Segurança Cibernética

6 milhões de contas do Instagram podem ter sido invadidas. A sua está entre elas?

Lisandro Carmona de Souza, 8 Setembro 2017

Pesquisa da Avast revela os serviços que os usuários mais utilizam na internet e quem está disposto a proteger os seus dados pessoais.

Em uma pesquisa com 11.417 usuários em todo o mundo, a Avast identifica que valor as pessoas dão aos seus dados pessoais armazenados na internet. Se alguém roubasse seus dados, quanto você estaria disposto a pagar para tê-los de volta? Se, de repente, você tivesse que pagar para ter todas as suas mensagens do WhatsApp de volta, quanto você pagaria?

Esta semana, 6 milhões de contas do Instagram podem ter sido invadidas, dentre elas, além de você, podem estar pelo menos 500 celebridades, como os atores Emma Watson, Emilia Clarke, Zac Efron, Leonardo Di Caprio e Channing Tatum; os artistas Harry Styles, Ellie Goulding, Victoria Beckham, Beyoncé, Lady Gaga e Rihanna, Taylor Swift, Katy Perry, Adele, Snoop Dogg e Britney Spears; os esportistas Floyd Mayweather, Zlatan Ibrahimović, Paul Pogba e Zinedine Zidane, Neymar, David Beckham, Ronaldinho, Sachin Tendulkar e Virat Kohli; as contas oficiais da NASA, Nike, Chanel e Adidas, além da do presidente dos Estados Unidos...

Por outro lado, 96% dos brasileiros diz que seus dados na internet têm muito valor. O Brasil ficou em 2º lugar, somente atrás da Indonésia. Você está curioso(a) sobre os dados do Brasil e dos outros países? Baixe e dê uma olhada no Relatório Avast de Tendências e Desempenho dos Aplicativos Android.

Mas o que você faz para proteger os seus dados online?

A pesquisa também mostrou quanto as pessoas pensam que os seus dados valem se fossem vendidos. Dependendo do serviço, metade dos brasileiros entrevistados dizem que valeriam, pelo menos, R$ 350,00 (cerca de 100 dólares).

Na prática, os cibercriminosos não conseguem tanto dinheiro com elas. Seus dados de login (nomes de usuário e senha) e dos seus cartões de crédito são vendidos por R$ 7,00 na darkweb.

Mas o pior é a dor de cabeça e o trabalho extra que você terá. Basicamente, o melhor a fazer é trocar todas as suas senhas por senhas fortes que contenham letras minúsculas e maiúsculas, números e símbolos. Acredite, você vai poupar muito tempo se desde já começar a usar um gerenciador de senhas, gratuito e automático em todos os seus aparelhos: Windows, iPhone/Mac e Android.

Além disso, habilite desde já a autenticação por dois fatores: você pode aumentar muitíssimo a segurança das suas contas online se optar por utilizar códigos únicos (token) de aplicativos gratuitos, assim como já fazem os bancos. Sugerimos o Google Authenticator ou o Authy (que inclusive sincroniza seus tokens entre vários aparelhos).

Você acredita que é melhor prevenir que remediar? Então que tal compartilhar essas dicas com seus amigos e familiares?

Thomas Malama