4 dicas para os pais da geração smartphone

Nancy Nunziati, 21 Fevereiro 2018

Como manter nossos filhos seguros e saudáveis em um mundo 100% conectado

As crianças e adolescentes de hoje são conhecidos como nativos digitais, isto é, nasceram em um mundo onde fone é a abreviatura de smartphone, não telefone, e ficar olhando para telas é mais uma necessidade do que um luxo. Mas até que ponto o uso do celular é saudável? Quanto é muito?

Além disso, quem é responsável por determinar regras seguras e saudáveis sobre o uso do celular para crianças e adolescentes? Os professores? Os médicos? Os pais? Isso deve ser considerado uma questão de saúde pública? Com o passar do tempo, nós, como cidadãos, desenvolveremos as "melhores práticas" para o uso do tempo diante da telinha, mas até lá, a segurança começa quando ensinamos bem aos nossos filhos.

A triste verdade é que o vício do telefone já é um problema real. Este tópico tem estado nas manchetes ultimamente, como quando um dos primeiros designers do iPhone admitiu que o dispositivo foi projetado para ser viciante e um dos fundadores do Facebook também admitiu que ele conduz ao vício.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Common Sense Media, 59% dos pais entrevistados acreditam que seus filhos adolescentes são viciados em seus telefones e 50% dos próprios adolescentes admitem que de fato estão viciados. Mais de 70% deles sentem a compulsão de responder imediatamente às mensagens que recebem.

Como com tudo quando se trata de educar crianças e adolescentes, ensinamos melhor quando damos exemplo. Você precisa praticar bons hábitos ao telefone, aqueles que você gostaria que seus filhos vivessem, porque assim eles seguirão o seu exemplo. Aqui estão quatro dicas básicas para manter você e sua família em um equilíbrio saudável com suas vidas digitais.

1. Definir regras

Ensine que há momentos muito sagrados mesmo para telefones, como quando estamos em refeição. Como pais, precisamos agora colocar uma ênfase mais firme no valor da conexão pessoa a pessoa. Ao gastar muito tempo no mundo digital podemos caminhar para a solidão e nossos filhos precisam ser ensinados que ele não é um substituto para o mundo real.

2. Definir limites

É fácil perder horas nas redes sociais. Por isso, ensine sua família quanto tempo eles estão gastando em seus telefones e estabeleça limites. Você pode comprar aplicativos de gerenciamento de tempo e controle familiar das operadoras de telefonia, o que também pode facilitar o bloqueio de sites inseguros, limitar o tempo de uso e o consumo de dados, limitar o número de mensagens, bloquear determinados números de telefone, limitar os momentos de uso da internet e muito mais.

3. Educar sobre o vício

Compartilhe este artigo e outros dessa série com seus filhos e converse com eles sobre os problemas que surgem com o vício digital. Explique por que isso é uma preocupação nos dias de hoje. Mantenha seus filhos abertos em relação à sua vida digital e ensine a serem responsáveis em relação aos horários e uso do telefone. Isso os manterá em sintonia com os seus pontos de vista e preocupações.

4. Aprenda e ensine a viver a netiqueta

A netiqueta (ou etiqueta da internet) precisa ser aprendida e ensinada, assim como aprendemos a nos comportar à mesa. Fale com seus filhos sobre como ser respeitoso com os outros quando estiver online e por que o bullying no ciberespaço nunca é algo bom. Você também pode aconselhá-los como se manterem seguros: evitar conversas com estranhos, ter cuidado ao clicar em arquivos desconhecidos e sempre olhe atentamente para qualquer arquivo que pensam em baixar.

É nossa missão no Avast proteger e defender a sua vida digital. Temos orgulho de proteger mais de 400 milhões de usuários em todo o mundo e continuamente aprimoramos nossa tecnologia para ficar à frente das últimas ameaças cibernéticas. Acreditamos que todos têm o direito de se manter seguros online..., e isso começa por se manter informado. Vamos nos comprometer a uso nossos telefones de forma mais segura e sadia.

Artigos relacionados