Protecting over 230 million PCs, Macs, & Mobiles – more than any other antivirus

Arquivo

Arquivo da Categoria ‘CEO’s corner’
10, junho, 2015

Invasão do sistema de computador do governo norte americano: é tão fácil assim?

Irreal, inacreditável, impossível, por que, como… Essas foram algumas palavras usadas por mais de 4 milhões de norte-americanos que trabalham para o governo federal após descobrirem que seus dados foram roubados em um ataque de hacker divulgado há cerca de 1 semana. O ataque, de acordo com o jornal The New York Times, tinha como objetivo adquirir dados pessoais de funcionários do governo em todo os Estados Unidos. Embora o ato ainda esteja em investigação, a grande suspeita é de que um hacker chinês esteja por trás desse roubo.

hacker

Ataques de hacker podem soar como fáceis, mas não são tão simples assim: saiba como se cuidar

Se isso tivesse ocorrido em um país de menor poder cibernético, talvez a notícia não seria tão alarmante. Mas ver que milhões de dados do governo norte-americano podem ser facilmente acessados em um piscar de olhos, realmente soa irreal. Mas espere um pouco! Eu usei a palavra “facilmente”? Opa, acho que me enganei…

Ninguém consegue invadir uma plataforma de dados como dos Estados Unidos do dia para à noite, a não ser que o criminoso tenha acesso a informações confidenciais e senhas que lhe permitam isso. Ou devido a algum descuidado de um funcionário por alguns segundos e a sorte de um hacker de estar lá no lugar certo, na hora certa. Pois na grande maioria dos casos é preciso muito trabalho para se chegar a este ponto.

Qual o motivo para este ato? Durante uma entrevista (em inglês) dada pelo CEO da Avast, Vince Steckler, à agência de notícias Bloomberg, em Singapura, “existe um mercado negro underground comercializando essas informações”. Segundo ele, com esses dados criminosos podem criar novas identidades ou adquirir informações detalhadas para quebrar senhas e ter acesso exclusivo a informações valiosas.

Tá, se o Obama não consegue se proteger, como eu (um simples mortal) poderei fazer isso?

Como dito por Vince, os seus dados podem ser comercializados no mercado negro, mas o controle deles depende única e exclusivamente de você.

De acordo com uma recente pesquisa da Avast, a grande maioria dos brasileiros possui roteadores domésticos configurados com senhas de acesso extremamente fáceis de serem quebradas, como data de aniversário, endereço da casa, etc. Portanto, se você quer se proteger, comece configurando a senha do seu roteador de maneira eficaz e, de preferência, troque-a regularmente, de cada 3 a 6 meses.

Se for usar a internet de amigos ou em wi-fi aberta, utilize uma VPN (Virtual Private Network), que criptografa todos os dados do seu aparelho. Assim, se a internet que você estiver conectado for atacada, seu dispositivo e dados estarão seguros.

Por fim, utilize um software de segurança em seu computador e suspeite de qualquer programa que lhe for oferecido para ser baixado online. Antivírus como da Avast, por exemplo, possui o Sandbox, uma área virtual onde você pode baixar programas suspeitos sem perigo ao seu disco rígido.

Enfim, o ataque ao governo norte-americano pode ter sido assustador, mas não foi fácil. Portanto, dificulte a vida de cibercriminosos tendo uma postura online mais ativa e segura.

 

7, junho, 2015

O Avast SecureMe protege os usuários de WiFi nos relógios da Apple

Para todos os fãs dos relógios da Apple, estou feliz de anunciar que o Avast SecureMe estará disponível em breve para os seus aparelhos. Lançaremos o Avast SecureMe para iOS nos próximos meses e também levaremos as suas funções para os relógios da Apple. Projetamos o aplicativo especificamente para redes WiFi inseguras, que é a porta de entrada para os hackers que querem espionar as atividades das pessoas na internet ou redirecionar os usuários para sites falsos que coletam os seus dados de login, senhas e outras informações pessoais. A presença de roteadores WiFi mal configurados em quase todas as cafeterias, hotéis e aeroportos é assustadora. Em um estudo feito em Nova Iorque, Chicago e São Francisco, os nossos pesquisadores descobriram que mais da metade dos roteadores não está configurada de forma segura.

