Protecting over 230 million PCs, Macs, & Mobiles – more than any other antivirus

Arquivo

Arquivo da Categoria ‘General’
12, dezembro, 2015

O que acontece quando os engenheiros da Avast passam a noite no estacionamento?

Um hackathon fez nascer protótipos criativos de aplicativos e hardware

Leia mais…

Categories: General Tags: , , ,
Comments off
5, dezembro, 2015

A função de verificação de segurança do Facebook permite entrar em contato com familiares durante uma tragédia

A função de verificação de segurança do Facebook permite que os usuários se conectem a seus amigos e familiares durante um desastre.

A função de verificação de segurança do Facebook permite que os usuários se conectem a seus amigos e familiares durante um desastre

A função de verificação de segurança foi criada em outubro de 2014 depois do terremoto e do tsunami que devastaram o Japão em março de 2011. Em uma postagem do Facebook sobre a função, Mark Zuckerburg descreveu o objetivo dela:

Nós últimos anos aconteceram vários desastres e crises onde as pessoas foram à internet em busca de ajuda. Cada vez mais, vemos as pessoas utilizarem o Facebook para ver se aqueles que amam estão bem. Conectar-se com as pessoas é sempre algo de grande valor, mas nos momentos de crise isto é inestimável.

Veja como ela funciona:

1. Através da função de verificação de segurança, o Facebook irá enviar uma mensagem aos usuários que podem estar na área do desaste natural para informar aos demais sobre o seu estado.

2. Os usuários podem clicar no botão “Eu estou bem” para informar aos seus amigos no Facebook que eles estão seguros.

3. O Facebook irá alertar você se seus amigos utilizam a verificação de segurança e permitirá que você veja a lista dos amigos que podem ter sido afetados pelo desastre.

A verificação de segurnça aparece apenas às pessoas que estiverem na área do desastre. Ainda que esta função tenha sido criada para situações de desastres naturais, foi utilizada recentemente para que usuários se conectassem com outros em crises sociais. Zuckerberg disse à CNET que o Facebook ainda está desenvolvendo sua política para determinar exatamente quando a verificação de segurança será ativada. Ele também disse que ele não vai postar quando a verificação de segurança for ativada porque, “infelizmente, este tipo de eventos são muito comuns”.

Para mais informações sobre a verificação de segurança, você pode ler a página do Facebook sobre a função.

Siga o Avast no Facebook, Twitter, YouTube e Google+, onde a gente mantém você atualizado todos os dias com notícias sobre segurança digital.

Comments off
1, dezembro, 2015

O Avast 2016 protege as suas informações pessoais

O Avast simplifica o processo de proteger a sua privacidade com os novos produtos 2016.

Leia mais…

30, novembro, 2015

Desista da sua privacidade no Facebook ao utilizar o aplicativo “Palavras mais utilizadas”

O aplicativo “Most used words” (“Palavras mais utilizadas”) se tornou um sucesso no Facebook poucos dias depois do seu lançamento. No momento da publicação deste artigo ele está sendo utilizado por aproximadamente 18 milhões de pessoas em todo o mundo. Há muita controvérsia sobre a privacidade dos usuários em relação aos dados que são coletados pelo aplicativo.

O aplicativo Most Used Words é um pesadelo inesperado para a privacidade. Fonte: http://en.vonvon.me/

O aplicativo Most Used Words é um pesadelo inesperado para a privacidade. Fonte: http://en.vonvon.me/

Na semana passada, a empresa britânica Comparitech publicou um artigo em seu blog sobre o pesadelo da privacidade causado por este aparentemente inocente aplicativo do Facebook. O Most used words é apresentado como uma pesquisa simples e divertida que escaneia as postagens do Facebook para gerar uma coleção de palavras mais frequentemente utilizadas no Facebook. Parece divertido, certo? Antes de fazer o teste você mesmo, dê uma olhada de perto neste lobo coletor de dados que se veste de pele de ovelha. Depois de algumas análises do aplicativo, ficou comprovado que é um ladrão da sua privacidade. Ao utilizar o aplicativo, os usuários compartilham os seguintes detalhes:

