Tips & Advice

Seu guia para um encontro online seguro

David Strom, 5 Novembro 2020

Você tem todas as informações, desde combinar encontros reais a escolher um selfie simpático.

Recentemente, milhões de usuários de cinco sites diferentes de encontros tiveram suas informações privadas vazadas*. Os sites tinham usuários nos EUA, Coreia e Japão. Além disso, vários outros apps de encontros (como CougarD e 3Somes) tiveram seus próprios vazamentos de dados que expuseram centenas de milhares de perfis de usuários* em maio, incluindo fotos e gravações de áudio.

Esse problema ocorreu porque o armazenamento no servidor Amazon S3 estava mal configurado e aberto. Por sorte, o proprietário da conta agiu rapidamente para protegê-lo quando foi informado por pesquisadores de segurança. Não ouvimos muito sobre vazamento de sites de encontro desde que os dados privados de cerca de 30 milhões de usuários do Ashley Madison foram publicados online em 2015*.

Esses vazamentos de dados colocam os sites de encontros de volta em evidência, mas eles tinham outros problemas de segurança, como as grandes empresas que atraem golpistas. O FBI relatou* que a fraude romântica está entre os golpes mais utilizados em termos de dinheiro perdido pelas vítimas. A FTC relatou* que, no ano passado, as perdas financeiras com esses golpes totalizaram 200 milhões de dólares.

Uma série de golpes esteve recentemente em evidência e se refere ao uso de inteligência artificial (IA) e outras ferramentas de automação modernas para aproveitar os algoritmos de encontros. Mashable descreve* como essas ferramentas podem aproveitar os apps de encontros. E Shelly Palmer escreveu* sobre o uso de ferramentas de IA para criar imagens deepfake que são publicadas em apps de encontros.

Problemas de segurança

Neste tempo de pandemia, quando a maioria de nós faz tudo online, os encontros continuam sendo uma brecha de segurança. Por sua natureza, para possibilitar os encontros online, precisamos divulgar muitas informações pessoais aos possíveis parceiros. A forma com que isso é feito é crucial para manter a segurança pessoal e das informações. Nesta postagem, eu apresento várias dicas de como fazer isso corretamente e faço minhas próprias recomendações.

A pandemia apareceu em uma época em que os apps de encontros já haviam proliferado ao longo da última década. Mesmo o Facebook tem um site de encontros separado* (inicialmente apenas para os usuários nos EUA). Como vimos nas notícias de vazamentos, há vários sites para diferentes de nichos de orientações sexuais e interesses pessoais.

Antes de oferecer sugestões específicas, vamos começar pelo genérico. Este site compara* os vários sites de encontros online em relação às formas com que controlam a visibilidade de dados pessoais. Todos eles, supostamente, publicam diretrizes de segurança e têm recursos para denunciar e bloquear abusadores. Por exemplo, o Hinge oferece várias opções para que os usuários controlem quem eles veem e quem os vê. No entanto, nenhum oferece medidas de prevenção de fraudes explícitas ou específicas a sites de encontros. Por exemplo, a página do Tinder* sobre “dicas de segurança em encontros” não abrange fraudes. Pense nisso quando se envolver em encontros online.

Sugestões de configurações de perfis nos apps de encontros e redes sociais

Cada um tem uma expectativa diferente da sua privacidade. Alguns podem se sentir mais vulneráveis ou em risco e querem proteger suas informações e manter seus telefones e outros dados pessoais longe de estranhos, o que significa uma carga extra quando queremos usar apps de encontros.

Se você estiver nessa categoria, o momento mais importante para manter suas informações privadas é ao se cadastrar no app e configurar o seu perfil. O truque é: se quiser o nível máximo de privacidade, você terá que se esforçar para manter seu perfil de encontros separado de todas as outras atividades online e sempre ter consciência do que você está fazendo e publicando ao usar seus dispositivos.