O Avast SecureMe protege os relógios da Apple

Para proteger os nossos usuários e evitar que percam informações pessoais valiosas, o Avast SecureMe executa as seguintes operações:

  • Verificação rápida para ver se a segurança do roteador está habilitada
  • Notificar se o roteador for inseguro
  • Estabelecer uma conexão segura em redes WiFi desprotegidas

Se o iPhone ou o iPad ao qual o Apple Watch estiver conectado entrar em uma rede suspeita, o Avast SecureMe notifica o usuário e abre a possibilidade de que se conecte de forma segura a uma VPN para tarefas online como mandar e receber emails, entrar em seu banco ou mesmo postar nas redes sociais. De fato, o Avast SecureMe se conecta automaticamente a uma VPN segura quando detecta que o usuário está se conectando a uma rede WiFi pública, tornando invisíveis aos hackers todos os dados transferidos. Os usuários podem desativar a proteção nas conexões à redes nas quais confiam, como a sua rede doméstica.

O Avast SecureMe estará disponível para iPhones e iPads e será extensível para ser utilizado nos relógios da Apple.

Categories: CEO's corner, mac Tags:
1, junho, 2015

Os dados da Avast mudam para uma nova tecnologia de análise

Você sabia que os americanos da Califórnia são obsessivos com os Selfie Sticks da Amazon.com? Ou que as pessoas do Estado do Maine compram um monte de óleo de coco?

Graças à Jumpshot, uma empresa de marketing analytics, você pode descobrir esta informação – assim como outras informações mais úteis – utilizando as ferramentas disponíveis na Jumpshot.com.

O que deve ser ainda mais interessante para você é que a Jumpshot está utilizando os dados do Avast para descobrir estas informações exclusivas. Nós suprimos a Jumpshot com dados anônimos em grupo que coletamos do escaneamento de 150 bilhões de URLs que os nossos usuários visitam a cada mês. Utilizando um algoritmo da Jumpshot cuja patente está em tramitação, todas as informações pessoais capazes de identificar o usuário (PII) são removidas dos dados antes de deixarem os servidores da Avast. Nada pode ser utilizado para identificar alguém ou torná-lo um alvo do marketing. O COO da Avast, Ondřej Vlček, explica o algoritmo de remoção dos dados pessoais em um tópico do fórum da Avast.

Infográfico da Jumpshot mostrando os valores e os itens mais populares da Amazon.com por Estado. Dados de navegação da Avast foram anonimizados e utilizados para obter esta informação. Clique aqui para ver o infográfico completo.

Infográfico da Jumpshot mostrando os valores das compras na Amazon.com por Estado. Dados de navegação da Avast foram anonimizados e utilizados para obter esta informação. Clique aqui para ver o infográfico completo.

A segurança dos dados, naturalmente, é muito importante para nós. Nós nos empenhamos muitíssimo para manter os nossos usuários seguros e nunca compartilhamos nenhum dado que possa ser utilizado para identificá-los. Nós nunca fizemos isto e nunca faremos.

Sabemos que alguns usuários não querem que nenhum dado – não importa o quão genérico e despersonalizado ele seja – venha a ser utilizado em análise de marketing. Por isso é que nós informamos abertamente no processo de instalação dos nossos produtos quais informações são coletadas e o que nós fazemos com ela, e oferecemos aos nossos usuários a possibilidade de desativar esta opção e impedir que os dados sejam coletados. Pensamos que somos os únicos neste mercado que oferecem esta opção de bloqueio, mas fazemos isto porque respeitamos que a escolha seja dos nossos usuários e não nossa. Agradecemos que mais de 100 milhões dos nossos usuários a quem foi dada esta opção não tenham impedido a coleta desses dados anônimos.

A base do nosso negócio é a confiança, e acreditamos que ela só exista se houver honestidade.

Nós sempre mantivemos uma relação honesta com os nossos usuários, e continuaremos a trabalhar assim. No momento, nós não ganhamos nada com esta possibilidade, mas é uma experiência para sabermos se podemos sustentar os nossos produtos de segurança de forma indireta em vez de perturbá-los com avisos de atualização para as versões pagas. Como muitos já sabem, a maioria dos produtos que utilizamos diariamente como, por exemplo, o Chrome, o Facebook, o Firefox, o WhatsApp, o Gmail, etc., são sustentados indiretamente por propagandas. No entanto, na maioria dos casos, os produtos analisam diretamente o que os usuários estão fazendo e lhes apresentam propagandas direcionadas. Ainda que nós suspeitamos que algumas empresas de segurança também fazem isto, acreditamos que esta abordagem não é apropriada. Em vez disso, pensamos que a abordagem através dos dados que foram tornados anônimos e agrupados é muito melhor para manter uma relação de confiança que pensamos ser muito importante entre vocês e nós, nossos usuários leais.

