Protecting over 230 million PCs, Macs, & Mobiles – more than any other antivirus

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘avast’
6, janeiro, 2016

Ano novo, truques antigos: ataques de phishing continuam com força total em 2016

Entre janeiro e agosto de 2015, a Avast Software descobriu mais de 1 milhão (1.091.809) de domínios infectados no mundo. No ano, foram mais de 34 bilhões de ataques de vírus impedidos pela empresa. Ou seja, 2015 não foi um ano fácil para usuários da internet. E 2016 não deverá ser diferente. Você está preparado para isso?

 

Hackers continuam apostando em ataques de phishing para 2016

Hackers continuam apostando em ataques de phishing  para 2016

 

E talvez muito diferente do que você possa imaginar, um dos ataques que continua com alta popularidade hoje em dia é o velho e conhecido phishing. Quem possui um endereço de e-mail próprio desde a década de 1990 deve-se lembrar do famoso “golpe do rei nigeriano”, que era uma mensagem em que teoricamente teria sido escrita por um rei nigeriano milionário e que queria dividir sua fortuna com outras pessoas no mundo. No corpo do e-mail, pedia-se para enviar o nome completo, endereço, telefone e número da conta corrente (entre outras informações). Desta forma, dados pessoais poderiam ser facilmente coletados para a realização de outros golpes.

Hoje em dia, com o crescimento do mercado de e-commerce e as milhares de promoções online feitas por diversas empresas de varejo todo mês, é muito mais fácil de cair nesse tipo de golpe, principalmente durante épocas comemorativas como o Natal.

O analista sênior de malware da Avast, Jan Sirmer, explica que nesta época do ano os cibercriminosos usam as mesmas táticas de sempre, mas “com ofertas ‘especiais’ por meio de falsas campanhas de e-mail. Essas falsas campanhas podem levar as pessoas a fazer download de malware ou a fornecer informações pessoais a cibercriminosos”.

Uma das versões atualizadas do golpe do “rei nigeriano” é esta aqui:

‘Submarino – Vantagens e Ofertas, Todo o site com ate 80%, Compre agora!’ De: <news@emkt.submarino.com>, Para: <caetano@xxxxx.com.br*>

Esta poderia ser uma oferta tentadora, especialmente para quem precisa fazer suas compras de Natal. E mais: o endereço original pertence mesmo a uma loja online bem conhecida, emprestando credibilidade ao golpe. É comum os cibercriminosos utilizarem fraudulentamente endereços de e-mail de empresas de verdade para fisgar pessoas, porque sabem que esses clientes acreditam nessas empresas e com isso há maior chance de caírem no golpe.

E não pense que só porque o período festivo e de promoções passou significa que os golpes não existirão mais. Veja o que ocorreu comigo recentemente. Em meu e-mail pessoal eu recebi uma mensagem com o seguinte título:

RE: AVISO – CONTRATO – 2445 – 2015/11‏

setor_adm6@terra.com.br (setor_adm6@terra.com.br)

Ao abrir o e-mail estava escrito:

Prezado Cliente, esta é a sua via do contrato atualizada.

Qualquer dúvida estou a disposição.

Como geralmente contratos precisam ser renovados no início do ano, muita gente acaba abrindo o anexo sem cerimônias. O resultado é que abre-se também caminho para a invasão de um malware, dando a um cibercriminoso o controle total do seu PC.

Portanto, mais uma vez, repito aqui neste espaço: além de instalar um antivírus com sistema anti-spam em seu PC, tome muito cuidado com e-mails e anexos desconhecidos que você recebe, mesmo que eles (teoricamente) tenham sido enviados de fontes confiáveis.

Siga o Avast no FacebookTwitterYouTube e Google+, onde a gente mantém você atualizado todos os dias com notícias sobre segurança digital.

Categories: General Tags: , , , ,
12, dezembro, 2015

O que acontece quando os engenheiros da Avast passam a noite no estacionamento?

Um hackathon fez nascer protótipos criativos de aplicativos e hardware

Leia mais…

Categories: General Tags: , , ,
19, novembro, 2015

O que acontece com o seu celular quando você o perde?

É o que acabamos de descobrir.

Os analistas de segurança da Avast fizeram um experimento de 5 meses em que perderam e rastrearam 20 telefones celulares.

