Segurança Cibernética

Como lidar com aplicativos espiões e com os que compartilham seus dados

Lisandro Carmona de Souza, 9 Março 2021

Pesquisadores de segurança se debruçam sobre aplicativos populares que monitoram você ou compartilham seus dados. E mais: a interface do Windows 10 fica mais arredondada

Todos estamos sendo monitorados: empregados pelos empregadores, crianças e adolescentes pelos pais, esposos e parceiros obsessivos entre si. Os stalkerwares monitoram sua localização, sua atividade na internet, suas chamadas e mensagens, enfim, tudo. Depois, eles enviam os dados para os vigilantes.

Chart for Marina

Crescimento do uso de stalkerwares durante a pandemia

Mais surpreendente é que eles conseguem capturar a tela e “vencer” o objetivo final da criptografia de ponta a ponta do WhatsApp, por exemplo. Os principais sintomas da presença de stalkerwares são:

  • Sessões ativas (histórico de acesso) desconhecidas em suas contas e redes sociais: vá às configurações de segurança de cada uma delas e remova os dispositivos e sessões estranhas
  • Aplicativos usando a câmera ou o microfone em segundo plano: use o Access Dots para descobrir
  • Se você tem um iPhone e não instalou o aplicativo Cydia – que permite usar apps de fora da Apple Store –, você pode estar infectado(a)

Outros sinais são mais difíceis de identificar como, por exemplo, a bateria começa a durar bem menos do que o normal (pois o aplicativo espião é executado em segundo plano) e, nos celulares Android, a presença de aplicativos de fora da Google Play.

Em qualquer caso, recomendamos que você execute o Avast Mobile Security para verificar se há algum stalkerware instalado (eles são classificados como PUPs, programas potencialmente indesejados), mas cuidado ao removê-lo, pois quem o instalou será avisado pelo próprio aplicativo!

Se quiser uma solução radical, redefina seu dispositivo para as configurações de fábrica. Evite sempre que pessoas tenham acesso ao seu dispositivo, mantendo-o bloqueado com um código PIN ou padrão difíceis de descobrir e que sejam trocados de vez em quando.

Instalar aplicativos espiões ou invadir celulares são crimes (Lei 9296/1996 e Lei 12.737/2012), exceto no caso de monitoramento dos filhos até 18 anos ou quando o celular é corporativo.

A Avast é uma parceira associada da Coalition Against Stalkerware.

Aplicativos e o compartilhamento dos seus dados

A Apple iniciou uma ampla campanha de transparência sobre a coleta de dados em seus dispositivos com as chamadas “etiquetas de privacidade”, que informam quais dados são coletados e por quê. Uma pesquisa recente da pCloud* mostrou que metade dos 100 apps mais populares compartilham dados com seus parceiros ou os vendem a outras empresas.

pcloud-instrusive-apps-the-apps-sharing-your-data-with-third-partiesFonte: pCloud

Nesta ilustração você vê que o Instagram é quem mais compartilha seus dados. Você também pode fazer a sua análise pessoal, uma vez que você pode dar mais importância a algum tipo específico de dados, por exemplo, suas compras ou o seu histórico de navegação. Os pesquisadores também liberaram a lista dos aplicativos* que melhor respeitam a sua privacidade.

Por outro lado, quando você acessa um site ou usa um aplicativo, essas empresas ou organizações podem compartilhar informações com o Facebook, que as usa para mostrar anúncios relevantes.

Facebook_Data_SharingFonte: Facebook

Empresas podem compartilhar com o Facebook suas atividades em outros aplicativos e sites. Se você deseja evitar isso, pode ir à página Atividade Fora do Facebook e desconectar o que desejar. No entanto, saiba que seus dados continuam sendo enviados, só que não estarão associados à sua conta. O uso gratuito do Facebook exige a coleta dessas informações que são vendidas para anunciantes.

O que você precisa fazer é parar imediatamente de entrar em sites usando a sua conta do Facebook ou do Google: use seu e-mail e uma senha forte e diferente para cada um deles, caso contrário, você está autorizando que esses sites tenham acesso aos perfis das suas redes sociais (e-mail, telefone e, frequentemente, localização atual).

Windows 10 deve passar por pequeno redesign

Internamente chamada de Sun Valley (21H2), a nova versão prevista para o segundo semestre deste ano deve trazer mudanças visuais nos ícones das Configurações* e no Menu Iniciar, onde tudo ficará mais arredondado.

new-start-menu-conceptAlém de arredondado, o Menu Iniciar será destacado da barra de ferramentas. Fonte: Windows Central

Antes disso, outra mudança de segurança que deve chegar é o suporte multicamera ao Windows Hello*, permitindo que você faça login usando câmeras externas.


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.

Photo by Devin Kaselnak on Unsplash