Segurança Cibernética

Mercado ilegal chega ao Telegram: o que é negociado?

Alex Franco, 9 de Julho de 2021 6h0min0s CEST
Alex Franco, 9 de Julho de 2021 6h0min0s CEST

Golpistas, fraudadores e vendedores ambulantes oferecem produtos e serviços ilícitos sem medo, então é preciso se proteger

De acordo com um estudo da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito (CNDL), 91% dos brasileiros presentes na internet realizaram alguma compra online nos últimos 12 meses.

Entre as pessoas entrevistadas, 55% pediram comida por delivery, 35,9% assinaram algum serviço de streaming de filmes e 30% abasteceram seus armários por meio de aplicativos relacionados a supermercados. Cartão de crédito foi a forma de pagamento mais popular, preferência de 62%.

Espera-se que esse público, por ter adquirido mais segurança nesse tipo de transação, mantenha o hábito mesmo após a pandemia. Por isso, um mercado ilegal está se formando em grupos do Telegram – beneficiado por recursos de criptografia destinados, inicialmente, à manutenção da privacidade de usuários.

Golpistas, fraudadores e vendedores ambulantes de produtos ilegais aderiram à plataforma que os permite escapar da lei e manter o comércio de produtos ilícitos, porque, com ela, autoridades se veem de mãos atadas mesmo quando em posse das conversas. Afinal, só podem verificar tais conteúdos aqueles que tiverem autorização. 

#51.1Telegram vira ponto de encontro de transações ilegais. (Fonte: Shutterstock)

O que é negociado?

No mercado ilegal do Telegram, as criptomoedas se destacam como a forma de pagamento mais utilizada, dada à alta dificuldade de rastreio que apresentam. Outras ações otimizam movimentos criminosos, como o uso de VPNs – que alteram localidades e impedem a identificação dos países de origem dos vendedores – e de contas falsas.

Confira, abaixo, algumas das ofertas encontradas pelos profissionais:

  • Vacinas contra o novo coronavírus de diversas fabricantes;
  • Documentos falsos, como CPF, endereço, telefone, dados bancários e cartões de crédito;
  • Programas para invasão de máquinas e redes zumbi (botnets) para a realização de ataques de negação de serviço (DDoS).

Enquanto imunizantes sem procedência podem causar danos a quem recebê-los, dados falsos permitem a compradores criarem sites e perfis fraudulentos. Além disso, ferramentas que facilitam crimes cibernéticos são capazes de paralisar operações de empresas ou de gerar muito incômodo às pessoas atingidas. Logo, é preciso ter cautela.

#51.2Produtos ilícitos podem causar vários danos a quem compra e a terceiros. Fonte: Shutterstock

Privacidade do jeito certo

Para se proteger nesse cenário, não entrar em contato com vendedores de produtos e serviços ilegais é um passo fundamental. Além disso, equipar dispositivos com o que há de mais moderno em segurança cibernética impede que terceiros obtenham o controle de suas operações. A Avast tem a solução ideal para cada caso.

Garanta que seus dados não caiam em mãos erradas enquanto você faz as suas compras virtuais ao mesmo tempo que deixa seu PC ou celular preparado para enfrentar ameaças. Não importa o dispositivo que estiver usando, a Avast vai te proteger.

Experimente o Avast Premium Security com um teste grátis durante 30 dias e veja tudo o que ele tem a oferecer.


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.