More than 3 million phones are lost each year

More than 3 million phones are lost each year

Para este experimento, nossos analistas prepararam os telefones ativando três aplicativos de segurança: nosso próprio Avast Anti-Theft, Lookout Mobile Security e Clean Master. Eles ainda se certificaram que cada telefone estava marcado com informações de contato, assim os mesmos poderiam ser devolvidos se encontrados. Daí, nossos analistas colocaram aleatoriamente 10 telefones em Nova Iorque e outros 10 em San Francisco.

Não demorou muito para os telefones serem encontrados. Quinze dos 20 aparelhos foram limpos usando um reset de fábrica. O único aplicativo de segurança que sobreviveu ao reset foi o Avast Anti-Theft. Isso era tudo que os nossos analistas precisavam para rastrear os aparelhos perdidos.

E quais aventuras eles tiveram?

Em um navio indo lentamente para…Índia?!

Um dos telefones, perdido no Battery Park, na cidade de Nova Iorque, eventualmente encontrou seu caminho para Mumbai, na Índia. Primeiro, uma longa e lenta jornada através do Oceano Atlântico deixou nossos analistas confusos, até que eles presumiram que o telefone estava a bordo de um transatlântico cargueiro.

Leia mais…

11, outubro, 2015

A tecnologia DeepScreen protege os dados da sua empresa antes de que estejam em risco

Elimine o risco de que os dados da sua empresa sejam hackeados.

O Avast for Business protege os dados da sua empresa

O Avast for Business protege os dados da sua empresa

A maioria dos malwares realmente perigosos está pensado para capturar informações empresariais de alto valor, especialmente os dados financeiros. Por isso, os hackers desenvolvem malwares que se parecem a um vídeo inocente, um aplicativo ou o cookie de um site. Alguns malwares podem até se disfarçar de um botão para sair de um site infectado. Basicamente, os hackers utilizam todo o tipo de truques para que suas vítimas cliquem, baixem ou executem os seus malwares.

O problema é que os malwares frequentemente invadem os computadores ou a rede de uma empresa por engano. O arquivo pode se parecer com um gráfico empresarial muito útil ou uma ferramenta de trabalho, mas que, ao ser aberto, expõe o seu código malicioso que domina o computador e até a rede.

Por isso, como você para com tudo isso se tem 10, 20, 30 ou mais PCs, Macs e servidores para cuidar?

Torne a proteção algo automático

Na prática, quando um arquivo é analisado pela função “DeepScreen” do Avast, ele é executado na Sandbox, que se responsabiliza por manter tudo isolado enquanto analisa todos os eventos e os comportamento do programa sendo executado. Por exemplo, monitora a solicitação de permissões ao sistema e comportamentos suspeitos enquanto o programa é executado.

Isto permite que a função DeepScreen analise o código e o compare com o gigantesco banco de dados do Avast na nuvem, compilados de mais de 230 milhões de computadores em todo o mundo, para descobrir se há algo estranho. Se o arquivo se parece com um malware, a DeepScreen protege você enviando-o para a Quarentena do Avast for Business. Sem que você tenha de fazer nada, a DeepScreen protege automaticamente os computadores da sua empresa, arquivos e dados privados, e até a sua reputação.

Poupe tempo e dinheiro

Quando os malwares são trancados dentro de uma sandbox virtual segura, seus PCs, Macs e servidores estão protegidos ANTES de que haja algum risco. Esqueça ter um funcionário de braços cruzados enquanto outro restaura um computador. Não mais perder arquivos que se corrompem. Não mais ter de parar o trabalho por causa de vírus.

E o mais importante de tudo, a DeepScreen mantém protegidas todas as informações sensíveis, protegendo a confiança que você conseguiu de seus funcionários e clientes. As grandes empresas estão descobrindo que a segurança do seu negócio pode ser a diferença entre ter lucro e falir!.

Proteja GRATUITAMENTE a sua empresa com o Avast for Business que incorpora a tecnologia DeepScreen. Obtenha o Avast for Business e poupe dinheiro e tempo da sua empresa.

Comments off
5, julho, 2015

Chamando todos os testadores beta: digam olá ao Avast Cleanup

IMG_9675-1024x682

Queremos que VOCÊ teste as versões beta do Avast 2015 R3!

