Segurança Cibernética

Proteja os dispositivos IoT da sua casa

Grace Roberts, 10 Fevereiro 2021

Dispositivos IoT podem abrir novas portas digitais para os dados pessoais da sua família. Muitas dessas informações não contam com segurança integrada, exigindo que cada um configure as proteções adequadas.

Quantos dispositivos IoT, como smart TVs, aquecedores, webcams e outros aparelhos, estão conectados em sua casa? Qual o nível de segurança de cada um deles? Esta na hora de analisar os riscos desses fantásticos dispositivos conectados e definir estratégias robustas de proteção contra invasões.

Dispositivos IoT são perigosos porque, essencialmente, eles abrem diversas portas digitais aos dados pessoais da sua família. Muitos deles não contam com segurança nativa de fábrica, então a responsabilidade de implementar essa proteção é toda sua. O tema do último mês da conscientização da segurança cibernética (NSCAM, da sigla em inglês) foi “Se você conecta, proteja”, o que certamente vale para dispositivos IoT.

Se você não se proteger, cibercriminosos terão acesso imediato a todas as suas informações sigilosas armazenadas nesses dispositivos, como: endereço residencial, número de telefone, senhas, números de cartões de crédito, credenciais de acesso a mídias sociais, etc. Eles também podem invadir sua casa diretamente por um dispositivo IoT, tomando o controle da câmera de segurança e espionando seus movimentos.

Isso* já aconteceu no Mississippi, EUA. Um cibercriminoso assediou uma menina de 8 anos de idade, assumindo o controle da câmera de segurança de uma casa. A família usava o aparelho para verificar a irmã da menina, que sofria de convulsões. Mas um cibercriminoso comprometeu o sistema e enganou a menina de 8 anos, dizendo que era o Papai Noel.

Em outro caso, um pesquisador da Avast fez a engenharia reversa de uma cafeteira IoT*. Seu objetivo era mostrar que um ransomware poderia ser carregado em uma máquina. O pesquisador Martin Hron acessou a máquina pela atualização do firmware. A manobra foi possível porque a conexão com o aplicativo do equipamento não era criptografada.

Como se proteger contra os ataques à IoT? Uma das coisas que você pode fazer é desativar algumas das funções dos dispositivos. Ao conectar o aquecedor da casa, pode ser que uma funcionalidade de coleta de dados aparentemente útil esteja ativa, como, por exemplo, o registro de temperatura. Mas se você nunca usa isso, talvez seja uma boa ideia desativá-la.

Há outras coisas a considerar. Aqui vão algumas delas*:

  • Na configuração, certifique-se de implementar credencias fortes de segurança nos dispositivos. Não mantenha a senha padrão ou reutilize um código antigo ou existente em outro dispositivo
     
  • Sempre atualize os dispositivos com novos softwares, que geralmente são lançados para resolver problemas de segurança 
     
  • Sua rede é tão segura quanto o seu roteador. Redefina e mude suas senhas para códigos únicos e longos
     
  •  Sempre que possível, ative a autenticação de dois fatores
     
  •  Procure por uma solução de rede que proteja todos os seus dispositivos, como o Avast Omni

Os dispositivos IoT estão aqui para ficar. O tamanho global do mercado das casas inteligentes cresce 14% ao ano* e deve alcançar a marca de US$ 93 milhões até 2027. Um especialista do mercado prevê que o percentual de residências nos EUA com aparelhos IoT deve quase triplicar nos próximos anos, saindo dos 7,5% registrados em 2018 para 19,5% dos lares americanos em 2022.

Dispositivos podem ser úteis e bastante divertidos. Com cuidados redobrados e técnicas de segurança básicas, eles também podem ser seguros.


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.