Segurança Cibernética

Você pode ser rastreado ao usar uma VPN? | Avast

Nilton Kleina, 13 Junho 2020

Com mecanismos e recursos complexos, redes privadas garantem uma navegação mais segura do que o modo anônimo dos navegadores

A todo momento, somos rastreados de alguma forma enquanto navegamos pela internet. Seja visitando páginas em uma determinada sequência, transmitindo conteúdos em serviços de streaming ou fazendo compras online, tudo isso é guardado em servidores com diferentes camadas de acesso e níveis de segurança.

Você provavelmente já leu por aí que uma VPN é a forma mais segura de proteção contra rastreamentos. Mas, afinal, qual o nível de privacidade garantido por essas redes virtuais privadas? Como ela se compara a outros mecanismos ou recursos que prometem algo parecido?

Uma rede para chamar de sua

Uma VPN, ou rede virtual privada, é uma forma anônima de estabelecer a sua conexão com a internet, sem indicar a sua exata localização, recuperar o histórico dos seus acessos anteriores ou registrar dados gerados em uma navegação. Ao estabelecer a sua ligação usando servidores espalhados por várias regiões do planeta, ela é capaz de atuar como intermediário entre a pessoa e o servidor do serviço que ela quer acessar.

12.2

Você pode achar que não é uma pessoa "rastreável", seja por tomar cuidados básicos ou apenas fazer uma navegação casual — só que a realidade não é bem assim. Dados podem ser coletados para direcionar anúncios para qualquer  consumidor e crimes bancários são comuns, independentemente de quem possa morder a isca. Ao acessar a internet sem qualquer nível de segurança, qualquer um é um alvo em potencial.

Evitando visitantes indesejados

Em resumo, as VPNs funcionam melhor do que algumas funções que parecem efetivas, mas acabam garantindo apenas uma segurança parcial.

Afinal, essas redes fazem a requisição de acesso por você, com o rastreamento chegando apenas até esse servidor intermediário. Além disso, a navegação por meio de uma VPN é criptografada. Isso significa que a troca de dados é codificada e protegida por uma chave de acesso pertencente apenas ao usuário e à empresa responsável por essa rede.

O servidor e a sua provedora de internet podem até saber que você está usando uma rede privada ao analisar a origem da conexão, mas não é possível saber o motivo ou o conteúdo acessado, nem mesmo conectar esses dados à sua identidade.

Portanto, é importante deixar uma coisa bem clara aqui: o uso de uma VPN não deve ser entendido como um convite ou incentivo para você realizar atividades ilegais online. Essa é uma camada adicional de proteção que é um direito de todo e qualquer usuário. 

E o "Modo Anônimo"?

Depois de tantas explicações, é natural que surja uma comparação das redes virtuais privadas com outro mecanismo de segurança para o ambiente online: os tais "modos anônimos" de navegadores, que recebem diferentes nomes de acordo com o programa usado, privado, incógnito e por aí vai.

Eles não são enganações: essa é uma forma rápida e eficiente de visitar páginas sem registrar o acesso ou o histórico. Entretanto, não podemos confundir a eficiência e a complexidade da proteção de uma VPN com a desse recurso.

As abas anônimas ainda podem enviar dados para os sites visitados ou para o seu provedor. Além disso, eventuais controladores de uma rede privada, como a sua escola ou empresa, também podem ter acesso a alguns dados da sua navegação. Já o uso de uma VPN impede isso, pois não estabelece diretamente uma ligação entre você e o ponto de acesso à internet ou os sites visitados.

Em outras palavras, se você realmente quer proteger o seu histórico, os dados de navegação e as credenciais de acesso, o modo anônimo do navegador não é a melhor solução, por mais que seja de fácil acesso, tenha um nome bastante chamativo e atinja um certo nível de privacidade num dispositivo. 

Na outra ponta, as redes privadas virtuais são uma alternativa mais garantida para que você navegue com tranquilidade. Na maioria absoluta dos casos, você pode finalmente se livrar daquela sensação desconfortável de estar sendo observado.

O Avast SecureLine VPN é uma rede segura, de alta velocidade e uso bastante intuitivo, com proteção garantida para até cinco dispositivos e suporte para os principais sistemas operacionais em computadores e smartphones. Para saber mais e contratar o plano que mais combina com você, é só acessar aqui.


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.