Além da compatibilidade total com o Windows 10, a Avast está empenhada em lançar novas funções úteis em seus produtos. Sempre nos alegramos de ouvir os nossos usuários, descobrir as suas necessidades e implementar as suas sugestões. Agora estamos orgulhosos de estar testando as versões beta do Avast 2015 R3 (2015.10.3.22xx e mais atuais).

O que há de novo? Antes de mais nada, o GrimeFighter for completamente redesenhado e agora se chama Avast Cleanup. Ele roda sem a necessidade de reiniciar o seu computador e muito mais rápido que nas versões anteriores. Melhoramos a sua compatibilidade e agora ele pode ser utilizado em muitos outros aparelhos. E o melhor de tudo, o Avast Cleanup é gratuito para os testadores beta. :)

Como provavelmente você já sabe, utilizar mais de um antivírus ao mesmo tempo pode tornar instável e diminuir o desempenho do seu computador. Por isso, o Avast tornou ainda mais fácil verificar os problemas de compatibilidade com outros programas antivírus.

O Avast agora contém uma nova função: Host-based Intrusion Prevention System (HIPS). Um sistema de prevenção de intrusos que monitora atividades suspeitas analisando o que está ocorrendo no seu sistema. Também ampliamos a capacidade do escaneamento HTTPS para funcionar também no Windows XP/Vista. Talvez você queira aprender um pouco mais sobre o escaneamento HTTPS e como ele é útil na proteção efetiva dos usuários.

Os componentes de virtualização do Avast não estão utilizando mais o Serviço de Cópias de Sombra de Volume, o que aumenta a compatibilidade da função de Restauração de Sistema do Windows. A partir de agora, as versões beta do Avast serão automaticamente atualizadas para as novas versões beta que forem lançadas, o que torna o processo mais confortável para os testadores beta. Contudo, como ainda são versões beta, você deve ter em conta que há pontos que ainda não estão funcionando completamente, como, por exemplo, as funções da Avast SafeZone, o agendamento do Avast Cleanup ou a Sandbox para Windows 10. Sabendo destes pontos, animamos a todos a testar as versões beta o máximo possível e pedimos que você informe aqui qualquer problema ou bug que encontrar. Se algo der errado, você pode informar BSODs, travamentos ou outros problemas através da nova ferramenta de geração de pacote de suporte.

10, junho, 2015

Invasão do sistema de computador do governo norte americano: é tão fácil assim?

Irreal, inacreditável, impossível, por que, como… Essas foram algumas palavras usadas por mais de 4 milhões de norte-americanos que trabalham para o governo federal após descobrirem que seus dados foram roubados em um ataque de hacker divulgado há cerca de 1 semana. O ataque, de acordo com o jornal The New York Times, tinha como objetivo adquirir dados pessoais de funcionários do governo em todo os Estados Unidos. Embora o ato ainda esteja em investigação, a grande suspeita é de que um hacker chinês esteja por trás desse roubo.

hacker

Ataques de hacker podem soar como fáceis, mas não são tão simples assim: saiba como se cuidar

Se isso tivesse ocorrido em um país de menor poder cibernético, talvez a notícia não seria tão alarmante. Mas ver que milhões de dados do governo norte-americano podem ser facilmente acessados em um piscar de olhos, realmente soa irreal. Mas espere um pouco! Eu usei a palavra “facilmente”? Opa, acho que me enganei…

Ninguém consegue invadir uma plataforma de dados como dos Estados Unidos do dia para à noite, a não ser que o criminoso tenha acesso a informações confidenciais e senhas que lhe permitam isso. Ou devido a algum descuidado de um funcionário por alguns segundos e a sorte de um hacker de estar lá no lugar certo, na hora certa. Pois na grande maioria dos casos é preciso muito trabalho para se chegar a este ponto.

Qual o motivo para este ato? Durante uma entrevista (em inglês) dada pelo CEO da Avast, Vince Steckler, à agência de notícias Bloomberg, em Singapura, “existe um mercado negro underground comercializando essas informações”. Segundo ele, com esses dados criminosos podem criar novas identidades ou adquirir informações detalhadas para quebrar senhas e ter acesso exclusivo a informações valiosas.

Tá, se o Obama não consegue se proteger, como eu (um simples mortal) poderei fazer isso?

Como dito por Vince, os seus dados podem ser comercializados no mercado negro, mas o controle deles depende única e exclusivamente de você.

