Dicas

Como detectar e remover um vírus do seu telefone Android

Jas Dhaliwal, 3 Outubro 2018

Existem malwares para Android de todos os tipos e estas são dicas para você defender o seu smartphone contra eles.

Na Parte 1 do Guia da Avast para Apps Android, falamos sobre os malwares mais comuns e como lidar com eles. Na parte 2 da nossa série, vamos examinar melhor o mundo obscuro dos vírus para Android, como eles podem infectar o seu smartphone e o que fazer para amplificar sua imunidade contra eles. Vamos nessa.

O primeiro vírus para mobile

Por muito tempo, os vírus para mobile eram considerados um mito. No entanto, isso ficou para trás depois que um grupo da República Tcheca e Eslováquia, chamado de 29a, criou um vírus chamado Cabir e o enviou como prova de conceito a vários laboratórios profissionais de segurança cibernética. Quando instalado, o vírus, que era um worm de rede, infectava sistemas operacionais Symbian e Series 60 através de uma conexão Bluetooth ativa e exibiria a palavra “Cabir” na tela do telefone infectado. Como era uma prova de conceito simples, ele não causava nenhum dano.

Infelizmente, muitas outras coisas perigosas surgiram desde então. Algumas das mais populares são:

  • SymOS/Kiazha.A – um ransomware do tipo cavalo de Troia que atacava sistema operacional Symbian e excluía mensagens SMS recebidas e enviadas.

  • CommWarrior – outra ameaça que reiniciava o telefone no 14º dia de cada mês. Uma imagem de caveira instala um tema, mas o arquivo prossegue para desativar programas e aplicativos. Ele também transforma todos os ícones no telefone na imagem de bandeira pirata ou quebra-cabeça.

Muitas ameaças similares emergiram desde que os smartphones se tornaram populares e muitas mais surgem a cada dia. Como os cibercriminosos estão inventando constantemente novas maneiras de enganar os usuários para que eles instalem seu malware, é melhor compreender como essas ameaças funcionam. Abaixo, temos uma lista rápida de malware para Android.

Tipos de vírus para mobile

Como os telefones celulares se tornaram parte integrante das nossas vidas, eles infelizmente se tornaram também um alvo muito lucrativo para cibercriminosos. Isso faz sentido, levando em consideração que muitos de nós armazenam informações como dados bancários e outras informações sigilosas em nossos telefones. Existem vírus para Android de todos os tipos, cada qual com as suas especificidades e vetores de entrada projetados em torno de certa vulnerabilidade. Os vírus a seguir são os mais comuns:

  • Spyware – Este tipo de malware é projetado para recolher informações sorrateiramente do seu telefone e transmiti-las para o C&C (servidor de comando e controle). Spywares se disfarçam de aplicativos legítimos, que é como os cibercriminosos tentam enganar o usuário para instalá-los. Uma vez instalados, eles começam a registrar tudo na inicialização, incluindo SMS/mensagens de texto, URLs sendo navegados, atividade de aplicativos, teclas pressionadas, nomes de usuário e senhas.

  • Ransomware – Esses programas malignos criptografam e bloqueiam arquivos importantes, depois oferecem a liberação deles mediante o pagamento de um resgate. Cuidado: eles quase nunca liberam os arquivos. Mas, como muitos usuários têm dados muito importantes em seus smartphones, o impulso de desistir e pagar é muito forte. (Mas, não faça isso!)

unlock-android-phone

  • Worms – Esses são o tipo mais mortal de vírus para telefones Android. Projetados para se reproduzirem indefinidamente, os worms não precisam de nenhuma interação do usuário para serem executados. Eles geralmente são recebidos por SMS, MMS ou outra mídia digital.

  • Cavalos de Troia – Eles vêm de carona em aplicativos legítimos e infectam seu telefone assim que são instalados. Ao contrário dos worms, os cavalos de Troia precisam de uma ação do usuário para se instalar antes que eles possam agir sozinhos. Uma vez ativados, os cavalos de Troia podem desativar certos aplicativos ou bloquear o seu telefone por um certo período de tempo.