Primeiro, o aplicativo faz algumas perguntas para ter informações básicas:

1. Nome
2. Tudo o que já foi postado em sua linha do tempo

Mas depois, ele pergunta se o usuário concorda em enviar os seguintes dados pessoais:

3. Foto do perfil, idade, sexo, aniversário e outras informações públicas
4. Toda a lista dos amigos
5. Todas as suas fotos e as que você foi marcado(a)
6. Histórico acadêmico
7. Cidade natal e cidade atual
8. Tudo o que você já curtiu na vida
9. Endereço IP
10. Informações sobre o aparelho que você está utilizando, incluindo o navegador e o idioma

Vamos ver: o nosso conceito de privacidade sem dúvida mudou na era da internet e das redes sociais. No mundo digital, deixamos nosso rastro digital diariamente ao navegar, comprar, jogar e enviar mensagens em nossos vários aparelhos. Independentemente das nossas atividades online, deve haver limites em como as empresas coletam, armazenam e processam os nossos dados pessoais. Neste caso, o desenvolvedor do aplicativo, a empresa sul-coreana vovon.me, pode ser acusada de abrir uma séria brecha na privacidade do usuário.

O que você torna público ao instalar o “Most used words”?

De acordo com os termos e condições oficiais da Vonvon, você concorda que as suas informações pessoais sejam:

1. Utilizadas depois que você deixa de ser membro do site e/ou utilizar os serviços da Vonvon, por qualquer motivo. (Isto significa basicamente que você já desistiu da própria privacidade ao utilizar o aplicativo).

2. Armazenadas em quaisquer dos servidores da Vonvon em qualquer lugar, incluindo os países que não tenham nenhuma regulamentação legal para com a privacidade dos dados.

3. Vendidas a terceiros, que você permite ao concordar com esta frase: (…) We do not share your Personal Information with third parties unless We have received your permission to do so, or given you notice thereof (such as by telling you about it in this Privacy Policy) (…). “Nós não compartilhamos as suas Informações Pessoais com terceiros a menos que tenhamos recebido a sua permissão para fazê-lo, ou tenhamos informado você previamente (por exemplo, dizendo isto na Política de Privacidade)”.

4. Utilizadas de qualquer forma por terceiros, uma vez que a Vonvon não é responsável por elas: (…) this Privacy Policy does not apply to the practices of entities Vonvon does not own or control, or to individuals whom Vonvon does not employ or manage, including any third parties to whom Vonvon may disclose Personal Information (…). “(…) Esta Política de Privacidade não se aplica às práticas das entidades que a Vonvon não é proprietária ou controla, ou aos indivíduos que a Vonvon não emprega ou gerencia, incluindo qualquer terceiro com quem a Vonvon pode compartilhar as Informações Pessoais (…)”.

Como se proteger?

Nós temos boas e más notícias para você. A má notícia é que se você já instalou qualquer aplicativo da Vonvon, infelizmente já não é mais possível proteger a sua privacidade. (Veja o número 1 do texto acima).

Se você ainda não utilizou o aplicativo, que isto lhe sirva de lição. As mesmas preocupações com as brechas de segurança na sua privacidade também podem ser encontradas em outros aplicativos famintos de “permissões”. Por isso é que, por exemplo, um aplicativo de previsão do clima não precisa pedir acesso às suas fotos e um aplicativo de receitas culinárias obter o seu endereço IP.

Também lembramos que você deve revisar a sua atual lista de aplicativos já instalados no Facebook. Veja se você os utiliza reguralmente e descobrir que tipo de dados os aplicativos estão solicitando. Você pode fazer isto desta forma:

1. Selecione Configurações no canto superior direito do Facebook
2. Clique em Aplicativos no menu à esquerda
3. Coloque o mouse sobre um aplicativo ou jogo e clique no ícone do lápis (Editar configurações)
Você pode aprender mais sobre os aplicativos do Facebook, sua privacidade e segurança na seção Sobre os Aplicativos da Ajuda.