Como sempre, agradecemos pelo seu suporte e apoio financeiro. Juntos continuaremos a tornar a internet um lugar seguro para todos nós.

2, dezembro, 2012

O avast! passou a ser gratuito para escolas e bibliotecas nos Estados Unidos

A partir desta semana, nós tornamos gratuita a maioria dos nossos produtos avast! antivírus para as escolas e bibliotecas nos Estados Unidos. Este é apenas um primeiro passo e, se tivermos sucesso, iremos estender o programa para o mundo inteiro. Nós estamos fazendo isto por algumas razões. A primeira é que, mesmo as escolas precisando de produtos de segurança, nestes tempos de orçamento apertado, elas precisam colocar o seu foco em ensinar. Alguns de nós aqui no avast! trabalhamos há alguns anos em programas que a Symantec mantinha para vendas ao governo e ao setor educativo. Nós sabemos que as escolas gastam muito dinheiro em soluções de segurança que poderia ser melhor aproveitado em melhorias do ensino.

Ainda que a primeira razão seja altruísta, a segunda não é. Simplesmente nós desejamos aumentar a nossa visibilidade no mercado americano. Quando estudantes, professores e pessoal administrativo utilizam o nosso produto nas escolas, tendem a utilizar também o nosso produto gratuito em casa. Nós também pedimos, mas não exigimos, que as escolas disponibilizem um link para o nosso produto gratuito aos estudantes, pais, etc. Nós sabemos que um bom número dos nossos usuários gratuitos acaba atualizando para o nosso produto pago. Estas atualizações para os nossos produtos pagos permitem que protejamos 160 milhões de usuários gratuitos.

Nos Estados Unidos, há cerca de 130.000 escolas e de acordo com o US Census Bureau, cerca de 79 milhões de estudantes. Além disso, milhões de professores e pessoal administrativo são necessários para o ensino e estima-se que cerca de 100 milhões de pessoas estão envolvidas com a educação. Fornecer o nosso produto gratuitamente para todos eles é uma grande oportunidade de divulgar a nossa marca e os nossos produtos. Utilizando o nosso produto gratuito é também uma boa forma de as escolas economizarem recursos. Estima-se que há cerca de 10 milhões de PCs em uso nas escolas e que há um computador para cada 10 estudantes, professores e pessoal administrativo. Se um antivírus custa cerca de 20 dólares por PC, isto significa 200.000.000 de dólares. Se a média do custo de um professor é de 100.000 dólares (salário, aposentadoria, benefícios, etc.), isto significa que estes 200 milhões poupados podem ser investidos em 2.000 professores.

Isto não é uma técnica publicitária. Nós estamos oferecendo não somente os nossos produtos gratuitos de consumo, mas também a nossa linha business gratuitamente.

  • O avast! Free Antivirus é o nosso produto gratuito com cerca de 160 milhões de usuários. No passado, nós somente permitíamos o uso residencial deste produto gratuito. Agora ele pode ser utilizado gratuitamente em casa, na escolas e nas bibliotecas. Ele protege PCs com Windows, Macs e Androids.
  • O avast! End Point Protection Suite é o nosso produto empresarial mais popular de gerenciamento centralizado e nunca foi oferecido gratuitamente. Ele possui duas versões: uma para pequenas e médias empresas que suporta 200 a 300 computadores e outra que gerencia de forma centralizada até 30.000 computadores.

Nós começamos um programa piloto há cerca de um mês e 100 escolas já solicitaram aproximadamente 200.000 licenças. Estas escolas vão desde as rurais para alunos até 12 anos até grandes Universidades estatais.

  • Mississippi State University, School of Human Services
  • University of California (San Diego), Carver College
  • Ranger College, Worthmore Academy (Indiana e Minnesota)
  • Excell Academy for Higher Learning
  • Evesham Township School District
  • Mount Clemens Community School District

Nós estamos facilitando o acesso a estes três produtos gratuitos. Visite http://www.avast.com/en-us/education e faça o seu pedido. A dificuldade no entanto é espalhar a notícia. Por isso, por favor, sinta-se à vontade para encaminhar este blog para as escolas locais, professores, sindicatos, etc.

Agora, tenham em conta que estes produtos somente estão disponíveis de forma gratuita para escolas públicas e particulares da IRS Regulations 501(c) e para bibliotecas públicas. Além disso, uma vez que o produto é gratuito, nós não podemos oferecer suporte técnico estendido. Em vez disso, nós recomendamos que as escolas utilizem o seu próprio departamento de TI, os seus prestadores de serviço de tecnologia ou um afiliado local do avast! para obter suporte.

Comments off