De acordo com uma recente pesquisa da Avast, a grande maioria dos brasileiros possui roteadores domésticos configurados com senhas de acesso extremamente fáceis de serem quebradas, como data de aniversário, endereço da casa, etc. Portanto, se você quer se proteger, comece configurando a senha do seu roteador de maneira eficaz e, de preferência, troque-a regularmente, de cada 3 a 6 meses.

Se for usar a internet de amigos ou em wi-fi aberta, utilize uma VPN (Virtual Private Network), que criptografa todos os dados do seu aparelho. Assim, se a internet que você estiver conectado for atacada, seu dispositivo e dados estarão seguros.

Por fim, utilize um software de segurança em seu computador e suspeite de qualquer programa que lhe for oferecido para ser baixado online. Antivírus como da Avast, por exemplo, possui o Sandbox, uma área virtual onde você pode baixar programas suspeitos sem perigo ao seu disco rígido.

Enfim, o ataque ao governo norte-americano pode ter sido assustador, mas não foi fácil. Portanto, dificulte a vida de cibercriminosos tendo uma postura online mais ativa e segura.

 

Comments off
5, junho, 2015

Guia 4 Rodas e a consolidação de negócios online

Aqui neste blog geralmente falamos sobre segurança online, mas hoje decidi escrever (em forma de homenagem), sobre o fim do Guia 4 Rodas. A editora Abril anunciou que aposentará o título com 50 anos de história. O motivo? Em princípio, a internet e a maneira como as pessoas se informam hoje em dia. Em posse de aplicativos que podem ser baixados em segundos e mapas off-line que permitem buscas rápidas de destinos, percursos e dicas de turismo, o guia acabou se tornando obsoleto.

E este cenário não é uma grande novidade já que muitas revistas famosas do passado acabaram por ir à falência com a proliferação da internet e o aparecimento de dispositivos móveis que tornam extremamente fácil o acesso à informação.

IMG-private-browsing

Guiar-se durante uma volta ao mundo agora pode ser feito online

Entretanto, na verdade o que a Abril está fazendo é uma reformulação de seus títulos, inserindo o Guia 4 Rodas dentro de outras revistas, como a Viagem e Turismo, Veja e Veja São Paulo. Mas a não existência daquele “livrão estiloso” cheio de dicas deixa muito viajante com imensa nostalgia, inclusive este que vos escreve.

Lembro que quando criança meu pai tinha o guia no porta-malas de seu DelRey azul metálico, entretanto, ele que ama viajar pedindo informação em vez de usar mapas – “assim batemos um papo com o povo local e fazemos amigos”, diz ele – não abria muito o guia. Eu gostava de folheá-lo sonhando em conhecer um lugar novo, o que acabou me levando a ir morar na Austrália e na Europa, mas isto já uma outra história.

Eu ainda tento manter esta tradição de ler livros em casa, especialmente com meu filho de 4 anos que desde muito pequeno tem um contato muito próximo com a tecnologia. Mas confesso que é difícil. Qualquer viagem que fazemos lá estou eu, checando passagens e roteiros online, lendo dicas de outros viajantes e curtindo fotos e vídeos do meu próximo destino. E o melhor de tudo, carrego isso no meu bolso e não no porta-malas do meu carro.

Realmente a internet tem construído um mundo sem fronteiras, fazendo com que empresas sejam obrigadas a se reformularem para atender às expectativas de seus clientes. Com isso, ela (a internet) tem feito algumas vítimas nos últimos anos, como lojas de discos/CDs como a Virgin, ou mesmo a Blockbuster, locadora de filmes. Tem também o caso das livrarias Laselva, que em 2013 pediu recuperação judicial, embora tenha jogado a culpa em outros fatores de negócios além da internet. Mas há de se admitir que a Amazon com seu Kindle tornou a compra de livros muito mais dinâmica.

Por outro lado, nos últimos anos vimos surgir muitas novas empresas online que não só acompanharam as mudanças que a internet implementou no mundo dos negócios, mas também trouxeram algo novo. Além do Facebook, empresas como Uber, Air B&B, Alibaba etc faturam milhões (ou bilhões) online…

Revolução na segurança online

E para não dizer que não falamos de flores; digo, segurança online, a Avast acaba de lançar uma novidade que pode se tornar uma revolução nesta área: antivírus empresarial gratuito. Como todos sabemos a Avast é uma empresa 100% voltada para a internet, na verdade nascemos há 27 anos já focados em ajudar a proteger o universo online, embora naquela época a internet ainda estava engatinhando.

