Dicas

Como proteger suas contas após trocar o número do celular?

Nilton Kleina, 5 de Agosto de 2021 21h0min41s CEST
Nilton Kleina, 5 de Agosto de 2021 21h0min41s CEST

Telefones antigos podem ser usados para receber notificações, códigos e até anúncios, mas é possível evitar esse incômodo

Trocar de número de celular pode ser um processo complicado: além de avisar os contatos da mudança, é preciso recadastrar o telefone em serviços e conectá-los às redes sociais.

Entretanto, existe um fator nesse processo que muitas vezes não é considerado: o número em questão já pertenceu a um cliente antigo da operadora, foi cancelado junto do encerramento de uma conta e "reciclado" para um novo cliente.

Um estudo conduzido por Kevin Lee e Arvind Narayanan, da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, encontrou sérios riscos associados à reutilização de números de celular, especialmente no caso de vazamentos de dados* ou se o telefone cair nas mãos de alguém mal-intencionado.

Os riscos

O estudo avaliou 259 números de celular nos Estados Unidos e identificou que 171 deles estavam conectados a contas já existentes em sites populares, porém ainda no perfil dos donos anteriores do telefone. Isso pode levar a uma série de brechas de segurança e, ao todo, foram identificados quatro riscos.

O primeiro problema é justamente que muitos números de celular estão vinculados a cadastros ativos em sites populares. Isso significa que, dependendo do nível de segurança da plataforma, é possível até "sequestrar" o perfil ao recuperar o acesso a partir do telefone, fingindo ser o proprietário da conta. Assim, a partir disso, um cibercriminoso pode utilizar uma identidade para aplicar golpes em contatos ou roubar informações sigilosas e documentos de suas contas.

O segundo risco está nos buscadores: números de celular podem estar diretamente ligados a informações dos donos antigos, incluindo dados pessoais que identifiquem essas pessoas. Essa violação de privacidade também pode resultar na coleta de dados e futuras fraudes.

A terceira consequência está em obter dados pessoais por meio de vazamentos de bancos de cadastros — algo que tem ocorrido com certa frequência. 

Por fim, a quarta ameaça está em vulnerabilidades das próprias operadoras, cujas interfaces online permitem a "reciclagem" de números e a apropriação de mensagens e cadastros realizados pelo dono antigo da conta. 

Até mesmo pessoas bem-intencionadas podem ser prejudicadas nesse caso: os donos de um número reciclado podem receber spam e publicidade direcionada ao proprietário anterior da conta sem ter autorizado.

Como se proteger?

  • Evite trocar de número com frequência e, quando possível, faça a portabilidade dele no caso de mudança de operadora.
     
  • Desvincule o número antigo de cadastros e redes sociais quando trocar o telefone; no lugar, cadastre o novo celular o mais rápido possível.
     
  • Pesquise como é a segurança das operadoras e verifique se elas oferecem alguma garantia para o caso de sequestros de conta ou proteção contra uso de números reutilizados.
     
  • Não utilize mensagens SMS como autenticação em dois fatores no momento do login. Prefira o uso de um e-mail, aplicativos especializados para verificação ou gerenciadores de senha.

O Avast BreachGuard pode ajudar você a ter o controle de informações pessoais. Para ficar ainda mais protegido contra vazamentos e tentativas de uso indevido de conta, conheça a plataforma e adquira agora mesmo uma licença de uso.


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.