Pesquisa de Ameaças

Empresas de propaganda móvel espalham malware como se fossem apps oficiais da Google Play

Lisandro Carmona de Souza, 9 Janeiro 2015

Empresas de propaganda móvel espalham malware como se fossem apps oficiais da Google Play

Como analista de malwares, Filip Chytry se depara com novas amostras de malware dia sim e dia não. Na verdade, ele encontra tantas novas amostras de malware que é difícil determinar qual delas serão realmente interessantes para o público em geral. Há algumas semanas, ele encontrou algo que imediatamente lhe chamou a atenção e que achou interessante compartilhar conosco.


Mobilelinks


Os três URLs acima são de sites que fornecem kits de monetização móvel, isto é, kits de propaganda que os desenvolvedores podem introduzir em seus aplicativos móveis. O objetivo dos desenvolvedores é conseguir o retorno pelas propagandas. No entanto, se um usuário clicar em uma das propagandas fornecidas por um dos fornecedores acima, ele irá parar em um site malicioso.


O mais visitado dos três é o Espabit. De acordo com as nossas estatísticas, sabemos que o servidores do Espabit recebem cerca de 150.000 visitas diárias e quase 100% destas visitas vem de aparelhos móveis. Isto pode não parecer muito se comparado ao total de usuários Android em todo o mundo, mas mesmo assim é um número considerável. O Espabit está tentando se tornar um líder mundial em propaganda e o seu site pode parecer inocente, mas a primeira impressão engana.


espabit


O subdomínio mais visitado do Espabit, com mais de 400.000 visitas nos últimos meses, encaminha os usuários para sites pornográficos através de propagandas mostradas nos seus aplicativos. O site mostra uma oferta para baixar aplicativos indecentes (sem trocadilhos...) que têm comportamento malicioso.


image


Acima está apenas um exemplo de um link malicioso. Há muitos outros hospedados no mesmo servidor. A maioria dos links leva à pornografia ou a falsos aplicativos que têm uma coisa em comum: todos roubam dinheiro dos usuários inocentes.


Como eles convencem as pessoas a baixar o aplicativo deles? Parecendo ser aplicativos oficiais da Google Play. Os aplicativos são desenhados para parecerem oficiais da loja Google Play, enganando as pessoas que confiam nesta fonte. Uma vez que o Android não permite, por padrão, que os usuários instalem aplicativos de fontes desconhecidas, os sites oferecem tutoriais em vários idiomas como inglês, espanhol, alemão e francês, explicando como configurar o Android para que os usuários possam instalar aplicativos de fontes desconhecidas, como estes aplicativos maliciosos que acabamos de ver.


image_1


Agora vamos dar uma olhada mais a fundo no que estes aplicativos são capazes de fazer:


Todos os "diferentes" aplicativos oferecidos pelos três sites citados acima são essencialmente o mesmo, porque podem roubar informações pessoais e enviar SMS premium. De fato, conhecemos mais de 40 deles armazenados naqueles sites. A maioria dos aplicativos está armazenada em links diferentes e, novamente, oferecidos em várias línguas (para que todos possam "apreciar" os aplicativos). O objetivo por trás destes aplicativos é sempre o mesmo: roubar dinheiro.


apps code1


Algumas das permissões solicitadas pelos aplicativos ao serem baixados...


apps code2


Assim que você abre os aplicativos, você é perguntado se tem 18 anos ou mais (eles não apenas pensaram em oferecer o seu produto em vários idiomas, mas eles também tem a sua moralidade!).


sexyface


sexyface2


Depois que você clica em "Sim", ele pede para conectar o seu aparelho à internet. Uma vez conectado, o seu aparelho começa imediatamente a enviar SMS premium, cada um custando 0,25 dólares e enviados três vezes por semana. Isto é tudo o que o aplicativo faz! A quantidade roubada em uma semana não parece muito, mas parece seguir um propósito: as pessoas podem não notar que estão pagando 3 dólares a mais e tudo devido a um aplicativo instalado no mês passado. Não reparam que seu dinheiro está sendo roubado e não desinstalam o aplicativo que pode lhes custar 36 dólares por ano.


Este malware não é o único em termos da tecnologia que utiliza. Contudo, juntos, os três sites têm cerca de 185.000 visitas diárias, o que é muito considerando que há malware armazenado nos seus servidores. Nem todos são redirecionados para os malwares, mas aqueles que são, são enganados. Considerando que o subdomínio malicioso mais visitado tem cerca de 400 mil visitas no último trimestre, isto nos mostra o grande número de visitantes que está infectado. Isto significa também que estes fornecedores de propaganda estão ganhando muito dinheiro e não apenas pela propaganda que distribuem.


Ainda que muitas empresas de telefonia celular em todo mundo bloqueiem o envio de SMS premium, incluindo as principais empresas nos Estados Unidos, Brasil e Reino Unido, isto não pode ser considerado algo de pouca importância. Estes produtores de malware utilizam engenharia social para superar a segurança do Google e atingir usuários através de propagandas. Pense em quantos aplicativos você utiliza que mostram propaganda, e pense em todas as informações valiosas que você tem armazenadas nos seu telefone que podem ser mal utilizadas.


Todos os aplicativos maliciosos que Filip Chytry encontrou e foram descritos aqui são detectados pelo Avast como:


Android:Erop-AG [Trj]
Android:Erop-AJ [Trj]|
Android:Erop-AS [Trj]


Alguns dos SHA256 destes malwares:
DBEA83D04B6151A634B93289150CA1611D11F142EA3C17451454B25086EE0AEF
87AC7645F41744B722CEFC204A6473FD68756D8B2731A4BF82EBAED03BCF3C9B


Mais de 200 milhões de pessoas e negócios confiam nos aplicativos de segurança da Avast Software para Windows, Mac e Android. Por favor, siga-nos no Facebook, Twitter e Google+.