Dicas

Você sabia que existe vírus de roteador? Saiba como se proteger

Lisandro Carmona de Souza, 15 Maio 2018

Muita gente se esquece de que a nossa conexão com a internet passa pelo roteador. Mas os cibercriminosos não.

Os roteadores (ou modems das operadoras) são aparelhos que a gente quase se esquece que usa. Bem, mais ou menos, quando ficamos sem internet ou quando temos de ligar para a nossa operadora, a primeira coisa que pensamos em fazer é desligar e ligar de novo. Só temos o sinal de Wi-Fi em nossas casas por causa deles: todas as nossas comunicações entram e saem por ele.

E é exatamente por isso que os cibercriminosos usam essa porta de entrada para atacar a nossa rede e nossos dispositivos. Geralmente, os roteadores são os responsáveis por atribuir um endereço lógico (IP) a cada aparelho e suas configurações decidem o tráfego que cada dispositivo envia e recebe.

Os roteadores contêm software que podem ter falhas. Os cibercriminosos abusam dessas falhas ou usam scripts maliciosos para alterar os servidores DNS (que convertem o nome dos sites em seus endereços IP). Daí, somos redirecionados a um site falso, podemos ser infectados ou ter nossos dados roubados.

Outro tipo de ataque, chamado DDoS, redireciona o tráfego de milhões de aparelhos para alguns servidores específicos: as redes zumbis. A sobrecarga pode derrubar algum site ou serviço, deixando-o fora do ar.

Como perceber que o meu roteador está infectado?

A primeira coisa pode ser a lentidão para navegar. O problema é que esse sintoma é muito genérico, e pode estar associado a muitas outras causas. Outra possibilidade é o desaparecimento do cadeado de segurança nos navegadores, que passam a usar o protocolo HTTP e não o protegido HTTPS.

Mas como nada disso é específico e claro, deixe que o Verificador de Wi-Fi – que existe em todas as versões do Avast – mostre a você se algo está errado em sua rede. Abra o antivírus Avast, clique na aba Proteção, depois em Verificador de Wi-Fi e clique sobre o botão do tipo da sua rede (residencial ou pública).

Avast: Verificador de Wi-Fi

Se o escaneamento encontrar alguma falha crítica no seu roteador ou em qualquer outro computador da sua rede (mesmo que eles não tenham o Avast instalado), siga as instruções na tela para corrigir os problemas. O Verificador de Wi-Fi mostra se existe alguma das seguintes falhas:

  • Senhas padrão ou fracas (tanto para a Wi-Fi quanto para o console de administração do roteador)
  • Falhas no firmware do roteador (para os fabricantes mais populares)
  • Redes não criptografadas e inseguras
  • Sequestro de DNS nos aparelhos e roteadores (que enviariam você a sites falsos)
  • Se existem portas de rede abertas (para acesso remoto, Telnet, etc.)

Como se proteger?

A primeira medida é reconfigurar o roteador para as configurações de fábrica e, imediatamente, trocar as senhas de acesso a ele. Geralmente, há um botão ou orifício no roteador para fazer isso. Também é recomendado trocar a senha da rede Wi-Fi por outra mais complexa.

Avast: Site.Real

O Avast Premium traz para você a função Site Real, que usa servidores DNS seguros para que você não vá parar em sites falsos nem caia em golpes de phishing. Essa proteção é especialmente importante quando você faz compras ou usa seu banco online.

Depois dessa limpeza, o melhor é se proteger com um antivírus confiável e que não diminua a velocidade do seu computador. 

unsplash-logorawpixel