Tecnologias que salvam vidas de idosos

Emma McGowan, 2 Abril 2021

Na medida em que nossos familiares envelhecem, eles vão precisando de cuidados. Com a ajuda da tecnologia, eles podem continuar independentes sem se sentirem idosos

Quando Irene, amiga de João, sofreu uma queda em casa, ela precisou rastejar por uma hora até alcançar o telefone para pedir ajuda. Depois de se recuperar, a grande questão era a seguinte: o que fazer agora? 

Como muitas pessoas idosas, Irene queria continuar a viver de forma independente em sua casa. O problema é que João estava preocupado. E se ela sofre uma nova queda? E se, dessa vez, ela não alcançar o telefone?

Sua ideia inicial foi comprar uma pulseira de detecção de quedas, como um que havia visto na TV no fim dos anos 1990. Mas Irene é uma mulher orgulhosa. A simples ideia de usar uma pulseira que a identificasse como idosa era indigesta, mesmo que fosse para salvar sua vida.

Soluções tecnológicas modernas para idosos

Felizmente, não estamos mais na década de 1990. Agora temos opções que vão além de um “socorro, caí e preciso me levantar!”. João fez uma breve pesquisa e percebeu que seu Apple Watch conta com um detector de quedas integrado. Mesmo que a funcionalidade precise de um iPhone para funcionar, o que Irene não tinha, ele achou que o investimento valia a pena para a segurança das pessoas que gostava. Enquanto configurava o dispositivo para Irene, ele percebeu que gostava tanto dos aparelhos, que resolveu comprar também para ele mesmo. 

Para Irene, era gigantesca a diferença entre uma pulseira detectora de quedas (para idosos) e um Apple Watch com a mesma funcionalidade. Ao invés de se sentir como uma velha com o corpo decadente, ela se sentiu como uma senhora descolada, que sabe tudo sobre as últimas novidades tecnológicas. Mais, havia ainda o valor agregado das outras funcionalidades do Apple Watch, que Irene poderia usar sem muita complicação. 

Mesmo que o equipamento da Apple seja excelente em funcionalidades, segurança e privacidade, ele não é barato no Brasil. Mas dá para encontrar modelos mais antigos, reformados e usados a um preço mais em conta em outras lojas. Além disso, o Apple Watch não é o único dispositivo do mercado com um design bonito e funcionalidades que podem salvar a vida de idosos. Para quem procura por algo mais acessível - ou que não tenha todos os alertas e funcionalidades dos produtos Apple - há ótimas opções no mercado. 

Um deles é o dispositivo Medical Alert*. Ele conta com um detector de queda muito similar ao do Apple Watch. Seu custo é menor, mas há uma assinatura mensal. O serviço conta com uma combinação de alertas tradicionais e serviços médicos, como lembretes de saúde e para tomar remédios, além de pressão sanguínea, nível de açúcar no sangue e monitoramento de peso. Ele também conta com um alto-falante que permite aos usuários fazerem ligações hands-free (sem o uso do teclado) e desfrutarem de outras opções de entretenimento enquanto estão em casa.

A Philips também oferece um dispositivo de alertas médicos chamado Philips Lifeline HomeSafe*. Ele se parece com um sistema de alto-falantes da marca e uma versão modernizada da pulseira detectora de quedas. Os usuários podem escolher entre uma opção que se conecta à linha fixa e outra que se conecta ao smartphone. A tecnologia entre eles é um pouco diferente e o custo um pouco mais alto no caso da versão para celulares. O aparelho conectado ao smartphone é mais elegante, lembrando o Philips Sonos. Nem parece um alerta médico tradicional. Eles também oferecem aos usuários a opção de um pingente para colar ou um relógio, que parece uma versão um pouco mais moderna daquele antigo alerta médico. 

O equilíbrio entre o respeito e os desejos aos nossos parentes mais velhos e a garantia de sua segurança é algo delicado, sem contar que essa é uma questão que atinge cada vez mais pessoas. Mas com a ajuda da tecnologia, os idosos podem continuar a viver com independência sem se sentirem velhos.


* Os nomes nesse artigo foram alterados por questões de privacidade.

A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.

Artigos relacionados