Avast junta-se à parceria Anúncios sem Rastreamento

David Strom, 13 de Setembro de 2021 18h57min41s CEST
David Strom, 13 de Setembro de 2021 18h57min41s CEST

Como apoiamos os esforços do mercado de tecnologia para melhorar a publicidade e nos afastar dos problemáticos modelos de anúncios baseados em rastreamento

Uma parceria público/privada formada no início deste ano está ganhando força, e ganhou o apoio da Avast*. A Tracking-free Ads Coalition* foi inicialmente criada por 20 membros do Parlamento Europeu com o objetivo de promulgar uma regulamentação mais incisiva sobre o rastreamento feito por anúncios na internet. Ela agora tem o apoio de mais de 40 outras organizações que buscam acabar com o rastreamento generalizado e a mineração de dados que podem ser encontrados na publicidade online.

“Apoiamos sinceramente os objetivos desta coalizão de proteger os cidadãos digitais do rastreamento online excessivo. Queremos apoiar os esforços da indústria de tecnologia para melhorar a publicidade e nos afastar dos problemáticos modelos de anúncios baseados em rastreamento altamente individualizado”. Shane McNamee, Diretor de Privacidade da Avast.

A Avast se junta a outros apoiadores do mercado, como Tutanota, eBlocker e Brand Base. A parceria também conta com o apoio de várias organizações não governamentais e voltadas para a privacidade, como a Wikimedia Foundation, a Anistia Internacional, o The Privacy Collective e o Open Rights Group.

A União Europeia (UE) deu vários passos ao longo dos anos para criar um ecossistema online que respeite melhor os direitos dos usuários. Desde 2009, a legislação da UE exige que os proprietários de sites obtenham permissão dos usuários para cookies e formas semelhantes de rastreamento; no entanto, a aplicação não foi consistente e os banners de cookies não foram universalmente bem-vindos por aqueles a quem deveriam proteger, nem foram totalmente eficazes em seus objetivos. Mais recentemente, o Regulamento Geral de Proteção de Dados* (GDPR) ajudou a impulsionar a proteção eficaz dos usuários da internet contra o rastreamento excessivo. A Tracking-Free Ads Coalition é a evolução mais recente.

A coalizão compartilhou pesquisas que mostram como essas tendências problemáticas na publicidade online têm sido responsáveis ​​por desautorizar o jornalismo tradicional. Conforme declarado em seu site, “O declínio das receitas de anúncios dos editores é, em grande medida, causado por sua incrível dependência da indústria de anúncios de rastreamento, sendo os mais importantes o Google e o Facebook”. O grupo também observa que esse tipo de modelo de publicidade também pode recompensar o mau comportamento, como robôs (bots), cliques (click-bait) e desinformação, além de retirar receita de editores legítimos.

A evolução do rastreamento em anúncios online já percorreu um longo caminho desde a primeira introdução de cookies nos navegadores, não muito tempo depois que a internet se tornou popular em meados da década de 1990. Talvez você não se lembre da DoubleClick, uma empresa que desenvolveu uma das primeiras tecnologias de servidor de rede de anúncios usando cookies de navegador. Ela foi comprada pelo Google por 3,1 bilhões de dólares em 2008. As tecnologias de rastreamento subsequentes provaram ser ainda mais valiosas para os anunciantes.

Existem maneiras de evitar que suas atividades sejam rastreadas. Por exemplo, você pode usar uma VPN para tornar suas conexões anônimas, executar seu navegador em uma máquina virtual, limitar a navegação que você faz em seu dispositivo móvel (que tem mais precisão sobre seus movimentos) ou fazer modificações em seu navegador padrão para realizar suas ações de forma mais privativa.

Existem também várias maneiras de recuperar a sua privacidade*, configurando as contas das suas redes sociais. Configurar corretamente nem sempre é algo simples e exigirá algum esforço para garantir que você tenha tomado as melhores decisões. Além disso, compreender a diferença entre privacidade e anonimato é fundamental: só porque um anunciante não sabe exatamente quem você é, não significa que ele não esteja construindo um perfil usado para veicular anúncios direcionados a você ou enviar mensagens manipulativas.

Como McNamee observou em relação ao apoio da Avast à Tracking-free Ads Coalition, colocar as ferramentas nas mãos dos usuários só atinge alguns resultados. O suporte a esse trabalho é crucial. “Por um lado, fornecemos ferramentas de privacidade para dar aos usuários a capacidade de se protegerem, mas, por outro lado, também reconhecemos que existem problemas sistêmicos com o rastreamento no ecossistema de anúncios que os usuários não podem e não devem ter que combater por conta própria, por isso apoiamos os legisladores e os movimentos da sociedade civil no sentido de remodelar o ambiente online para melhor”.

Temos várias sugestões sobre como melhorar a publicidade para oferecer suporte à privacidade do usuário*, incluindo mais transparência e colocando mais poder nas mãos dos consumidores.

A Avast fornece vários produtos e iniciativas para combater o rastreamento, incluindo o Avast Anti-Track, o Avast Secure Browser (que inclui tecnologia antirrastreamento) e o Avast SecureLine VPN.


A Avast é líder global em segurança cibernética, protegendo centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Saiba mais sobre os produtos que protegem sua vida digital em nosso site e receba todas as últimas notícias sobre como vencer as ameaças virtuais através do nosso Blog, no Facebook ou no Twitter.

* Original em inglês.