Se você é um usuário do Avast, entre em sua conta do Avast e vá para Segurança das Redes Sociais > Aplicativos. Nós iremos guiar você na análise de segurança de cada um dos seus aplicativos.

Você pode se surpreender de quantos aplicativos já instalou ao longo destes anos, por isso, não se esqueça de verificar os seus aplicativos de tempos em tempos.

Siga o Avast no Facebook, Twitter, YouTube e Google+, onde a gente mantém você atualizado todos os dias com notícias sobre segurança digital.

Comments off
29, novembro, 2015

Neste Natal fique seguro em suas compras online

As férias de fim de ano estão chegando e sabemos que muitos irão optar por fazer suas compras online para evitar as filas e aglomerações dos shoppings.

Passamos pela Black Friday e a Cyber Monday é amanhã. A Cyber Monday é a versão digital da Black Friday e nasceu há cerca de 10 anos. As vendas da Cyber Monday cresceram consistentemente desde a sua criação de acordo com a IBM Digital Analytics: as vendas cresceram 8,5% em 2014. De acordo com a ComScore, as compras agora também incluem smartphones e numericamente já ultrapassam a casa dos milhões.

Os Americanos não são os únicos que adotaram a Cyber Monday, muitos outros varejistas em todo o mundo se reuniram para fazer ofertas nesta segunda-feira na China. O dia dos solteiros (11 de novembro) se tornou um sucesso na China: com 27.000 lojas virtuais participando em 2014.

Foto:  v3.co.uk

Foto: v3.co.uk

Leia mais…

Comments off
27, novembro, 2015

O Windows 10 recebeu uma atualização importante

Microsoft Windows 10

O Avast é o fornecedor de software de segurança oficial do Windows 10 ao consumidor.

Leia mais…

Categories: General Tags: , ,
Comments off
25, novembro, 2015

Os vencedores da nossa competição no Facebook dão as boas-vindas ao Avast 2016

 O nosso concurso Facebook deu aos participantes uma oportunidade de ganhar um ano grátis de Avast Premier 2016

O nosso concurso Facebook deu aos participantes uma oportunidade de ganhar um ano grátis de Avast Premier 2016

No fim de semana, nós lançamos um desafio em nossa página no Facebook em comemoração do lançamento dos produtos Avast 2016. Os participantes tiveram a oportunidade de ganhar uma licença de 1 ano para o Avast Premier 2016, ao terminar a seguinte frase:

“As melhores comemorações sempre incluem ______________.”

Recebemos muitas repostas divertidas e criativas dos nossos fãs no Facebook que são apaixonados pelo Avast e desejam estar seguros. Aqui estão algumas das nossas respostas favoritas:

“As melhores comemorações incluem sempre comida de graça, porque quem não gosta de comida de graça?” #Avast2016

“As melhores comemorações incluem sempre amigos íntimos, familiares e um cachorro.” #Avast2016

“BOA COMIDA (junto com a família, é claro). “#Avast2016

“As melhores comemorações sempre incluem uma quantidade AVAST de amor.” #Avast2016

“As melhores celebrações sempre incluem cerveja checa.”#Avast2016

Gostaríamos de agradecer a cada um dos nossos usuários que participaram no desafio. Fique ligado às nossas próximas promoções nos canais de mídia social. Agradecemos a comemoração da chegada do Avast 2016 com a gente!

Siga o Avast no Facebook, Twitter, YouTube e Google+, onde a gente mantém você atualizado todos os dias com notícias sobre segurança digital.

Comments off
17, novembro, 2015

O Avast obtém a certificação do ICSA Labs

Estamos orgulhosos de anunciar que o Avast Free Antivírus para Windows 10 64-bit foi certificado pelo ICSA Labs! Depois de ter sido testado pelo ICSA Labs, o Avast Free Antivírus para Windows 10 64-bit preencheu todos os requisitos da certificação dos antivírus corporativos.

