Dicas

Como seria uma solução de identidade online para minha mãe?

Emma McGowan 15 nov 2021

Adultos mais velhos, assim como todos os consumidores, desejam soluções digitais claras, organizadas e fáceis de navegar

Como seria uma solução de identidade digital para as gerações mais velhas? Minha mãe não é uma pessoa muito experiente em tecnologia. Quero dizer, tenho uma lembrança distinta dela nos anos 90 tentando virar um CD para ouvir o outro lado. E isso é realmente por escolha: ela é uma ceramista de profissão e definitivamente está mais interessada no mundo físico do que no digital.

Isso não significa que ela possa viver totalmente offline em 2021: quem pode, na verdade? Ela adora assistir à Netflix no iPad; e, em geral, eu diria que ela fez um bom trabalho integrando o mundo digital de maneiras que funcionam para ela.

Mas ainda existem obstáculos para ela estar verdadeiramente segura no mundo digital e, não vou mentir, isso é evidente e me fez pensar: o que seria uma solução de identidade digital online para minha mãe?

De acordo com Ramsey Alwin*, CEO do Conselho Nacional de Desenvolvimento (NCOA), não seria uma solução de identidade online muito diferente da que as gerações mais novas apreciam.

“Os idosos, assim como todos os consumidores, querem soluções digitais claras, organizadas e fáceis de navegar”, disse Alwin à Avast. “As ferramentas devem ser confiáveis, diretas e fornecer um claro valor claro”.

E embora a identidade digital possa ser uma ideia relativamente nova, isso não significa que os idosos não precisem dela.

“Acho que os idosos estariam interessados em uma solução de identidade digital", diz Alwin. “Independentemente da sua idade, pode ser esmagador gerenciar o número de sites que exigem contas e aplicativos para atender às necessidades básicas. Uma solução simples que aborda um verdadeiro ponto de dor é um vencedor para todas as idades”.

Alwin alerta, no entanto, que é um passo em falso agrupar todos com mais de 50 anos em um grupo, quando se trata de tecnologia. Posso atestar isso em minha própria família: meu pai tem 58 anos e geralmente tem o mais novo dispositivo técnico antes de mim, enquanto minha mãe de 71 anos praticamente teve que ser forçada a usar um iPhone.

“Os consumidores de 55 a 105 anos têm necessidades e níveis variados de alfabetização tecnológica”, diz Alwin. “Dada toda a variação, é melhor fornecer várias maneiras de os idosos interagirem: sites, emails, mídias sociais, bate-papo e telefone. Como qualquer consumidor, os adultos mais velhos não são de um tamanho único”.

Existem, no entanto, certos desafios de acessibilidade que são mais comuns à medida que envelhecemos do que quando somos mais jovens. Mas – como é o resultado do design especializado – é provável que a criação de produtos com acessibilidade em mente ajude os consumidores em geral.

“Para atender às necessidades de visão dos adultos mais velhos, evite usar tamanhos de fonte pequenos ou cores de fonte brilhantes, verifique se há contraste suficiente, sempre inclua texto alternativo para imagens e use botões claros e consistentes para chamadas à ação. Forneça legendas para todos os vídeos para deficientes auditivos”, sugere Alwin.

Por fim, uma solução de identidade digital para minha mãe seria tão perfeita que ela nem perceberia que estava usando. Exigiria uma senha segura (ou biométrica) que lhe desse acesso a tudo, desde senhas de cartões de crédito até documentos importantes. O que, honestamente, soa exatamente como eu quero também.


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.