Infecções de Android x iPhone

Assim como o debate entre Windows e iOS, os dois sistemas operacionais populares são atacados por diferentes tipos de malware, cada um com uma vulnerabilidade específica como alvo. Infelizmente, os usuários de Android estão em maior risco de contraírem infecções de malware, pois há várias lojas na web além da Google Play Store para distribuir apps para Android. Alguns são sites protegidos, mas outros não.

Apps para iOS, por outro lado, podem ser baixados apenas do site oficial Apple App Store, que usa algumas das medidas de segurança mais robustas existentes. Apps no iOS são também colocados em sandbox, o que significa que eles não podem interagir com outros aplicativos ou com o sistema operacional além de um certo ponto. Dito isso, os usuários de iOS e Android são igualmente susceptíveis a ataques de phishing por email ou mesmo mensagens SMS.

Apps no Android também são colocados em sandbox, mas em menor grau. O Android pode ser o sistema operacional mais popular para celulares no mundo, mas tem que  lutar para atualizar todos os seus usuários para a versão segura e mais recente do seu sistema operacional. Um problema que a Apple já resolveu há muito tempo. Usar uma solução antivírus como o Avast Mobile Security ajudará que seus dispositivos nunca sejam comprometidos.

Como você pode saber se seu telefone tem um vírus

Saber se seu telefone foi infectado pode ser complicado, mas certos sintomas de vírus do Android se destacam bastante. Você deve procurar por:

  • Apps que travam muito – Alguns apps travam de tempos em tempos. No entanto, se você tiver muitos apps que travam com frequência, pode ser que haja um vírus em seu telefone Android.

  • Aumento na utilização de dados sem motivo aparente – Descobrir que seu limite de dados caiu muito mais que o esperado depois de uma maratona da temporada de GOT é compreensível. E se o mesmo acontecer quando seu telefone fica em seu bolso o dia todo? Pode ser hora de verificar se há um vírus.

  • Anúncios que ficam abrindo toda hora – Esses anúncios irritantes podem ser bloqueados facilmente com navegadores como o Opera. Mas se eles começarem a aparecer sem nenhum app em execução, pode ser que haja uma infecção por adwares.

  • A bateria acaba muito rápido – Como a maioria dos vírus para mobile não é otimizada, eles tendem a consumir a bateria muito mais rápido do que a maioria dos outros apps.

  • Sua conta de telefone dispara – Assim como com a utilização de dados, um aumento súbito e inexplicável em sua conta de telefone é um alerta perfeito de vírus no Android.

  • Apps incomuns – Muitos de nós não se importam em executar uma verificação para ver se esse novo app legal é legítimo ou não. Um descuido desses pode custar caro, pois você pode fornecer as chaves do seu telefone a um app falso.

  • O telefone começa a superaquecer – Embora haja vários motivos pelos quais seu telefone superaqueça, os malwares são frequentemente um dos principais culpados.

Procurando por vírus móveis

Para garantir que nada citado acima aconteça com você, é crucial saber como malware para mobile entra em seu telefone. Há quatro possibilidades:

  • Aplicativos infectados – O principal modo de operação dos cibercriminosos são aplicativos populares empacotados com malware e depois distribuídos em lojas de app. Frequentemente, os cibercriminosos criam apps completamente novos, projetados para enganar os usuários para que eles os instalem.

  • MalvertisementsMalvertising é a prática de inserir vírus em anúncios que são distribuídos por redes de propagandas. Basta um clique em um anúncio para disparar um download de vírus que infecta o dispositivo.

  • Golpes – Os usuários recebem links para páginas infectadas que contêm código maligno. Basta acessar a página para iniciar um download de vírus no telefone (a menos que ele esteja protegido por um software antivírus).

  • Downloads diretos no dispositivo – O tipo de infecção menos provável, as infecções diretas no dispositivo exigem que o cibercriminoso conecte o dispositivo alvo a outro e instale o malware o manualmente para isso. Essa é uma técnica muito avançada de espionagem corporativa.

