Dicas

Robocalls: o que são e como parar de recebê-las?

Alex Franco, 23 de Julho de 2021 21h9min14s CEST
Alex Franco, 23 de Julho de 2021 21h9min14s CEST

Brasileiros são os mais atingidos, mas é possível bloquear os contatos indesejados

Em 2020, o Brasil ocupou pelo terceiro ano consecutivo o pódio de um ranking mundial dos países com os maiores números de ligações indesejadas, também chamadas de robocalls por serem automatizadas, geralmente são realizadas por softwares que incluem a voz de um robô ou mensagem de voz pré-gravada.

De acordo com dados da Truecaller, criadora de um app que identifica e bloqueia contatos do tipo, em média, usuários de linhas telefônicas receberam 49,9 chamadas de spam por mês. Apesar de a Truecaller já ter sido envolvida em escândalos de privacidade*, conta atualmente com 350 mil cadastros ativos por aqui e 270 milhões no planeta.

Ainda de acordo com o estudo da companhia, de 31,3 bilhões de bloqueios globais:

  • 48% foram tentativas de golpe;
  • 42% eram chamadas de serviços financeiros; 
  • 6% estavam relacionados a empresas de telecomunicações; 
  • 4% diziam respeito a outras ações de telemarketing.

Além disso, segundo o Reclame Aqui, houve, no mesmo período, 5.767 reclamações relacionadas a essas ações – e, desde sua criação em julho de 2019 até 16 de fevereiro de 2021, a iniciativa Não Me Perturbe, da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), acumulou 3,56 milhões de bloqueios.

Com a abordagem, empresas conseguem realizar até milhares de ligações de modo instantâneo – e, como era de se esperar, a utilização do método por criminosos é algo bem comum. Eles se passam por instituições e desejam enganar o consumidor para a obtenção de dados pessoais ou sensíveis.

#58.1O Brasil lidera o ranking de robocalls. (Fonte: Shutterstock)

Como parar de receber robocalls?

Ainda que existam diversos aliados na luta contra as robocalls, incluindo recursos dos mais recentes sistemas operacionais móveis (como o app oficial Google Telefone) e a Não me Perturbe, a adoção de uma postura cautelosa é o primeiro passo para se combater verdadeiros exércitos de ligações indesejadas.

Dentre os cuidados mais importantes para não cair em uma armadilha se destacam:

  • não atender números desconhecidos;
  • não fornecer dados ou informações pessoais;
  • não dizer qualquer palavra;
  • desconfiar de quaisquer solicitações, já que, na internet, há diversos detalhes sobre sua vida.

No mais, ativar funcionalidades dedicadas à tarefa em seu smartphone e registrar queixas em órgãos oficiais, assim como bloquear contatos comprovadamente automatizados, são outras medidas que podem ajudar.

#58.2Alguns passos podem tornar o seu dia a dia com o telefone menos incômodo. (Fonte: Shutterstock)

Limite os dados das robocalls

Para evitar que o cenário fique ainda mais detalhado a agentes maliciosos, devido aos diversos vazamentos de dados que ocorreram (muitos deles contendo endereços, documentos e, claro, números de telefone), aposte em um antivírus que mantenha seus equipamentos e suas conexões protegidos contra invasões, como o Avast Mobile Security, que traz consigo camadas extra de segurança.

Por meio dele, é possível impedir o controle remoto de dispositivos por cibercriminosos, fazer compras e utilizar de serviços bancários em qualquer lugar e a qualquer momento sem preocupações, identificando facilmente sites falsos e ataques de ransomware.


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.