Protecting over 200 million PCs, Macs, & Mobiles – more than any other antivirus

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘hackers’
26, fevereiro, 2014

avast! SecureLine VPN protege você da falha da Apple

Uma falha de segurança crítica da Apple permite que cibercriminosos e espiões obtenham informações pessoais como email, números de cartão de crédito e outros dados privados. A Apple confirmou as descobertas de pesquisadores que a mesma falha de segurança SSL/TSL corrigida na última atualização iOS 7.0.2 também está presente em notebooks e desktops com o OS X.

Por favor, atualize como informado neste post.

Ficou patente que precisamos de constante proteção sobre as falhas que sempre existirão, falhas que ainda não foram sequer detectadas. A Reuter informou:

O bug esteve presente durante meses, de acordo com os pesquisadores que testaram as primeiras versões do software da Apple. Nenhum deles informou sobre ele antes, o que significa que o conhecimento da falha foi mantido em segredo e que há uma chance de ela não ter sido explorada.

Mas documentos vazados pelo ex-agente de inteligência americano, Edward Snowden, mostraram que eles eram capazes de penetrar em qualquer iPhone, e que isto não era de conhecimento público também.

Agora tudo veio à tona, o que significa uma corrida entre os cibercriminosos para explorar a falha e a Apple para corrigi-la. Você estará exposto até que os bugs sejam identificados pelo fabricante, uma atualização for criada, disponibilizada e instalada por você. A sua vulnerabilidade aumenta quando você utiliza redes WiFi públicas.

A sua melhor proteção é a proteção constante

ios-vpn (1)

Precisamente porque nos colocamos em risco utilizando uma rede WiFi gratuita e porque não sabemos quando a próxima crise de segurança virá é que precisamos de proteção constante. A SecureLine VPN é esta proteção.

“Os hackers miram os pontos de rede públicas onde é fácil seguir os movimentos dos usuários, permitindo o acesso aos emails, senhas, documentos e os hábitos de navegação”, disse Vincent Steckler, CEO da AVAST Software. ”Redes WiFi abertas são uma realidade, nós apenas precisamos ter certeza de que nos conectamos de uma forma segura. Por isso, oferecemos o avast! SecureLine VPN para iPads, iPhones, PCs e aparelhos Android”.

btn

O avast! SecureLine protege seus dados da falha da Apple

Assim que o avast! SecureLine VPN é instalado no seu iPhone ou iPad, ele lhe informa automaticamente dos riscos de se conectar a uma rede WiFi insegura e lhe apresenta a opção de se conectar a uma rede VPN segura. O SecureLine cria um ‘túnel’ privado para que os dados recebidos e enviados, isto é, toda a sua atividade online, possam estar seguros e criptografados.

“Infelizmente, a atividade dos hackers não é um processo complicado: há ferramentas disponíveis para que qualquer um roube dados pessoais com facilidade”, disse Ondrej Vlček, Chefe de Operações da AVAST. “Criamos o avast! SecureLine VPN para permitir que nossos usuários naveguem anonimamente e com segurança, especialmente quando utilizam uma rede WiFi aberta”.

Como obter o avast! SecureLine

O avast! SecureLine VPN está disponível através de uma assinatura mensal ou anual para iOS na Apple App Store.

btn

Obtenha-o para Android na Google Play e para PCs no site da AVAST.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook, Twitter, Google+ e Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Categories: General, mac Tags: , , , , , ,
Comments off
19, fevereiro, 2014

Minha senha foi roubada. O que eu faço agora?

howto2_enHá algumas semanas, o ataque massivo sobre o Target, do qual 40 milhões de números de cartões de crédito e débito foram roubados, começou pelo simples roubo dos dados de login do técnico de reparos do ar condicionado. E o exemplo do antigo ditado: “uma corrente é tão forte quanto o seu elo mais fraco”.

Ainda que os consumidores não podem controlar o fato de um terceirizado contratado ter acesso externo à rede de uma loja importante, há algumas coisas que ele pode fazer para se proteger.

Como posso ser notificado se o meu email ou senha forem hackeados?

A cada dois segundos, alguém nos Estados Unidos se torna uma vítima de fraude de identidade. Com 13,1 milhões de vítimas em 2013 e quando várias empresas (Facebook, Target, Neiman Marcus e Adobe) sendo alvo de hackers, há uma boa chance de que você esteja entre elas. Você pode utilizar este serviço para ser notificado se o seu endereço de email tiver sido incluído em um grande vazamento de dados. Este serviço permite que você seja notificado se o seu endereço de email foi incluído em qualquer dos bancos de dados monitorados.

pwned

Qual é o seu ponto fraco?

Você não vai parar de fazer compras online, mas há algumas coisas que você pode fazer (além de pagar apenas em dinheiro) caso você tenha sido vítima de um hacker.

