Segurança Cibernética

10 perguntas e respostas: o Facebook Messenger está vigiando você?

Jeff Elder, 12 Setembro 2019

Por que as grandes empresas de tecnologia estão pagando para terceirizados ouvirem o que você fala? Veja o que você pode fazer para proteger sua privacidade.

Controvérsias sobre o Facebook vêm e vão, mas o capítulo mais recente da novela envolvendo vigilância e transcrição de conversas dos usuários parece particularmente preocupante para órgãos governamentais, vigilantes da privacidade e usuários comuns. Aqui estão respostas a dez questões que você poderia ter sobre esse tema.

Qual é o escândalo?

O Facebook pagou terceirizados para ouvir e transcrever clipes de áudio dos usuários que optaram por ter seus chats de voz transcritos por Inteligência Artificial (IA) no aplicativo Messenger, informou a Bloomberg*. Ao obter a aprovação dos usuários, a empresa só apresentou a transcrição como um recurso para que os que quisessem transformar em texto as suas mensagens faladas e, além disso, não mencionou que transcritores humanos iriam ouvi-las, informou a Bloomberg.

Alguns terceirizados que transcreviam as gravações para o Facebook disseram à Bloomberg que não tinham conhecimento de onde o áudio estava sendo gravado ou como eles eram obtidos, e tinham preocupações éticas sobre essa tarefa. O Facebook disse que os terceirizados estavam verificando se a Inteligência Artificial da empresa de mídia social estava interpretando corretamente as mensagens, que eram mostradas anonimamente. A empresa disse ao serviço de notícias de tecnologia CNET* que parou de fazer isto, dizendo “fizemos uma pausa na revisão humana de áudio”.

Por que seres humanos em grandes empresas de tecnologia estão nos ouvindo?

Os Assistentes de voz precisam de orientação humana para entender com precisão o que lhes dizemos. A Amazon, a Apple, o Facebook, o Google e a Microsoft têm funcionários contratados para escutar conversas dos seus usuários. Como o The Atlantic* escreveu: “Isto não é tanto uma série de 'escândalos' sobre humanos revisando áudios, mas o resultado de uma base de usuários tornando-se minimamente consciente de como a tecnologia de Assistentes de voz realmente funciona”.

O que você pode fazer para proteger a sua privacidade?

Para evitar esse tipo de espionagem, não peça a transcrição das suas próprias mensagens no Facebook Messenger, passe a usar Conversas Secretas criptografadas no Facebook, e restrinja o acesso ao microfone do seu telefone, conforme explicado nesta postagem do Lifehacker*. 

Qual é o "xis" dessa questão?

Não suponha que você tenha privacidade em qualquer aplicativo, diz Chandler Givens, diretor de produtos de gerenciamento de privacidade do consumidor na Avast.

“Na verdade, sempre você está usa um aplicativo de mensagens, suas conversas de voz ou texto podem ser capturadas por terceiros ou pela empresa que desenvolveu o aplicativo. Os usuários devem pensar sobre o teste de primeira página: como você se sentiria se a sua conversa fosse parar na primeira página do jornal do dia seguinte? Se isso trouxer desconforto a você, pegue o telefone e ligue para a outra pessoa ou vá até ela e fale pessoalmente”.

Que coisas estão sendo ouvidas por esses funcionários?

Todos os tipos de coisas, incluindo informações muito pessoais. Sexo, violência, informações médicas e pedidos de pornografia estão entre as 1.000 gravações do Google obtidas pela emissora de TV belga VRT NWS*.

Esse incidente de privacidade do Facebook é pior que os anteriores?

Depende de como você o vê. A Apple, o Google e a Amazon somente coletam comandos de voz para os seus dispositivos, o que pode ser mais justificável para melhorar como a Inteligência Artificial entende e processa os dados. Mas a Microsoft continua a transcrever* as conversas no Skype e tem recebido muito menos pressão do que o Facebook.

O que o governo dos EUA está fazendo para resolver isso?

A Comissão Federal de Comércio aprovou medidas para enfrentar a chamada espionagem do Facebook, mas provocou fortes críticas dos legisladores por não ter ido suficientemente longe. A FTC “falhou absolutamente em penalizar o Facebook de um forma eficaz”, disse o senador republicano do Missouri, Josh Hawley, ao The New York Times*.

Quanto o Facebook sabe sobre você?

Muito. Você pode descobrir em sua página de preferências de anúncios no Facebook. Mas não se surpreenda se ele mostrar um perfil impreciso a seu respeito. O Centro de Pesquisa Pew* descobriu que cerca da metade dos usuários do Facebook dizem que não se sentem confortáveis quando veem como a plataforma os categoriza e 27% afirmam que as classificações do site não os representa com precisão.

Vigilância é uma coisa, mas os usuários foram manipulados pelo Facebook?

Sim. Em um estudo de 2014*, o Facebook manipulou os feeds de notícias de cerca de 700.000 usuários para medir o impacto em suas emoções. O experimento foi amplamente condenado*, bem como a falta de transparência do Facebook em lidar com o tema.

Crianças podem usar o aplicativo Messenger?

O aplicativo Messenger Kids foi criticado por autoridades norte-americanas* por sua fraca privacidade. Entre as questões levantadas está a capacidade de as crianças participarem de conversas em grupos sem a aprovação dos seus pais.

* Original em inglês.