Entretanto, estamos sempre buscando novas áreas e possibilidades de negócios no universo online e o antivírus empresarial gratuito é uma dessas ações. E não seremos hipócritas ao dizer que fizemos isso porque “acreditamos que todo mundo merece segurança grátis blá, blá, blá”, como outros concorrentes dizem. Este passo, na verdade, vai de acordo com o que a empresa sempre se preocupou: criar uma grande base de usuários que nos ajudam a identificar um maior número de vírus de forma mais rápida para que, assim, “vacinas” sejam criadas para manter uma internet segura. Nossos produtos pagos, com recursos super sofisticados, continuarão disponíveis tanto para empresas quanto para o consumidor final.

Portanto, deixemos de lado nossas nostalgias e embarquemos todos em uma nova (r)evolução digital. Se você possui uma micro ou pequena empresa, experimente o novo Avast for Business grátis e depois volte aqui para nos dar a sua opinião do produto!

 

Comments off
12, maio, 2015

O suporte para antigas versões do Avast irá terminar

No final deste mês, o Avast terminará o suporte para as suas antigas versões do Avast Antivírus que são: Avast Free Antivírus, Avast Pro Antivírus, Avast Internet Security e Avast Premier.

Avast boxshots

Atualize para o Avast 2015 para obter a proteção máxima.

Um bom programa antivírus é necessário para proteger o seu computador Windows dos ataques de malwares, para mantê-lo funcionando normalmente, para proteger a sua identidade online e seus dados pessoais. Nos últimos 3 anos, os técnicos do Avast melhoraram o nosso banco de dados de definições de vírus conhecidos e também o mecanismo de detecção do malware dia-0 e on-the-wild, além da frequência das atualizações streaming enviadas aos nossos usuários. O Avast 2015 é o nosso produto com o melhor desempenho, que vem ainda com uma função exclusiva de Segurança da Rede Doméstica: um escaneamento da sua rede doméstica para encontrar possíveis riscos de segurança.

Depois de 31 de maio de 2015, o Avast não mais fornecerá atualizações de segurança ou suporte técnico para as versões 8.0.1497 e anteriores. As atualizações de segurança corrigem falhas que podem ser exploradas pelos malwares, colocando em risco o seu computador e os seus dados. Por favor, atualiza para a última versão para que você possa receber normalmente as atualizações de segurança, aproveitar as funções avançadas e maiores taxas de detecção para proteger o seu computador dos ataques maliciosos. Esta atualização também é recomendável porque é uma versão compatível com o Windows 10.

Se você estiver utilizando uma versão antiga do Avast, você pode facilmente atualizá-la para o Avast 2015.

Como atualizar para a versão mais recente do programa

Veja como atualizar o seu programa:

  • Clique com o botão direito do mouse sobre o ícone laranja do Avast na bandeja do sistema.
  • Selecione Atualizar no menu e depois escolha Programa.

A tela de atualização do Avast mostrará a você o progresso da atualização do programa. Quando terminar, ela perguntará a você se deseja reiniciar o seu computador. Clique em
Sim para reiniciar imediatamente. Depois de reiniciado o computador, as informações sobre a atualização irão aparecer. Se você estiver utilizando uma licença paga, sua proteção permanecerá válida durante o período restante desta licença.

Por que atualizar?

  • Melhores taxas de detecção de malwares
  • Suporte técnico mais fácil
  • Alguns bugs e problemas que ainda existiam nas versões anteriores foram corrigidos
  • Receber futuras atualizações do programa e garantir a melhor proteção
Av-Comparatives data

O Avast 2015 tem melhores taxas de detecção que as versões anteriores: atualize assim que possível para obter a máxima proteção antivírus.

Se você prefere manter uma antiga versão do Avast, mas precisar de suporte, os técnicos irão solicitar primeiro que você atualize antes de poder receber ajuda. Nenhuma correção será feita e o suporte técnico irá terminar em 31 de maio de 2015.

