PME Empresas

3 testes de segurança cibernética e ferramentas para proteger sua rede

Avast Business Team, 17 Janeiro 2019

Melhore a sua segurança cibernética com essas 5 fáceis, mas eficazes ações.

O crime virtual vai custar às empresas mais de US$ 6 trilhões até 2021. Se não quiser que o seu escritório ou sua pequena empresa entre nessa estatística, é essencial investir em segurança cibernética.

Os bandidos estão sempre procurando por novas maneiras de superar ou evadir software de segurança cibernética e obter acesso a seus dispositivos e redes. Assim, é essencial que os serviços de proteção de terminais, aqueles que protegem computadores, laptops, celulares, tablets, etc., sejam testados regularmente, para que essas vulnerabilidades possam ser descobertas e corrigidas antes que sejam exploradas pelos invasores.

Com os cibercriminosos sempre criando novas maneiras de atacar pequenas empresas, a segurança cibernética é um setor em rápida transformação. Isso significa que escaneamentos de ativos e verificações de computadores/dispositivos que usam ferramentas de segurança de rede servem também como um teste para o próprio software de proteção.

Testar sua rede pode destacar as ameaças que sua rede pode enfrentar e mostrar as etapas necessárias para aumentar sua proteção. Ao agrupar esses dados de empresas e indivíduos de todo o mundo, as empresas de segurança cibernética podem criar um panorama de quais pontos fracos são pequenos ou pontuais e quais são grandes problemas que precisam de investigação de alta prioridade. 

Então, como o software de segurança cibernética é atualizado? E quais testes você pode fazer para garantir que essa proteção vai funcionar em sua rede? E como isso impede ataques virtuais em pequenas empresas?

Este artigo explica três testes que ajudam a proteger sua empresa e melhorar os recursos de defesa do software de segurança de terminais.

Avast-3-Cyber-Security-Tests-Body-Images-1

1. Escaneadores de vulnerabilidades

Como você poderia esperar pelo nome, os escaneadores de vulnerabilidades avaliam se há pontos fracos nos computadores em sua rede empresarial: pontos de entrada que podem ser explorados por cibercriminosos que esperam obter acesso aos seus dados. 

Os escaneadores de vulnerabilidades comparam os serviços e aplicativos em execução em seu sistema comparando-os com um banco de dados de pontos fracos já conhecidos, incluindo portas e scripts que poderiam ser potencialmente explorados por invasores que procuram por pontos de entrada.

Eles agem como cibercriminosos para rastrear essas possíveis vulnerabilidades. Os escaneamentos podem ser executados de duas maneiras diferentes. A primeira é não autenticada, e apresenta o seu sistema ao escaneador como alguém de fora veria, sem permissões especiais de acesso. A segunda é um escaneamento autenticado. Nesse caso, o escaneamento teria o mesmo acesso que um usuário comum no sistema.

A meta do escaneamento de vulnerabilidades é inspecionar seus sistemas de todas as perspectivas. Ao combinar os dois escaneamentos, você pode ter uma boa ideia do estado da sua configuração de segurança cibernética de uma perspectiva interna e externa, identificar pontos fracos e melhorar seu sistema para se proteger melhor contra esses riscos.

Avast-3-Cyber-Security-Tests-Body-Images-2

2. Teste de penetração

Esse teste é o processo em que especialistas de segurança cibernética “atacam” de propósito uma rede para analisar seu grau de segurança. Ele simula um ataque real, mas de maneira controlada. Assim, o termo “invasão ética” é às vezes aplicado ao teste de penetração.

Frequentemente, há confusão entre escaneamentos de vulnerabilidade e testes de penetração e, como proprietário de uma pequena empresa, você pode não ter um gerente de TI dedicado disponível para ajudá-lo a lidar com esses jargões. Embora os escaneamentos de vulnerabilidade destaquem qualquer ponto fraco na sua rede empresarial, os testes de penetração vão além, ao determinar que tipo de atividade maligna é possível se os pontos fracos forem explorados. Em outras palavras, como seus pontos fracos podem ser invadidos.

Esses testes podem ser conduzidos de dentro ou de fora da rede, dependendo do que o teste está tentando descobrir. Por exemplo, um teste de penetração pode ser conduzido para mostrar como o banco de dados do seu cliente poderia ser acessado, ou qual é o grau de dificuldade de acessar sua rede empresarial de um certo computador (ou terminal).

Embora alguns elementos dos testes de penetração sejam automatizados, eles são geralmente planejados, conduzidos e avaliados por consultores em segurança cibernética. Eles são testes mais avançados que escaneamentos de vulnerabilidades e podem variar em complexidade dependendo da empresa em avaliação.

Independentemente do porte da sua organização, você deveria conduzir um teste de penetração pelo menos uma vez por ano. Também é importante conduzir novos testes se você fizer grandes alterações em sua rede empresarial, por exemplo, adicionar novas filiais ou trocar de sistema operacional.

Avast-3-Cyber-Security-Tests-Body-Images-3

3. Verificações de atualização de programas

Softwares que não são atualizados regularmente oferecem aos cibercriminosos mais chances de invadir sua empresa, pois eles não têm as atualizações e correções mais recentes. Os desenvolvedores fazem todos os esforços para descobrir e corrigir vulnerabilidades antes que um programa de computador ou aplicativo seja lançado, mas, à medida que novas vulnerabilidades de segurança são expostas, eles lançam correções para o problema. Correções são códigos adicionais ou substitutos para programas de computador e são usadas para corrigir uma vulnerabilidade ou fortalecer uma segurança existente.

Em muitos casos, é fácil para os usuários aprovarem e instalarem essas correções ou programarem para que elas sejam instaladas automaticamente.

No entanto, mesmo aplicativos que são criados e lançados por marcas de software conhecidas e confiáveis podem conter falhas. Por exemplo, criminosos exploraram notoriamente a vulnerabilidade EternalBlue no Windows para executar o enorme ataque de ransomware WannaCry, em 2017. Se as empresas tivessem corrigido seus sistemas Windows, o WannaCry não teria sido tão bem-sucedido.

Dessa forma, é essencial atualizar regularmente seus sistemas operacionais, aplicativos de terceiros e drivers. O seu sistema operacional terá uma opção de verificar se há atualizações no menu de configurações. O programa de testes vai comparar o que está instalado no computador com as atualizações online mais recentes e dizer o que precisa ser atualizado.

Algumas configurações de programa podem permitir atualizações de software automáticas e outras solicitarão a sua permissão. Todos os usuários devem fazer essa verificação regularmente para garantir que todas as atualizações disponíveis foram aplicadas (ou programá-las para um momento conveniente) em cada dispositivo dos quais forem responsáveis.

Embora esses testes sejam essenciais para ajudar a proteger sua empresa, eles são mais eficazes quando usados juntos como parte de um pacote de segurança em camadas. Conheça os produtos Avast Business.