Dicas

Privacidade no navegador é (quase) tudo

Lisandro Carmona de Souza, 9 Fevereiro 2018

A preocupação das pessoas com o vazamento de dados pessoais na internet não pode esquecer um ponto crítico: o navegador.

Todos nós nos preocupamos com os grandes vazamentos de dados, geralmente nomes de usuários, senhas e endereços de email, mas também dados de identificação pessoal. Mas nós podemos descuidar daqueles pequenos vazamentos que ocorrem todos os dias, pouco a pouco, sem a gente perceber: sites rastreando nossa navegação na internet, redes de propagandas seguindo você em todo lugar, sites se financiando por sua conta ao minerar criptomoedas em seu aparelho sem pedir o seu consentimento.

As novas regras europeias de coleta e armazenamento de dados (a GPDR) devem, pouco a pouco, de uma forma ou outra, se estender à toda a internet, exigindo mais rigor por conta dos sites e serviços online. Também devem diminuir as atividades de espionagem e monitoramento dos governos, pelo menos as que serão feitas dentro da lei.

Privacidade: a responsabilidade do navegador

Alguns dos principais pontos que precisamos de privacidade ao usar o navegador são:

  • Evitar o rastreamento por sites e redes sociais

  • Evitar a coleta e rastreamento por redes de propagandas

  • Evitar a coleta de dados sobre hábitos de navegação tanto pelos sites quanto pelo próprio fornecedor do navegador: de nada adianta proteger contra os inimigos e rastreadores de fora se os nossos dados vazam para dentro.

  • Evitar a coleta de dados de buscas na internet

  • Apagar o histórico e os cookies de navegação

  • Bloquear popups e outras interrupções na tela

  • Evitar o sequestro do próprio navegador

Privacidade: a responsabilidade do antivírus

Ficam por conta de um aplicativo de segurança dedicado outros pontos fundamentais, que têm de ser gerenciados automaticamente e em tempo real para garantir a sua privacidade sempre e em todo lugar:

  • Evitar que propagandas contendo código malicioso sejam mostradas ao usuário (malvertising)

  • Verificar a segurança e a privacidade (coleta de dados) das extensões e plug-ins adicionados pelo usuário

  • Bloquear a mineração de criptomoedas (como o Bitcoin) por sites que não solicitam a permissão do usuário, consomem a sua energia elétrica e derrubam o desempenho do seu aparelho: tudo fica lento!

  • Isolar completamente o tráfego de dados pela internet, tanto da coleta de dados do seu provedor quanto tornando anônima a sua navegação e buscas na internet. O Avast SecureLine VPN é um túnel de criptografia que garante a sua privacidade total contra espiões porque mascara onde você está (seu endereço IP)

  • Remoção de barras de ferramenta e mecanismos de buscas com adware, geralmente instaladas sem o consentimento do usuário (PUPs), através da função Browser Cleanup, que está presente em todas as versões do Avast

  • Apagar irreversivelmente os seus dados de navegação e arquivos baixados

  • Evitar que malwares acionem silenciosamente a sua câmera e acompanhem os seus movimentos (mesmo sem que a luz de ativação se acenda!)

Seria ótimo se todas essas funções complicadas e avançadas estivessem à mão de uma forma simples, centralizada. Nosso navegador e nosso aplicativo de segurança precisam ser amigáveis e fáceis de usar, ao mesmo tempo que permitam a personalização pelos usuários mais avançados.

Confira o primeiro artigo dessa série para saber mais sobre segurança nos navegadores.

unsplash-logoLondon Scout