Dicas

Lojas famosas aparecem na lista das problemáticas do Procon-SP | Avast

Lisandro Carmona de Souza, 26 Novembro 2019

Procon-SP libera lista dos sites onde você não deve fazer compras. Consumidores reclamam de falsos descontos em várias lojas famosas

Desde 2014, o Procon-SP mantém atualizada uma lista de sites que não resolvem as reclamações dos consumidores: você não deve comprar nesses sites, ainda que a maioria já esteja “fora do ar”. Especialistas sugerem também que você use um antivírus que faça detecção automática e em tempo real de sites de golpes (phishing):

phishing-fake-vs-real-apple-site                 Falso site de phishing                         Página verdadeira de login Apple ID

Os lojistas lançaram uma campanha chamada Black Friday de Verdade, não vai ser fácil ganhar de novo a confiança do consumidor. As principais queixas no Procon-SP estão relacionadas a falsos descontos e se relacionam a lojas famosas:

Principais reclamações na Black Friday 2018 – Procon-SP

Empresas com mais reclamações na Black Friday 2018 – Procon-SPSites com mais reclamações na Black Friday 2018 – Procon-SP

De qualquer forma, tendo maior volume de vendas, era razoável que, junto com mais consumidores satisfeitos, as maiores lojas acumulem um maior número de reclamações.

Atualize o seu antivírus antes de baixar atualizações do Windows 10

Além de ser uma boa prática de segurança, usar sempre a última versão do seu antivírus previne incompatibilidades. A Microsoft e a Avast trabalharam antes do lançamento da versão de novembro de 2019 para solucionar algumas incompatibilidades.

No entanto, 0,71% dos usuários domésticos do Avast ainda usam a versão 19.5.4444.567 (ou anterior), e isso vai impedir a atualização do Windows. Os usuários do AVG* também são afetados. A solução é muito simples: atualize o seu Avast* (clique com o mouse direito sobre o ícone na bandeja de sistema, Atualizar, Programa e, depois, reinicie o seu computador) e sugerimos que você nunca force a instalação manual das atualizações do Windows.

Cuidado com carregadores USB públicos

Especialistas continuam aconselhando* não utilizar estações de carregamento USB em locais públicos. As conexões USB servem tanto para transferir dados como energia. No entanto, malwares podem ser distribuídos (inclusive para dispositivos iOS*), senhas e logs podem ser roubados, e até pode ser gravado o que se passa na tela do dispositivo. O problema também afeta cabos e adaptadores, que podem ser falsificados (por exemplo, o O.MG Cable*). As dicas são as seguintes:

  • Prefira tomadas elétricas em vez de estações de carregamento USB
  • Use somente seus próprios cabos e adaptadores
  • Use um power bank em caso de necessidade
  • Use isoladores USB como o SyncStop* ou o Juice-Jack Defender*

usbcondomDe qualquer forma, smartphones mais modernos (Android ou iOS) devem emitir um pop-up ou exigem uma intervenção manual do usuário quando, além de transferir energia, também dados são transmitidos.

[Atualização] Segundo o Olhar Digital, os modelos vulneráveis são: Samsung Galaxy S8+, Samsung Galaxy S3, Huawei P8 Lite, Huawei Nexus 6P, Samsung Note 2, Google Pixel 2, LG G3, LG Nexus 5, Motorola Nexus 6 e HTC Desire 10 Lifestyle.

A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.

Ron Dauphin