Dicas

As empresas de antivírus criam vírus para vender mais softwares?

Lisandro Carmona de Souza, 14 Junho 2015

As empresas de antivírus criam vírus para vender mais softwares?

Pergunta da semana: por que a Avast e as outras empresas de antivírus tentam nos amedrontar com todas estas notícias sobre vírus e aplicativos infectados? Isto me faz pensar que estão na origem destas ameaças.

A Avast e as outras empresas sérias de antivírus não estão ligadas à criação das ameaças: há milhões delas sem que os nossos técnicos tenham de se preocupar em criá-las! Mas, de qualquer forma, obrigado pela pergunta. Queremos ajudar você e os nossos outros usuários a entender a natureza da segurança cibernética nos dias de hoje e garantir que você tenha as ferramentas para proteger o seu ambiente online.

Já temos o suficiente para nos mantermos ocupados


O Laboratório de Vírus da Avast recebe mais de 300.000 amostras de potenciais vírus por dia e tem documentado o crescimento das infecções por malware móvel, brechas de segurança em programas e aparelhos populares, e o surgimento de espionagem através de pontos de internet gratuitos. Não queremos assustar você, mas sabendo que mais de 60% das empresas já foram vítimas de ataques cibernéticos e que o Avast evitou mais de 2 bilhões de ataques por vírus no mês passado, temos muito do que falar em nosso blog.


Um exemplo de um novo tipo de ataque foi a recente descoberta de um aplicativo móvel chamado Dubsmatch 2 que continha um malware do tipo clicador pornográfico escondido dentro dele. O aplicativo foi instalado entre 100.000 e 500.000 vezes na Loja Google Play, que é geralmente uma fonte segura, antes de termos notificado a Google e o aplicativo ter sido removido.


"Suspeitamos que o desenvolvedor do aplicativo utilizou o método de “clicar na pornografia” para obter vantagens financeiras", escreveu o analista de vírus Jan Piskacek. "Através dos cliques em várias propagandas dos sites pornográficos, o desenvolvedor do aplicativo provavelmente recebeu diariamente uma quantia dos que fizeram as propagandas naqueles sites".


Quando o assunto são os lucros, os cibercriminosos são muito criativos. Mas o lucro não é a única motivação. Os hackers na Black Hat USA em 2014 disseram que a diversão e a adrenalina são as suas motivações (51% responderam assim). A revelação de ataques promovidos pelos governos também cresce. China, Rússia, Irã e Coreia do Norte surgem como os principais países que promovem hackers por motivos políticos, nacionalistas e por vantagens competitivas.

Muitas pessoas, mesmo as que estão conscientes dos ataques, não fazem nada para se proteger.


As pessoas em geral estão mais conscientes e preocupadas da sua segurança e privacidade online depois da revelação das atividades de vigilância da NSA americana, mas, mesmo assim, a maioria do americanos adultos não fez mudanças significativas no seu comportamento digital e 54% deles dizem que é "muito" difícil encontrar as ferramentas e as estratégias para melhorar a sua privacidade online ou quando utilizam seus celulares de acordo com um relatório do Centro de Pesquisas Pew.


Eu não tenho nada a esconder e Eu não tenho tempo e conhecimentos são as razões mais frequentes para que eles não façam nada.

Não utilize mais a proteção antivírus dos seus pais


Uma vez que a natureza dos ataques mudou, passamos a oferecer um "ecossistema" de serviços de proteção que vai além da nossa proteção antivírus. A necessidade de um tipo de proteção mais completa ficou quase evidente depois do que o New York Times foi hackeado durante 4 meses por cibercriminosos chineses. Jindrich Kubec, diretor de inteligência de ataques da Avast, reconhece que há uma diferença entre os tipos de ataques encontrados todos os dias pelos que navegam na internet e aqueles meticulosamente arquitetados ao New York Times, mas acrescenta:


"Cintos de segurança e airbags são uma proteção maravilhosa e melhoram a segurança de milhões de pessoas, mas eles não vão parar uma bala, diria um assassino. Mas isto significa que você vai deixar de utilizar airbags e cintos de segurança?"


Conheça os vários produtos que a Avast oferece para que você crie o seu próprio ecossistema de segurança: Avast Mobile Security, SecureLine VPN, Browser Cleanup e GrimeFighter não são apenas novas formas de ganhar dinheiro (alguns dos produtos são gratuitos!). São produtos pensados para manter você e os seus pertences tão seguros quanto possível.