Isso pode ser complicado, especialmente se você compartilhar muito da sua vida em redes sociais ou se seu trabalho significa ter muito conteúdo online em seu nome. Minha primeira sugestão é procurar pelo seu nome no Google e ver o que outras pessoas podem encontrar facilmente sobre você. Isso oferecerá algum contexto para minhas sugestões a seguir sobre como proteger suas informações privadas.

  • Compre um chip pré-pago para ter um número de telefone específico só para seus contatos de encontros. Se precisar interromper o contato, é muito mais fácil bloquear uma pessoa se ela não souber seu número real. Use sempre apps de mensagens anônimos para proteger esse canal de comunicação.
  • Não use um nome de usuário que contenha seu nome real ou que duplique um nome de usuário que você usou em uma conta de rede social. Para ter mais cuidado ainda, use uma combinação aleatória de letras que você possa memorizar.
  • Crie uma conta de e-mail separada apenas para os encontros e não deixe nenhuma pista sobre seu nome ou sua localização real no nome dessa conta. Tenha cuidado com isso, pois algumas escolhas podem ter outras implicações. Por exemplo, “kygirl@gmail” pode ter outros significados além de sua origem no Kentucky.
  • Não divulgue sua data de aniversário real por enquanto. Você sempre pode passar essa informação depois, se iniciar um relacionamento. Muitos golpistas podem usar sua data de aniversário real para criar phishing e outros golpes com essa informação. Por exemplo, meu aniversário na internet é 1º de janeiro. Meus amigos e familiares sabem a data verdadeira e me divirto em ver as publicações em meu feed no começo do ano. Isso também significa procurar por fotos relacionadas a aniversários em suas redes sociais.
  • Use um selfie exclusivo e inédito para seu perfil. É muito fácil reverter pesquisas de imagem para rastreá-lo nessas fotos que você publicou nas contas de redes sociais.
  • Preste atenção às configurações geográficas ao configurar o perfil e em quem pode ter acesso ao seu local específico. Revise as fotos que contenham dicas de localização sobre onde você vive ou que contenham metadados com a localização (nesse caso, você deverá excluí-las ou modificá-las). Isso é muito trabalho, mas é necessário. Como parte dessa “revisão geográfica”, não publique ou divulgue tão rapidamente o nome de locais que você visita normalmente, endereços de familiares ou outras informações pessoais aos possíveis parceiros de encontros. 

Outras configurações de privacidade

  • Revise agora as configurações de privacidade do seu Facebook, Twitter e LinkedIn. Todas essas plataformas mudam frequentemente a maneira com que essas configurações são apresentadas. Por exemplo, você provavelmente quer ter um nível de proteção que impeça que estranhos consigam acessar suas informações pessoais sem se tornar um contato (veja a captura de tela abaixo).

 

  • Os sites de encontros realmente excluem seus dados depois que você encerra a conta? O site principal do Facebook (não o de encontros), por exemplo, é conhecido por dificultar a remoção de dados inteiramente quando você parte. Você deve conferir isso antes de se cadastrar em qualquer site: se tiver sucesso em um relacionamento, você eventualmente pode querer sair do site sem deixar rastros.
  • Como o site de encontros compartilha suas informações privadas? Isso inclui quais terceiros terão acesso aos seus dados.
  • Você pode optar por não mostrar sua foto para publicidade online?

Marcar encontros durante a pandemia

Dicas específicas para encontros durante a pandemia* se resumem, basicamente, a saber quando você se sente desconfortável, que é a hora de se desconectar e partir para outra. São dicas gerais* sobre o que fazer ao combinar encontros reais para se proteger.

Finalmente, conheça o jargão. Se ainda não aperfeiçoou seu vocabulário de encontros online, agora é hora de ler o artigo da Mashable que explica o que é “cloaking” (bloquear o contato), “kittenfishing” (exagerar os interesses ou usar fotos antigas), “cushioning” (enganar ou aproveitar de alguém) e outros.Mashable tem outras histórias sobre encontros online* que são mais estudos de casos do que dicas reais.