O Desktop Server AV Detection está pensado para proteger desktops, notebooks e servidores pessoais ou corporativos contra infecções. Para preencher os requisitos do teste, os produtos antivírus devem executar as seguintes tarefas:

• Detectar malwares sob demanda
• Detectar e prevenir a replicação de vírus em tempo real
• Não informar falsos positivos
• Registrar os resultados de detecções de malwares
• Executar as necessárias funções administrativas

Sobre o ICSA Labs

O ICSA Labs é o principal testador e certificador de produtos antivírus. A empresa é uma fonte confiável para descobrir que produtos estão atualmente certificados e também incluem vários relatórios detalhados sobre os testes executados nos produtos de segurança.

Siga o Avast no Facebook, Twitter, YouTube e Google+, onde a gente mantém você atualizado todos os dias com notícias sobre segurança digital.

Comments off
1, novembro, 2015

Falso navegador Chrome substitui o original e envia propagandas indesejadas

Há algo de estranho com o seu navegador, mas você não sabe descobrir o que é?

Há algo de estranho com o seu navegador, mas você não sabe descobrir o que é?

O seu navegador Chrome parece um pouco “estranho”, mas você não sabe o que aconteceu? Talvez seja o eFast.

Aqui está outra razão para tomar cuidado com os programas que você baixa, especialmente os gratuitos. Um novo Programa Potencialmente Indesejado (Potentially Unwanted Program, em inglês) (PUP) disfarçado do navegador Google Chrome está se infiltrando nos computadores dos usuários junto com outros programas legítimos, oculto profundamente dentro das configurações ‘Personalizadas’ ou ‘Avançadas’ que a maioria das pessoas passa batido. Uma vez instalado, o eFast, como é chamado o programa, ele faz aparecer propagandas e rastreia as suas atividades online, além de vender suas informações pessoais às empresas que produzem propagandas.

“Leia as telas do instalador para ter certeza do que ele realmente está instalando”, alerta Michal Salat, pesquisador do Laboratório de Vírus do Avast. “A técnica de clicar rapidamente Próximo > Próximo > Próximo é exatamente a causa de termos tantos PUPs no nosso dia a dia. Se não houver uma opção decente, não instale programas adicionais, feche o instalador imediatamente. É melhor estar seguro do que se arrepender”.

Pesquisadores do Malwarebytes dizem que, na prática, o eFast instala um novo navegador e não “sequestra” o que já existe. Se você já tiver o Chrome instalado, ele será substituído pelo eFast, que se tornará o navegador padrão. O falso navegador utiliza o mesmo código fonte para a interface do usuário, o que torna difícil encontrar a diferença. É uma armadilha tão bem feita que ele até substitui os atalhos na sua área de trabalho que se parecem com o Google Chrome.

Além de tudo isso, o eFast se apropria de algumas associações de arquivos, para que ele possa ser aberto mais vezes e conseguir assim mais oportunidades de mostrar ainda mais propagandas! Se você abrir um arquivo como um jpeg, pdf ou png, ele será aberto com o eFast, e aparecerão mais popups, mais propagandas em suas buscas e outros adwares. Você pode ver a lista dos arquivos associados ao eFast no blog de segurança da Malwarebytes.

Como descobrir se o eFast está no seu computador

Abra o seu navegador e digite chrome://chrome. O autêntico navegador Chrome irá mostrar-lhe a seção ‘Sobre’ e verificar se o seu navegador está atualizado:

About Chrome frame

Se você tiver uma falsa versão do Chrome, então será levado à falsa página ‘Sobre’, ou o programa gerará um erro, ou o link não irá funcionar. Neste caso, veja as instruções para remoção na PCrisk.

O eFast é classificado com um Programa Potenciamente Indesejado, também conhecido como PUP. Os PUPs são inconvenientes como barras de ferramentas, adwares intrusivos, etc., que o Avast não detecta por padrão. Contudo, esta opção pode ser ativada.

Como ativar a detecção de PUPs no Avast

  • Abra o programa Avast e vá para Configurações
  • Abra a aba Proteção Ativa
  • Clique em Personalizar ao lado do Módulo Internet
  • Vá para Sensibilidade e marque a opção PUPs

Siga o Avast no Facebook, Twitter, YouTube e Google+, onde a gente mantém você atualizado todos os dias com notícias sobre segurança digital.

