Segurança Cibernética

Quando a tecnologia ajuda um menino a enganar sua mãe

Lisandro Carmona de Souza, 4 Janeiro 2019

Como tudo na vida, pode ser usado para o bem ou para o mal. Assistente de voz faz a lição de casa para um menino de 6 anos de idade.

Aconteceu em Nova Jersey, nos Estados Unidos. Uma mãe flagra o próprio filho conversando com a Assistente de voz Alexa da Amazon e pedindo que ela fizesse sua lição de casa de matemática.

O serviço de voz  localizado na nuvem pode tocar músicas, organizar a sua agenda e... fazer a sua lição. A inteligência artificial tirou dez na prova, mas a mãe ficou preocupada que o filho não aprendesse e ficasse dependente da máquina no futuro.

O pequeno Jariel perguntou “Alexa, o que é 5 menos 3”. O dispositivo respondeu “5 menos 3 são 2”. A mãe estava filmando tudo com o celular e “pergunta o que ele está fazendo” com uma simples grito: “Boy?!”.

Menino engana a mãe usando a AlexaO vídeo viralizou no Twitter (8,5 milhões) e muitos comentários elogiaram a esperteza do menino utilizando a tecnologia. São cada vez mais comuns as formas de obter respostas e soluções para os nossos problemas do dia a dia, mas será que o desenvolvimento do raciocínio não fica prejudicado? Será que não estamos incentivando a preguiça? A mãe tirou o dispositivo do alcance do filho, pelo menos enquanto ele estiver estudando.

Em outro caso, na Carolina do Norte, Mary Beth Foster disse que as primeiras palavras do seu filho foram “OK, Google”. E um papagaio já aprendeu a pedir sorvete à Alexa.

As vendas da Amazon dispararam no Natal e, provavelmente, foi por isso que os servidores ficaram sobrecarregados e saíram do ar. O Google também introduziu um recurso no seu Assistente para incentivar que as crianças sejam mais educadas em vez de dar ordens e passaram a agradecer os pedidos feitos com educação: “Por favor...” (“Pretty, please”).

Falso app da Amazon atinge o Top 10 da Apple App Store

Falando na Amazon, um falso aplicativo chamado “Setup for Amazon Alexa” conseguiu burlar todas as barreiras de segurança da Apple e não só invadiu a loja oficial App Store como entrou na lista dos Top 10 mais baixados. A Apple já retirou o aplicativo do ar. Provavelmente as vítimas foram as mesmas que bateram o recorde de ativações do Amazon Alexa durante o Natal.

Ainda que o aplicativo não enviasse propagandas assim que fosse aberto, nem exigia o login na sua conta da Amazon, ele perguntava pelo endereço IP, o número de série do aparelho e o “nome” dele na rede.

Falso app dentro da App Store    Fonte: 9to5Mac

Adwares e malwares não são privilégios dos usuários de Android. Em setembro do ano passado, o falso aplicativo chamado Adware Doctor atingiu o topo da lista dos mais baixados na Mac App Store. Ele roubava o histórico de navegação e o enviava para um servidor na China.

Quanto você quer para deixar de usar o Facebook?

Pesquisas recentes feitas no Estado do Michigan (Estados Unidos) mostraram que usuários só aceitariam fechar a sua conta no Facebook se recebessem mais de R$ 8.000 (cerca de 2.000 dólares). A surpresa é que os investidores de Wall Street pensavam que o “valor” de uma conta era de apenas R$ 1.000 (ou 250 dólares).

thought-catalog-609285-unsplashPor quanto você excluiria a sua conta no Facebook para sempre?

É óbvio que isso não significa que o Facebook poderia cobrar, por exemplo, R$ 4.000 para que você usasse os serviços, pois, muito provavelmente, você iria procurar outra rede social. Mas, se estivéssemos em um leilão, quanto eles deveriam pagar para que você parasse de usar o Facebook e nunca mais abrisse uma conta lá?


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

unsplash-logofrank mckenna unsplash-logoThought Catalog