Segurança Cibernética

Nos Estados Unidos, 90% das pessoas não fazem nada para proteger dados online

Lisandro Carmona de Souza, 7 Abril 2017

Recentemente, a Avast pesquisou mais de 1.000 americanos para descobrir como eles valorizam e protegem os dados das suas contas online.

A maioria de nós tem inúmeras contas online e sem perceber, espalhamos nossas informações pessoais na internet. Queríamos saber como as pessoas valorizam as informações que armazenam em suas contas online, e também como elas protegem essas informações para que não caiam nas mãos erradas.

O email é a conta mais importante para os americanos

Os resultados revelaram que o email ainda é o serviço online mais utilizado nos Estados Unidos, seguido pelo Facebook e por aplicativos de mensagens como o WhatsApp. Não só é o serviço mais utilizado, mas também é o mais importante para mais da metade dos americanos.

Mais de 90% dos americanos dizem que se importam com os seus dados online. Se pudessem dar um “preço” para usar os serviços, os mais valorizados foram:

  • 4% Amazon
  • 5% Dropbox ou outro armazenamento na nuvem
  • 9% Email
  • 9% Facebook
  • 8% LinkedIn
  • 7% Twitter
  • 7% WhatsApp ou outro serviço de mensagens
  • 9% Snapchat 

Apesar de que o email é tanto o serviço mais utilizado quanto o mais importante para os americanos, as pessoas dão muitíssimo valor às informações sobre suas compras armazenadas nas contas da Amazon.

Os dados que você mais valoriza podem ser arrancados de você

Embora a maioria de nós dê valor às informações armazenadas em nossas contas online, parece que os cibercriminosos não concordam. Os cibercriminosos compram informações dessas contas, incluindo nomes de usuários, senhas e detalhes do cartão de crédito, por meio de vazamentos de dados e revendem esses dados no mercado negro por 2 dólares (dependendo da taxa de câmbio do Bitcoin).

Como grandes empresas como a Yahoo e o LinkedIn já foram violados e os dados dos usuários vazaram na internet, não é de se admirar que mais da metade dos americanos (54,6%) acham que os seus dados pessoais não estão seguros.

Em comparação com outros países, os Estados Unidos são o país onde a maioria dos entrevistados disse ter sido afetada por um vazamento de dados pessoais (mais de 25% dos entrevistados). Outros 18,2% disseram que não têm certeza se seus dados foram ou não alvo de vazamentos.

Temos de tomar mais ações para proteger nossas contas

Pouco menos da metade (46,9%) dos americanos mudou sua senha para o site que foi invadido, mas não para os outros sites onde utilizava a mesma senha.

Isso é alarmante, pois os cibercriminosos costumam usar as credenciais obtidas de vazamentos de dados para acessar outras contas, na esperança de que utilizem a mesma senha.

Muitas vezes, os bancos de dados com os dados roubados só aparecem anos depois no mercado negro, para que mais cibercriminosos possam comprar e tirar proveito. É por isso que é fundamental que você altere as suas senhas regularmente e não espere até que um vazamento de dados se torne público.

Quase um terço dos americanos (32,4%) nunca tomou medidas para alterar sua senha depois de ter sido informado de um vazamento de dados.

Os sites e serviços de qualidade criptografam as senhas dos seus usuários. Esta é uma boa maneira de proteger seus clientes, no entanto, como consumidores, somos responsáveis por proteger nossas contas e os dados que nelas mantemos. Se uma senha for simples, por exemplo, só contém letras, alguns caracteres e sem caracteres especiais ou números, os cibercriminosos podem facilmente adivinhá-la. Existem listas de senhas mais usadas que os cibercriminosos podem utilizar para invadir sua conta.

Os gerenciadores de senhas são ferramentas úteis que você pode usar para gerar senhas fortes e exclusivas para todas as suas contas, além de alterá-las facilmente de tempos em tempos. Infelizmente, apenas 8% dos entrevistados utilizam um gerenciador de senhas para proteger suas contas.

Nós compartilhamos muitas informações pessoais na internet todos os dias, mesmo sem percebermos. E enquanto os cibercriminosos não dão tanto valor aos nossos dados quanto nós, isso não significa que não vale a pena se proteger.

Você pode pensar que não tem nada a esconder ou que não se importe de que alguém leia as suas mensagens confidenciais, mas como você se sentiria se essas informações fossem usadas para lhe chantagear? Juntando informações, os cibercriminosos podem roubar a sua identidade ou dinheiro das suas contas online. Podem causar estragos bloqueando o seu acesso a suas contas, excluindo informações ou até mesmo entrando em contato com pessoas em seu nome.

Os cibercriminosos podem abusar dos dados que você compartilha e armazena em suas contas online: é vital que você tome medidas para se proteger.

Full Avast Data Protection Report (PDF).