28, outubro, 2015

A Windows Phone Store se tornou o novo alvo dos hackers?

Há dois meses, informamos sobre alguns aplicativos falsos encontrados na Windows Phone Store. Infelizmente, as más notícias não terminaram ali, pelo contrário, parece que esta loja de aplicativos está se tornando cada vez mais o alvo de hackers. Nossos especialistas descobriram recentemente outro conjunto relativamente grande de falsos aplicativos que incluíam imitações de aplicativos populares legítimos como o Facebook Messenger, CNN, BBC e o WhatsApp.

Falsos aplicativos publicados pela Ngetich Walter na Windows Phone Store

Falsos aplicativos publicados pela Ngetich Walter na Windows Phone Store

Há dois grupos de hackers por trás destes aplicativos falsos: Ngetich Walter e Cheruiyot Dennis. Entre eles estão 58 aplicativos diferentes que estavam disponíveis na Windows Phone Store: todos falsos! A maioria dos aplicativos tinha certas coisas em comum: coletavam dados básicos sobre os usuários e mostravam várias propagandas exclusivas para a localidade do usuário. Uma parte destes aplicativos tentava levar os usuários para outras páginas para que enviassem o pedido de compra de outros itens. Vamos dar uma olhada de perto em dois deles:

1. Falso World News CNN (ou também chamado Abundant Life): o primeiro que aparecia no aplicativo CNN World News era uma mensagem evangélica intitulada “Abundant Life”.

wp_ss_20151006_0027

2. Falso Avast Antivírus: junto com outros falsos aplicativos de redes sociais e de notícias que descobrimos, havia também falsos aplicativos Avast. Felizmente, todos eles eram inofensivos e não faziam outra coisa que redirecionar os usuários para o site da Avast além de apresentar outras propagandas ao usuário.

wp_ss_20151006_0009

Grana, grana, grana

É óbvio que os hackers não fazem isto de graça. Depois de analisar os métodos de monetização, parece que os hackers preferiam em primeiro lugar produzir e distribuir falsos aplicativos em grande escala:

1. Cliques em propagandas: os aplicativos carregam diferentes pacotes de propagandas, tanto através dos cliques do usuário como, em alguns casos, por si mesmos. Em teoria, quanto maior o número de aplicativos que você publica em uma loja de aplicativos, maior será o número de cliques que você irá receber. Por isso, os hackers frequentemente oferecem um grande número de aplicativos falsos ao mesmo tempo.

2. Propagandas falsas: alguns servidores de propaganda são controlados remotamente, permitindo alternar entre diferentes propagandas, ativá-las ou desativá-las. Em alguns casos, estas propagandas enviam o usuário para páginas falsas que tentam convencê-lo que o seu aparelho tem problemas de segurança e que precisam instalar algum produto pago para consertar as coisas.

Qual a motivação por trás dos aplicativos falsos?

Atualmente, a loja Google Play e o iTunes continuam a trabalhar na melhora da proteção dos seus ecossistemas. Com isso, estas plataformas se tornaram muito difíceis de serem atacadas e de se tornarem lucrativas aos hackers, que começam a evitá-las. Por isso, outras lojas, menos utilizadas, como a Windows Phone Store passam a ser um lugar ideal para um hacker lançar os seus ataques em busca de falhas de segurança. Além de analisar as razões pelas quais os cibercriminosos fazem o que fazem, também é interessante considerar o fato de que, com frequência, os falsos aplicativos permanecem nas lojas por várias semanas ou até meses. Por alguma razão, ninguém se importa em informar sobre estes aplicativos, mesmo que seja evidente que sejam falsos e que a maioria dos usuários marque os aplicativos com uma baixa reputação.

Você tem feito a sua parte para combater ataques cibernéticos denunciando falsos aplicativos nas lojas online?


 

Siga o Avast no Facebook, Twitter, YouTube e Google+, onde a gente mantém você atualizado todos os dias com notícias sobre segurança digital.

Comments off