Segurança Cibernética

Os 10 maiores assassinos do seu smartphone Android

Lisandro Carmona de Souza, 6 Janeiro 2017

A cada trimestre, analisamos que aplicativos realmente matam a bateria dos nossos smartphones, comem o espaço livre e consomem o seu plano de dados.

No terceiro trimestre, o nosso relatório dos aplicativos que mais consomem bateria mostra as tendências do mundo digital. Se a bateria do seu celular não dura até o final do dia, não culpe o seu aparelho: culpe os seus aplicativos.

Em um estudo global, coletamos dados anônimos de mais de três milhões de usuários Avast aleatórios para analisar quais aplicativos realmente impactavam o desempenho dos aparelhos. Sabíamos que iriam incluir alguns dos nossos aplicativos favoritos, mas não queremos ficar na lona antes do final do dia. Talvez você nem use alguns deles, mas eles podem vir pré-instalados no seu telefone e, por isso, consumir a bateria silenciosamente em segundo plano.

Veja o relatório completo e decida o que você quer para o seu smartphone

Cuidado se você usa os 10 aplicativos mais problemáticos

A lista abaixo mostra os 10 aplicativos que mais consomem a bateria, os dados móveis e o espaço livre simultaneamente. Os resultados são claros: aplicativos como o Spotify, o Snapchat ou o Tinder não vão surpreender ninguém, já que eles consomem muita banda 3G/4G, usam muitos recursos e deixam o celular lento, além de armazenar bastantes dados. Mas outros, como o Wattpad, um simples aplicativo de leitura, ou o Planilhas do Google não deveriam estar no topo dessa lista e, provavelmente, consomem mais do que deveriam. Cuidado com eles!


TopPERFORMANCEdrainingAPPSrunBYusers.png

Os 10 aplicativos que mais consomem bateria e que você nem sabia

O próximo passo foi analisar os aplicativos que, de uma forma ou de outra, continuam rodando em segundo plano (por exemplo, pelas notificações, atualizações, etc.). Rostos familiares nessa categoria são o Facebook, o Instagram, o BBM e o Facebook Messenger. No entanto, algumas caras novas apareceram, como o popular musical.ly, e o concorrente do Skype, o WhatsCall. Se você usa esses aplicativos, e muitos de nós continuaremos a usar, configure-os corretamente para desativar notificações ou diminuir as suas atividades em segundo plano. Você pode aprender mais em nosso Guia completo de otimização do Android e desfrutar de mais dicas sobre como melhorar o desempenho do seu smartphone.

TOP10PERFORMANCEDRAININGAPPS-RUNATSTARTUP.png

Os aplicativos mais instalados

Deixando de lado toda a tristeza do consumo de recursos, analisamos também os aplicativos mais instalados no Android. No terceiro trimestre de 2016, acompanhamos a tendência do WhatsApp ser mais instalado do que o Facebook e Dropbox. O Skype e o Chrome continuam a crescer. No entanto, a estrela que brilhou não vai ser uma surpresa para ninguém que não estava em uma bolha: o Pokémon GO. O fenômeno mundial foi o 13º aplicativo mais instalado nos aparelhos Android.

Mas o Pokémon GO desceu significativamente depois disso: vimos mais de 300.000 instalações (ou atualizações) por dia no início do semestre, mas em novembro os valores já haviam descido a 5.000 usuários instalando o aplicativo por dia.

TOP50MOSTINSTALLEDAPPS.png

Tendências dos aparelhos: aparelhos antigos e de entrada da Samsung ainda dominam

Dentre os milhões de usuários anônimos em todo o mundo, o modelo de telefone mais comum foi o Samsung Galaxy S3 Neo, um telefone de quase três anos atrás. Ainda que ele lidere entre a base dos usuários do terceiro trimestre de 2016, a sua participação no mercado caiu quase 25% nesse mesmo período, onde os usuários trocaram seus aparelhos por outros mais novos.

Acompanhamos tendências semelhantes com o Samsung Galaxy S5 e o Sony Xperia Z2, que diminuíram cerca de 10%.

O Samsung Galaxy S6 cresceu consistentemente nesse mesmo período, atingindo o grupo dos 10 aparelhos mais utilizados no mundo. Com relação ao sistema operacional, os únicos dois aparelhos desse grupo Top 10 que rodam o Android 5.0 (Lolipop) são o Samsung S6 e o Sony Xperia M4, com todos os outros modelos ainda rodando o Android 4.4 (KitKat) de três anos atrás. Decepcionante, não?

Veja o nosso relatório completo para descobrir os maiores comedores de bateria, espaço e dados. Também mostramos os jogos que mais consomem recursos dos nossos aparelhos.