Segurança Cibernética

Lembra da época em que baixar música na internet era (quase) certeza de contrair vírus?

Andre Munhoz Pinto, 18 Setembro 2014

Lembra da época em que baixar música na internet era (quase) certeza de contrair vírus?

Parece que foi ontem, mas já faz um bom tempo. Fim dos anos 90, começo de 2000. A internet passava a se popularizar no Brasil, embora em países como Estados Unidos e Japão já era uma febre. Websites como UOL, Yahoo! e Google iniciavam uma longa jornada que transformaria o estilo de vida de todo mundo. Mas nessa época também surgia uma nova “onda”: o download de músicas online.

Baixar música online é fácil, mas e quando esses monstrinhos vêem de brinde? Baixar música online é fácil, mas e quando esses monstrinhos vêem de brinde?

Quem viveu esse tempo sabe muito bem como era complicado baixar uma faixa ou álbum completo da banda favorita. Além das dificuldades com a internet discada e computadores lentos (eu tinha um desktop com Pentium 2 que só faltava a manivela), ainda tinha o receio de enfrentar problemas jurídicos por baixar faixas ilegalmente e o medo eminente de contrair vírus que causaria uma explosão no computador. Hoje dou risadas disso tudo, embora a quarta edição do filme Duro de Matar que logo no começo mostra computadores infectados com vírus explodindo uma casa inteira, não me deixa mentir. Muita gente naquela época achava que um vírus de computador poderia realmente botar fogo no PC.

Mas voltando ao download de músicas online, jamais me esquecerei do primeiro dia em que tive a oportunidade de abrir o Kazaa. Eu não acreditava no que meus olhos estavam testemunhando. Com alguns clicks eu poderia baixar qualquer música que quisesse, mesmo daquelas bandas internacionais que dificilmente encontraria no Brasil. Aquilo era muito bom para ser verdade. E não demorou muito para conhecer o lado ruim desse paraíso musical: os ataques de vírus! Meu pobre Pentium 3 já estava se arrastando para conseguir processar todos os programas maliciosos que vinham com minhas músicas prediletas. Era uma contaminação em massa! Uma catástrofe! Ao menos, essa foi uma boa desculpa para convencer meu pai de que tínhamos que adquirir um computador novo (claro, sem entrar em muitos detalhes...).

Depois que comprei minha nova máquina em 2001, que veio com um processador AMD K6 (tipo um Boeing na época) e Windows XP, a primeira coisa que fiz foi adquirir um antivírus. Eu queria continuar baixando minhas músicas, mas tinha muito medo de perder mais um computador. Isso me deu um pouco mais de confiança, mas todo mundo sabia que baixar música online era extremamente perigoso. Nos dias atuais essa história é quase uma lenda. Embora hoje em dia eu utilize serviços pagos, como Spotify, para ter minhas faixas prediletas diretamente no meu celular, a preocupação em baixar músicas e vídeos gratuitamente de plataformas como o Torrentz, parece não existir. Outro dia, ao discutir este assunto no Facebook, um rapaz disse: “Para que antivírus? Eu só uso meu computador para ler e-mails, acompanhar notícias online e baixar Torrentz. Não preciso disso”. Fiquei tão espantado com este comentário do que quando acessei o Kazaa pela primeira vez. “Ele só pode estar de brincadeira”, foi o que pensei. Mas o tom das palavras que vieram em comentários seguintes era bem claro. Ele falava sério.

Não há dúvidas nenhuma de que os sites de P2P (Peer to Peer) que compartilham arquivos online melhoraram bastante nos últimos anos. Hoje em dia é possível ver o nível de qualidade do conteúdo a ser baixado antes mesmo de clicar nele. Mas isso significa que podemos continuar fazendo downloads sem um antivírus? A resposta para esta pergunta depende de cada um. Entretanto, está mais do que provado que o processo de download de arquivos P2P é extremamente perigoso. Mesmo telefones celulares podem se tornar vítimas de hackers.

Atualmente a AVAST possui em seu banco de dados mais de 1 milhão de amostras de vírus para aparelhos móveis, sendo que em 2011 eram apenas 100 mil. Portanto, a dica que dou para quem quer baixar música online é bem simples: procure por um aplicativo no mercado que seja confiável, mas não deixe de ter uma proteção extra. Outro detalhe, se você utiliza wi-fi pública ou aberta para fazer esses downloads, como por exemplo um shopping center ou restaurantes fast-food, instale um VPN (Virtual Private Network) em sua máquina para garantir a sua privacidade e evitar ataques à ela.

Depois é só apertar o play e curtir sem preocupações.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook, Twitter, Google+ e Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.