Chegaram as Festas Juninas e renasce a engenharia social: você sabe como se proteger?

Lisandro Carmona de Souza, 5 Junho 2017

Quanto mais a gente se distrai, mais os cibercriminosos se aproveitam. Aprenda dicas de como evitar dores de cabeça e preocupações ao descansar e se divertir.

Engenharia social: um termo difícil para definir algo simples. Não podemos estar atentos e preocupados o tempo todo.  Todos precisamos momentos de descontração e diversão, como as festas juninas, para recuperar as forças e voltar ao nosso dia a dia. Os cibercriminosos sabem disso e se aproveitam desses momentos para nos enganar.

Com o termo engenharia social se define o grupo de técnicas que aproveitam os desejos, as tendências, os gostos dos usuários para enganá-los e levá-los a fornecer seus dados pessoais ou financeiros. Por exemplo: nas épocas onde aumentam as nossas compras (dia dos namorados, dia das mães ou fim do ano), estamos mais expostos a receber ofertas de produtos e informações sobre entregas, assim como em épocas de eventos onde reunimos familiares e amigos, como as festa juninas.

Neste momento, os cibercriminosos nos enviam e-mails falsos (phishing) com links para sites também falsos. Aí, sem saber, informamos nossos dados (nome, e-mail, senha, telefone... ou até o número do nosso cartão de crédito) aos cibercriminosos. Eles podem usar esses dados diretamente ou vendê-los no mercado negro. No futuro, invasões das nossas contas online, roubo de dados, extorsões... É difícil de prever o que pode acontecer quando os nossos dados caem nas mãos erradas.

Qual o segredo para se proteger da engenharia social?

Em duas palavras: proteção automática. O que é mais fácil: termos um aplicativo de segurança que nos protege 24 horas por dia ou mudar os nossos gostos, desejos, paixões?

Todos nós, usuários avançados ou não, geeks ou pessoas comuns que querem apenas usar a internet, podemos ser vítimas de fraudes; especialmente em momentos de distração como nas festas juninas.

Conheça os 4 principais tipos de vulnerabilidades e como se proteger em época de festas:

  1. Sites falsos: quando digitamos na barra de endereços algo parecido com o original, como goggle em vez de google, podemos ir parar em sites falsos. Também links que são enviados por e-mails ou mensagens de texto (por exemplo, via WhatsApp) podem ir parar em sites que roubam nossos dados. A tecnologia Real Site evita esses problemas e corrige automaticamente os erros nos links.

  2. E-mails falsos (phishing): sabemos que bancos não enviam e-mails, nem pedem informações como os códigos de segurança (tokens). Hoje em dia é fácil criar e-mails que se parecem muito aos das empresas e bancos verdadeiros. Uma proteção Antispam tira automaticamente da sua caixa de entrada esses vilões.

  3. Programas indesejados (PUPs): habilite no seu antivírus o escaneamento e limpeza de programas indesejados. Às vezes, baixando um aplicativo “ganhamos” outros de presente (assim como barras de ferramentas, spywares e propagandas invasivas). Você não tem que estar sempre atento se o seu antivírus faz isso para você automaticamente.

  4. Vírus e malwares: contar com as últimas tecnologias de detecção (como, por exemplo, o Módulo Comportamento e a CyberCapture do Avast) é a certeza de ter uma camada extra de proteção (além de ter o seu sistema operacional e aplicativos sempre atualizados).

Divirta-se nessas festas juninas, mas antes, aprenda mais sobre o que seu antivírus pode fazer automaticamente para proteger seu PC. E você? Sabe se defender da engenharia social? Tem alguma dica para dar aos outros usuários?

Escolha a versão do Avast Antivírus que mais combina com você!

Artigos relacionados