Comments off
11, maio, 2015

Por que as pessoas não fazem backup dos seus smartphones e outras coisinhas mais sobre os brasileiros

Terror. O sentimento que você tem quando descobre que o seu celular sumiu. Todas as fotos, contatos e outras coisas se foram para sempre. Por que? Porque você não tinha um backup.

infographics-300px_blog-PT

Há algumas semanas, o Avast realizou uma pesquisa mundial para saber se as pessoas faziam ou não backup dos dados dos seus aparelhos móveis. Recebemos respostas de 288.000 usuários em vários países, entre eles Estados Unidos, Alemanha, Índia, México, Rússia e Brasil.

Para se ter uma ideia de que tipo de dados os usuários armazenam em seus aparelhos, começamos a pesquisa perguntado para quê eles utilizavam seus aparelhos móveis além, é claro, de fazer ligações e enviar mensagens de texto.

Nas respostas, descobrimos que duas a cada dez pessoas utilizam os seus aparelhos móveis para tirar fotos, 18% navega na internet, 17% escuta músicas ou assiste a vídeos e 16% utilizam os aplicativos de redes sociais como o Facebook e o LinkedIn.

Por que as pessoas não fazem backup dos seus dados?

Simplesmente porque as pessoas pensam que não é necessário fazer backup dos seus dados. A média mundial foi de 36%, destacando-se os Russos: quase a metade (48%) deles acha que isto não é necessário.

Quase 25% de todos os pesquisados dizem não fazer backup por preguiça (24%). 32% dos Indianos admitem que são muito preguiçosos para se dar ao trabalho de fazer backup.

Já 36% dos Britânicos disseram que não fazem backup dos seus dados porque acreditam que seus dados não valem nada, comparados com apenas 22% dos outros participantes da pesquisa no restante do mundo.

O que vale mais para os usuários: o aparelho ou os dados?

Agora que sabemos que muitíssimas pessoas não se preocupam com os seus dados, que são muito preguiçosos para evitar a sua perda, ou acham que não vale a pena ter esse trabalho, perguntamos a eles sobre o que mais lhes deixaria chateados: perder os seus dados (dos quais não têm backup) ou o seu aparelho (o hardware).

Os números globais são que 64% das pessoas ficariam mais chateadas de perder seus dados sem backup do que com a perda do aparelho em si. Os Mexicanos que participaram da pesquisa foram os mais significativos neste quesito: 78% deles disseram que se chateariam mais pelos dados do que pelo aparelho.

Quais dados as pessoas estão preocupadas em perder?

Os usuários estão mais preocupados em perder seus contatos armazenados no aparelho móvel (25%) e suas fotos (21%). No entanto, apesar desta preocupação, 37% das pessoas disseram que não fazem backup dos seus dados. Os Brasileiros são os que menos fazem backup dos seus dados (45%), e mesmo assim, 64% deles dizem estar preocupados em perdê-los.

Por que você deve fazer backup dos dados do seu aparelho móvel?

Nós utilizamos nossos aparelhos móveis para fazer importantes ligações, captar momentos únicos das nossas vidas, navegar na internet, utilizar nossos aplicativos favoritos e muito mais. Qualquer coisa pode acontecer com o seu aparelho de um momento para o outro: você pode derrubá-lo no banheiro, perdê-lo, ele pode ser furtado ou até um carro pode passar por cima do dispositivo! Mesmo assim, descobrimos que muitas pessoas não fazem backup dos dados que consideram mais indispensáveis.

Como fazer backup dos seus dados

Você pode fazer backup dos seus dados de várias maneiras: conectando o seu aparelho a um computador (como cerca de um terço dos usuários em todo o mundo faz, veja abaixo), conectar-se a um serviço na nuvem (como, por exemplo, o Dropbox, o iCloud ou o Google Drive) ou utilizar um aplicativo de backup como o Avast Mobile Backup.

Quando as pessoas fazem backup dos seus dados? Como elas fazem backup?

A maioria daqueles que fazem backup dos seus dados seguem uma rotina mensal (41%), ao passo que 8% fazem diariamente.

A maioria das pessoas fazem backup dos seus dados conectando o aparelho a um computador (32%). Somente 17% fazem backup na nuvem. Quando perguntamos sobre isto, 46% dos usuários disseram que têm medo de fazer backup na nuvem por razões de privacidade. Os Alemães são os mais preocupados com a sua privacidade ao fazer backup nas nuvens (61%), seguidos pelos Espanhóis (58%) e pelos Americanos (57%).

16, abril, 2015

O Avast realmente protege contra qualquer vírus?

