Segurança Cibernética

Você tem algum parente idoso? Fale com eles sobre a fraude Grandparent

Deborah Salmi, 3 Outubro 2015

Você tem algum parente idoso? Fale com eles sobre a fraude Grandparent

Fraudadores roubam cerca de 3 bilhões de dólares por ano de pessoas idosas

Trata-se de uma fraude que está ativa desde 2008 e que tem como alvo as pessoas idosas. O evangelista da Avast de 74 anos, Bob Gostischa, que diz saber “uma ou outra coisa” sobre fraudes, segurança, privacidade, recebeu um telefonema que tentava roubar o seu dinheiro. “Se aconteceu comigo, tenho certeza de que também acontece a outros”, disse Bob.

Homens da família Os fraudadores colocam seu alvo em pessoas idosas “porque elas caem mais facilmente no golpe”

Eis como tudo funciona:

Alguém telefona ou manda emails fazendo-se passar por seu neto ou neta. A típica história é que eles foram presos por engano e precisam de uma ajuda urgente para pagar a fiança. Outra variante diz que eles estão viajando e caíram em um golpe ou até que sofreram um acidente e estão feridos. Depois de transmitir tudo isto e se eles percebem que as suas vítimas foram fisgadas, pedem o envio de dinheiro através de serviços de transporte de recursos (como, por exemplo, a Western Union e a MoneyGram).

Depois que o telefonema terminou, Bob nos enviou uma transcrição para que pudéssemos compartilhar com os outros leitores do blog do Avast. “Eu me considero sortudo porque o meu primeiro instinto foi, como eu posso ajuda-la...?”, ele nos disse. “Eu acho que nós temos de estar atentos sempre”.

Pessoa: Olá avô, aqui é a sua neta. Eu estou com laringite, por isso minha voz está diferente.

Bob: Com certeza não é minha neta. Que neta?

Pessoa: Como assim?

Bob: Eu tenho várias netas.

Pessoa: A sua neta mais velha.

Bob: Ah, sim. (Estranhando que ela não tenha dito o seu nome). Está tudo bem?

Pessoa: Não.

Bob: Qual é o problema?

Pessoa: Estava visitando um amigo em Niagara Falls e, no caminho de casa, sofri um acidente de carro.

Bob: Você está bem?

Pessoa: Sim, ninguém se machucou.

Bob: E o carro?

Pessoa: O carro está bem. A mulher surgiu do nada e eu bati no carro dela, mas ela está bem.

Bob: Graças a Deus.

Pessoa: Sim, mas quando a polícia chegou me perguntou se eu havia bebido. Eu lhes disse que não, porque estava tomando medicação para a minha laringite, mas não passei no teste do bafômetro e passei a noite na cadeia.

Bob: Eles deixaram você chamar um advogado?

Pessoa: Sim, mas eu preciso de dinheiro para a fiança. Você pode me enviar 500 dólares pela Western Union?

Bob: Vai ser difícil porque tivemos vários gastos com médicos e estamos apertados.

Pessoa: Por favor, vô, você não pode usar o seu cartão de crédito?

Bob: Desculpe, mas estão todos no limite.

Pessoa: Por favor, vô, eu não posso continuar na cadeia.

Bob: Desculpe querida, mas eu não posso… Não tenho dinheiro para te enviar.

Pessoa: click.... ela desligou.

“No meu caso, a minha neta mais velha não sabe dirigir e nunca poderia ter estado em Niagara Falls”, disse Bob. “É muito fácil de cair em uma fraude como esta porque todos queremos ajudar aos familiares, especialmente a sua neta”.

No ano passado, a CBS News entrevistou um ex-fraudador que fez isto várias vezes. Ele disse que em um dia de sorte, ele conseguia ganhar 10.000 dólares com a fraude da neta. “Nossos alvos eram preferivelmente pessoas com mais de 65 anos, porque elas são mais facilmente enganáveis”, disse o ex-fraudador. “Elas estão em casa. São mais acessíveis. Assim que estão emocionalmente envolvidas, elas fazem qualquer coisa que você lhes pedir”.

Como se proteger da fraude da neta

O FBI dá as seguintes dicas:

  • Não se deixe levar pela pressão da urgência.
  • Tente entrar em contato com a sua neta ou com outra pessoa da família para saber se o telefona é verdadeiro ou falso.
  • Nunca envie dinheiro a um pedido feito pelo telefone ou por email... especialmente se vier do exterior. Uma vez enviado, você nunca consegue obter o dinheiro de volta.

O que fazer se você foi vítima deste golpe

  • Entre em contato com a delegacia mais próxima e peça orientações.
  • A Polícia Federal tem uma divisão específica para tratar de golpes na internet e crimes virtuais, o Centro de Monitoramento do Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos, que recebe denúncias por meio do e-mail internet@dpf.gov.br.

Siga o Avast no Facebook, Twitter, YouTube e Google+, onde a gente mantém você atualizado todos os dias com notícias sobre segurança digital.