartilhe os seus conhecimentos e a sua experiência pessoal a serviço dos demais. Faça uma verdadeira engenharia social do bem.

A última década viu a decolagem das redes sociais: compartilhamento de informações, rede de relacionamentos, entretenimento, comunicação... Também as empresas migraram seus canais de relacionamento com clientes para as mídias sociais. A migração da publicidade fez com que empresas no mundo inteiro tivessem de repensar os seus canais de comunicação com seus clientes.

Em todo o progresso há os mal intencionados que querem se aproveitar das novas tecnologias para os seus fins criminosos. O aumento das compras online e das transações financeiras colocou o mundo mobile no centro dos ataques cibernéticos. Por mais que as empresas aumentem os seus níveis e camadas de proteção, o fator humano é sempre o ponto fraco dos sistemas de segurança: a curiosidade, a vaidade, a ambição e todas as outras paixões humanas são o caldo de cultura da engenharia social.

Disseminação de notícias falsas, links para falsas histórias em sites infectados, contaminação dos mecanismos de busca com resultados falsos, além dos antigos caminhos da venda de remédios que solucionam todos os seus problemas ou sites de relacionamento que são invadidos, expondo os dados dos seus usuários.

Antes os criminosos tinham de usar caçadores de senhas (keyloggers) para capturar os dados bancários e financeiros, agora usam outros sites pornográficos. A Internet das Coisas expõe uma rede de aparelhos zumbis como fonte de contaminação, controle remoto (botnets), envio de spam ou derrubar sites através de ataques DDoS.

Usando táticas que enganam suas vítimas a praga dos ransomwares se espalhou pelo mundo exigindo o pagamento de resgate para devolver os arquivos das vítimas e, mais recentemente, na forma de extorsão da divulgação de dados ou fotos íntimas.

Pare, pense, clique

A melhor segurança vem de você mesmo(a). Pense antes de clicar. Pense antes de compartilhar. Pense antes de clicar em um link, foto ou vídeo nas redes sociais.

Pare e pense: você tem backup dos seus arquivos importantes (documentos corporativos, fotos e vídeos de família...)? Você tem proteção suficiente contra hackers, bisbilhoteiros e até dos governos quando se conecta em redes WiFi?

Chegou a hora de clicar naquilo que realmente vai trazer tranquilidade para a sua vida digital: instale e recomende os antivírus Avast aos seus amigos e familiares. Compartilhe os seus conhecimentos e a sua experiência pessoal a serviço dos demais. Faça uma verdadeira engenharia social do bem.