A pergunta que forma o título deste artigo é uma das mais comuns que recebemos via redes sociais, suporte técnico ou que eu ouço durante os churrascos de fim de semana na casa de amigos. Quando um amigo do amigo descobre que eu trabalho na Avast dá para ver os olhos da pessoa brilhando de alegria e dizendo: “ah, agora vou descobrir a verdade”. E entre uma garfada na picanha, um gole na cerveja e uma arrumadinha nos óculos escuros, me questiona sobre o quão seguro o Avast realmente é. Ainda têm aqueles que, no meio da balada de sábado para o domingo, querem saber como tirar um vírus do celular. Mas estes, sinceramente, se receberam alguma resposta não quero nem saber qual foi…

Avast_Interface

A interface do Avast mostrando a situação do meu PC: será que o Avast realmente protege?

Portanto, vamos ao que interessa.

O sistema de proteção do Avast se dá através da atualização da base de dados de vírus, ou vírus data base. Para entender isso melhor, é importante ter em mente que um vírus ou malware é nada mais do que um código de computador. Um código que pode ser extremamente complexo ou incrivelmente simples, geralmente composto por números, letras e caracteres especiais.

A expressão vírus de computador vem do princípio de que, assim como um vírus que atinge humanos, ele causa danos à alguma parte que torna os movimentos básicos que o PC (ou o ser humano) tem de fazer diariamente através do comando de uma célula. Mas, diferentemente de um caso real de vírus, no mundo digital é mais “fácil” de se criar “vacinas” contra vírus. Basta descobrir qual é o código de letras, números e caracteres especiais criado por um hacker e adicioná-lo à sua data base de vírus. Fácil, não?

Nem tanto! Embora isso possa soar simples, por outro lado é preciso ter em mente que é muito mais fácil de criar e espalhar um vírus de computador do que um que atinja humanos. Portanto, o número de vírus para PCs pode chegar à uma quantidade estratosférica considerando que há milhões de hackers ao redor do mundo trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana para criar novas pragas que atingirão o seu computador.

Como o Avast antivírus combate esta realidade

Para ter certeza de que sua base de dados de vírus está sempre atualizada com os códigos mais recentes, o Avast antivírus conta com o auxílio de 230 milhões de pessoas ao redor do mundo que usam seus produtos. Quando uma ameaça é coletada por um usuário e enviada para o laboratório de vírus da Avast, esta ameaça é analisada e, caso fique comprovado que ela é uma praga, o Avast cria imediatamente uma vacina e envia a mesma a todos os computadores que possuem Avast no mundo simultaneamente.

Embora isso não seja nenhuma novidade, pois vários softwares de antivírus utilizam técnicas similares, o que torna o Avast mais eficiente do que outros produtos de segurança é justamente o fato de que a empresa possui mais de 230 milhões de usuários no mundo (34 milhões só no Brasil), superando qualquer outra companhia do ramo. Ou seja, quando um vírus novo é lançado no mercado ele é rapidamente identificado pelo Avast. Atualmente, o laboratório de vírus da Avast recebe todos os dias cerca de 50 mil amostras de vírus.

Então tá… mas agora me diga, por que meu PC foi infectado mesmo tendo Avast instalado?

Esta pergunta depende muito da maneira como você usa o seu PC. Muitas vezes o Avast informa sobre algum arquivo potencialmente maligno, mas por confiar na origem do mesmo ou acreditar que nada pode acontecer, você acaba aceitando o download, apesar da mensagem de aviso sobre a ameaça.

Outro motivo é que muitos usuários de computador não atualizam seus softwares com frequência, como Java, Skype, programas de acesso bancário, etc. E aí é que está o perigo. Hackers utilizam versões antigas de softwares famosos para realizar o ataque, assim um código novo pode ficar instalado dentro daquele programa e atuar quando menos se espera. E mesmo que o antivírus esteja atualizado, o vírus no programa desatualizado pode abrir espaço para ataques de novas pragas dentro do seu computador e que não foram ainda identificadas pelo antivírus.

Hoje em dia, alguns antivírus possuem um sistema de atualização automática de software, que é o caso do Avast Premier, para ajudar neste processo de segurança.

A verdade é que o antivírus atua como um guardião, mas a proteção de um computador depende majoritariamente do usuário em si. E você? Já atualizou o seu antivírus hoje? Já atualizou seus programas?