Segurança em um mundo conectado

Reuters Plus and Avast, 7 Setembro 2018

As forças do mal querem, mais do que nunca, roubar suas informações digitais, por isso, adote as ferramentas para ficar em segurança quando estiver online.

Entre ransomwares, vazamento de dados, sequestro para criptomineração, ataques da cadeia de fornecimento e malwares para celulares, nunca foi tão importante proteger sua vida digital.

Numa época em que dependemos da tecnologia mais do que nunca, em que os invasores empregam inovação, organização e sofisticação contra nós para descobrir novas vulnerabilidades e escapar da detecção, precauções eficazes são essenciais.

Não estamos falando apenas de garantir que seus computadores e dispositivos móveis fiquem seguros. Estamos falando sobre tornar a segurança digital parte da sua rotina de tecnologia. Estamos falando sobre esquecer tudo que você achava que sabia sobre segurança cibernética, adotar uma estratégia nova projetada para oferecer mais proteção que nunca e tornar essa nova abordagem parte da sua vida.

Para o longo prazo, considere essas estatísticas estarrecedoras:

  1. O crime cibernético global está gerando receitas de US$ 1,5 trilhão por ano, de acordo com um estudo de 2018.
  2. Os ataques virtuais afetam muito as pequenas empresas e essa ameaça está aumentando.
  3. O PDF, que quase todo mundo usa para trocar informações, é o tipo de arquivo mais visado por ameaças internas, de acordo com a Cisco.
  4. Ataques na cadeia de fornecimento de atualizações de software, que implantam malware em pacotes de software legítimos, estão aumentando em número e em impacto.

Além disso, dados de várias fontes do setor indicam que, em 2017, houve um aumento de 54% no número de variantes de malwares para celular.

Há três anos, Ginni Rometty, presidente e CEO da IBM, disse, “o crime cibernético é a maior ameaça a qualquer empresa no mundo”. Essas palavras valem até hoje. Resumindo, monitorar sua própria segurança cibernética não é mais um luxo. É uma necessidade cotidiana.

Foque nas grandes e pequenas ameaças

Como temos uma grande dependência da tecnologia e as ameaças visam vulnerabilidades de várias maneiras diferentes, nossa necessidade de segurança cibernética atinge vários pontos. Isso significa que precisamos de produtos que protegem a navegação na internet, defendendo os navegadores contra malwares e spoofing, derrotando extensões e barras de ferramentas perigosas e irritantes.

Isso também significa que precisamos de produtos que são tradicionalmente “antivírus” ativados o tempo todo, escaneando emails e seus anexos, além de janelas de chat contra todos os possíveis ataques.

Proteger sua vida digital incorpora ferramentas mais sensíveis também.

Como ferramentas que criptografam tudo que você envia e recebe. E gerenciadores de senhas que mantêm todas as suas contas protegidas com uma única senha inviolável. E proteções para smartphones e dispositivos móveis contra malware e outros apps nefastos, especialmente “greyware” que não é maligno, mas que pode causar problemas de outras maneiras.

Finalmente, à medida que nossa sociedade adiciona conectividade a itens cotidianos com a expansão da Internet das Coisas (IoT), precisamos garantir que nossa privacidade e dados pessoais fiquem em segurança e que a IoT não seja vulnerável a ataques de propagação.

A melhor abordagem

Há duas maneiras de abordar a segurança na era moderna. Uma é ser reativo: responder a ameaças apenas quando elas se tornam aparentes e públicas. A outra é ser proativo: atualizar dispositivos imediatamente e proteger sua vida digital consistentemente, mesmo quando não há ameaças aparentes.

Naturalmente, a abordagem proativa é superior. O melhor dessas abordagens combina big data com inteligência artificial para identificar e destruir ameaças cibernéticas em tempo real, assim você pode se conectar com confiança a qualquer hora e lugar. Algumas soluções de software, incluindo o Avast, lideram essa categoria.

Muitas dessas soluções recorrem ao poder de computação e vigilância de centenas de milhares de computadores de usuários para ficar um passo à frente dos invasores.

Concluindo, à medida que os dispositivos conectados continuam a proliferar, a melhor maneira de proteger sua vida digital é ser proativo, abrangente, discreto e fácil de usar. As ferramentas estão disponíveis. Adote-as antes que seja tarde demais.

Publicado anteriormente no site Reuters Plus.

Artigos relacionados