Segurança Cibernética

Nossa pressa pelo “agora” não quer dizer que queremos brechas na nossa segurança

Lisandro Carmona de Souza, 17 Setembro 2014

Nossa pressa pelo “agora” não quer dizer que queremos brechas na nossa segurança

instant-gratificationUm seriado nos Estados Unidos tem o lema “Eu quero agora” e fala sobre as pessoas que cresceram acostumadas a ter seus desejos satisfeitos num piscar de olhos com a ajuda de empresários e tecnólogos inovadores com fome de transformar tudo em lucro.

E sejamos sinceros, de impacientes e afobados, todos nós temos um pocuo.

Eu, por exemplo, às vezes sinto a minha impaciência crescer quando estou em um restaurante e alguém encontra um ponto para conectar seu notebook, smartphone ou tablet e eu não. Fico lá, conversando com meus amigos na minha mesa e continuamos discutindo outros assuntos, pedimos mais um café e entramos em questões pessoais que geralmente ficam ao redor de tópicos como: "o que aconteceu no Facebook? Preciso enviar uma mensagem a um amigo. Vamos ver como andam as minhas notícias favoritas, meus sites de músicas... Aquele concerto parece bom, acho que vou comprar um ingresso. O quê? Meu cartão de crédito foi rejeitado? Melhor resolver aquele assunto no banco", e por aí vai.

Este tipo de atividade em lugares públicos pode ser a porta de entrada dos problemas: hackers podem “roubar seus dados, dinheiro ou identidade virtual”.

Todos concordamos que a mentalidade do “eu quero isto agora” não inclui “eu quero ser espionado e roubado agora”.

Estamos cientes dos alertas sobre nossos aparelhos móveis: o smartphone é um computador ambulante no nosso bolso e qualquer um pode facilmente perdê-lo ou ser roubado. A quantidade de mensagens, a lista de contatos, as fotos, o histórico de navegação, etc., podem ser descobertos e utilizados contra nós se caírem nas mãos erradas, mesmo quando tiverem sido excluídos (leia mais em nosso blog).

Hackers também atacam nossos aparelhos móveis através de malwares. A AVAST já possui um milhão de códigos maliciosos em seu banco de dados. E eram apenas 100 mil em 2011.
Como já mostramos neste artigo do nosso blog em junho, nossos especialistas do Laboratório de Vírus descobriram um aplicativo de futebol da Copa do Mundo que não era um jogo verdadeiro, mas uma fraude que disparava propagandas na tela.

Como vivemos em uma sociedade do “eu quero isto agora”, aqui vão algumas dicas da AVAST para garantir que você não detone a sua segurança online procurando satisfazer urgentemente os seus desejos:

1. Instale um programa de segurança

Proteja o seu smartphone ou tablet de ataques maliciosos e bisbilhoteiros digitais que querem roubar seus dados e seus aparelhos. Instale o avast! Mobile Security e Anti-Theft na Loja Google Play.

2. Utilize lojas seguras para instalar seus aplicativos

As grandes lojas como a Google Play e a Amazon são os lugares mais seguros para buscar aplicativos. Elas têm rígidos controles de segurança e por isso são, geralmente, as fontes mais confiáveis. As outras lojas, especialmente as não-oficiais da Ásia e Oriente Médio, requerem que você fique de olhos abertos o tempo todo.

3. Utilize um PIN ou senha para bloquear seus aplicativos

O seu telefone Android tem suas próprias configurações de segurança, por isso recomendamos que você configure um número difícil para bloquear a tela. Para configurar um número ou gesto, vá para Configurações > Tela de bloqueio.

Utilize a função Bloqueio de aplicativos do avast! Mobile Security para que um PIN seja solicitado pelos aplicativos que você deseja manter privativos, como os de compras e bancos online. Você pode bloquear dois programas com um PIN/senha na versão gratuita ou bloquear um número ilimitado com o nosso produto Premium.

A função Verificador de senha do avast! Mobile Premium mantém os xeretas e ladrões longe de suas mensagens e emails. Depois de três tentativas de descobrir sua senha, o telefone é bloqueado.

4. Mantenha o seu smartphone perto de você

Batedores de carteira podem ficar com o seu telefone antes de que você termine de fazer o seu pedido ao garçom. A Geoproteção é uma função inteligente do avast! Mobile Premium. Você configura um perímetro de segurança em torno do lugar onde se encontra e escolhe algumas ações, como disparar um alarme. Se um ladrão tirar o telefone fora deste perímetro enquanto você está distraído com o seu café, o alarme dispara e o telefone é bloqueado.

5. Utilize a localização e o apagamento remoto se o seu telefone for roubado

O avast! Mobile Security e Anti-Theft têm funções de controle remoto que permitem a você realizar certas ações. Você pode rastrear e localizar o seu telefone perdido utilizando comandos SMS ou a sua conta my.avast.

O apagamento dos dados do seu telefone pode ser feito através de comandos SMS. O apagamento profundo permite que o avast! exclua completa e permanentemente, sobrescrevendo seus dados pessoais. Isto é útil quando você estiver pronto para vender ou jogar fora o seu telefone, como mostrou o nosso recente estudo antes mencionado sobre a compra e venda de telefones usados.

6. Permaneça seguro ao utilizar WiFi públicas e gratuitas

Os pontos de WiFi públicos podem facilitar a gestão do nosso plano de dados, mas também há um efeito colateral que você precisa estar atento. Hackers podem ler seus emails, arquivos, credenciais de login em sites, senhas, etc. e até ouvir suas chamadas VOIP no Skype ou no Viber.

Recomendamos que você utilize um serviço de criptografia como o avast! SecureLine VPN, especialmente quando estiver viajando, mas também em casa, como uma proteção adicional para os seus aparelhos e dados.

Image from http://www.andbethere.com

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook, Twitter, Google+ e Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.