Como remover um vírus de telefones Android

Então, seus maiores medos se confirmaram e todos os sinais apontam para uma infecção de vírus. Seu telefone ainda não está condenado! Há alguns métodos que o ajudarão a se livrar dessa praga rapidamente.

Faça um escaneamento com um antivírus confiável

Avast Security Pro

Entre no Google Play e baixe um aplicativo antivírus. Mas faça primeiro a sua lição de casa. Saiba que os apps antivírus são muito comuns e pode haver aplicativos malware com vírus ocultos dentro deles. Instale apenas apps de desenvolvedores com boa reputação e se tiver alguma dúvida que o app possa ser falso, procure no Google sobre ele.

Examine também laboratórios de terceiros, como a AV-TEST e AV-Comparatives. Essas organizações testam apps antivírus independentemente e publicam os resultados ao grande público. (O Avast Mobile Security para Android gratuito sempre ganha notas altas).

Remova manualmente o vírus do seu telefone

Nos casos em que, por qualquer motivo, o software antivírus possa ser ineficaz, você pode tentar desinstalar o malware manualmente:

Etapa 1 – Coloque o seu telefone no Modo de segurança. Isso impede que qualquer app seja executado, incluindo o malware. Alguns telefones Android permitirão que você Reinicie no Modo de Segurança, outros exigirão um procedimento extra para isso.

Etapa 2 – Assim que o Modo de Segurança for ativado, acesse Configurações > Apps > Apps baixados. Procure pelos apps que acha que estão no lugar errado. O melhor lugar para começar é procurar os apps instalados logo antes que seu telefone ficasse estranho.

Etapa 3 – Quando você encontrar os apps, toque em Desinstalar para excluí-los para sempre. Frequentemente, apps com vírus ocultos desativarão o botão Desinstalar e, neste caso...

Etapa 4 – Acesse Configurações > Segurança > Administradores do dispositivo. Veja se o app está na lista. Se estiver, basta clicar em Desativar para remover seus privilégios de acesso. Agora, volte ao app em Apps baixados. O botão Desinstalar estará agora ativo.

Se tudo mais falhar, uma redefinição de fábrica pode ser sua opção final. Lembre-se de que isso excluirá todos os apps e dados dos apps do seu telefone, por isso, é bom fazer backups periódicos.

Para redefinir o seu telefone Android:

Etapa 1 – Acesse Configurações > Backup e redefinição > Redefinição dos dados de fábrica. Agora toque em Redefinir telefone.

Etapa 2 – Insira sua senha, conforme solicitado para prosseguir.

Etapa 3 – Reinicie seu telefone.

Etapa 4 – Restaure qualquer backup que você tenha feito antes de instalar o app com problema.

Foque em manter seu dispositivo protegido

Embora seja bom sempre fazer suas investigações, considere adicionar o máximo de camadas de segurança possíveis. Um app antivírus atualizado, como o Avast Mobile Security para Android, pode ser bastante útil para garantir que seu dispositivo nunca seja infectado. Ele não só escaneia arquivos e apps em tempo real em busca de malwares, como também aumenta a velocidade ao desativar tarefas desnecessárias.

Baixe o Avast Mobile Security

Finalmente, ignore lojas de apps de terceiros e instalação manual de arquivos APK em sites convencionais. Como esses são os métodos favoritos dos cibercriminosos, suas chances de instalar algo prejudicial aumentaria exponencialmente.

Adiantando a Parte 3 do nosso Guia da Avast para Apps Android, seu telefone já ficou mais quente do que você acha que deveria? Esse pode ser um sinal que algo importante está acontecendo, mas ainda você não sabe o que é: problemas com a bateria, infecção por malware ou possível defeito de hardware. Na Parte 3 do nosso guia, vamos discutir todos os motivos do superaquecimento do seu telefone e como você pode resfriá-lo.