  1. 1. Altere suas senhas. Nós falamos sobre isto várias vezes, mas aqui vai um lembrete: utilize senhas longas e fortes. Combine letras maiúsculas e minúsculas com números e símbolos para criar uma senha mais segura. Por exemplo: eNcrYP0123tion$ é mais segura do que Encryption123. Se você não conseguir lembrar das senhas de todas as suas contas, utilize um gerenciador de senhas como o avast! EasyPass.
  2. 2. Monitore suas contas bancárias. Vários de nós utilizamos via débito automático e pode acontecer que passem várias semanas sem que demos uma olhada em nossa conta bancária, mas é hora de mudar este hábito. Usuários de cartão de débito geralmente precisam informar uma fraude em no máximo 24 horas ou podem ser obrigados a pagar a conta, por isso, verifique suas contas para ver se há alguma atividade suspeita com mais frequência. Alguns bancos e operadoras de cartão entram em contato telefônico caso haja uma operação significativa ou que tenha sido feita de um lugar pouco usual. É um bom serviço. Se você descobrir algo estranho, informe seu banco ou operadora e cancele o seu cartão de crédito para reduzir o risco de perdas financeiras e de roubo de identidade.
  3. 3. Monitore a sua fatura do cartão de crédito. Algumas operadoras oferecem aos seus clientes o monitoramento gratuito do uso do seu cartão de crédito, bem como proteção contra roubo de identidade. Algumas operações são informadas como, por exemplo, o acréscimo de outro cartão ou um empréstimo pessoal. Nos Estados Unidos, o serviço AnnualCreditReport.com oferece informação gratuita sobre as suas operações.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook, Twitter, Google+ e Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
18, julho, 2013

Seis razões para utilizar o avast! SecureLine em suas viagens

Quer esteja em viagem a trabalho ou de férias, você não quer se preocupar com a segurança dos seus aparelhos ao se conectar à internet. Utilizar uma rede WiFi na cafeteria, no aeroporto ou no hotel é um sério risco de segurança que requer proteção adicional para os seus dados e o seu computador.

O avast! SecureLine VPN agora está completamente integrado a todos os produtos avast! gratuitos e premium. Aqui estão as seis principais razões pelas quais você deve utilizar o avast! SecureLine VPN:

1. Ocultar os seus dados dos ladrões: o avast! SecureLine VPN criptografa as suas comunicações nas redes WiFi públicas. Isto significa que alguém que esteja bisbilhotando a sua conexão verá apenas dados ininteligíveis em vez dos seus emails, arquivos, senhas, etc.

2. Evitar que bisbilhoteiros ouçam as suas chamadas VOIP: o avast! SecureLine VPN torna seguras e protegidas as suas conversas por voz ou vídeo através da internet quando você utiliza o Skype ou o Viber, por exemplo. Isto permite que você fale com as pessoas sem medo de que a conversa esteja sendo gravada por cibercriminosos, ou pelo seu provedor de internet ou até mesmo pelo governo!

3. Impedir que os buscadores registrem as suas pesquisas: os buscadores como o Google ou o Bing rastreiam o seu histórico de buscas e anexam esta informação ao seu endereço IP, enviando depois a outros sites. Isto pode ser utilizado para personalizar as propagandas e as futuras buscas. O avast! SecureLine VPN impede este rastreamento mascarando o seu verdadeiro endereço IP.

4. Permitir que você baixe (ou suba) arquivos com privacidade: se você estiver compartilhando planos de negócios sigilosos, documentos de um processo judicial ou matrimonial, ou quiser se proteger de um processo por quebra de direitos autorais por causa do uso excessivo de torrents e P2P, o avast! SecureLine VPN vale o dinheiro investido para garantir a sua privacidade e proteção.

5. Proteger os seus dados de login/contas pessoais: você corre um risco quando utiliza redes WiFi abertas ou gratuitas que não requerem uma senha, ou mesmo as que utilizam apenas a criptografia WEP ou uma combinação de nome/senha simples como as dos hotéis. Quando você utiliza uma destas redes WiFi e depois se conecta ao avast! SecureLine VPN, todo o seu tráfego da internet é criptografado e oculto dos hackers.

6. Tornar a sua navegação anônima: não se preocupe de que a sua obsessão pelo Pokémon seja descoberta. O avast! SecureLine VPN oculta o seu endereço IP para manter as suas atividades privadas. Conectar-se a um servidor VPN também permite que você burle as restrições de censura e possa acessar a internet sem restrições ou a censura do governo.

BÔNUS: Acessar sites bloqueados em alguns países (geo-blocked): quando estiver viajando, você perceberá que alguns sites com o Netflix, o Pandora e o Hulu estão bloqueados devido ao local onde você se encontra. O avast! SecureLine VPN permite que você se conecte a um servidor de outro país, permitindo o acesso a seus sites sem problemas.

Se você viaja muito, pode comprar uma licença de uso anual do avast! SecureLine VPN ou, se você apenas está viajando algumas semanas de férias, pode comprar uma licença mensal. De qualquer forma, proteja a sua privacidade e a segurança dos seus dados com o avast! SecureLine VPN.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook, Twitter, Google+ e Instagram.

Comments off
4, julho, 2013

As quatro maiores fraudes no Facebook

social mediaMilhões de pessoas utilizam as redes sociais como o Facebook e o Twitter todos os dias para compartilhar fotos, comentários e ideias com os seus amigos e seguidores. Estas plataformas populares tornaram-se um ímã para os hackers e são utilizadas para espalhar diversos tipos de ameaças à segurança. Os hackers se aproveitam do fácil acesso aos dados que postamos para manipulá-los ou roubá-los.

A segurança dos usuários do avast! é uma prioridade total para nós. Por isso, monitoramos e alertamos você das novas ameaças que descobrimos nas mídias sociais. Reparamos também que ao tentar ser criativos, os fraudadores também se repetem de tempos em tempos. Recolhemos as quatro principais fraudes e preparamos um resumo dos comportamentos maliciosos mais comuns espalhados pelas redes sociais nos últimos tempos.

Fraudes em fotos no Facebook

A maioria de nós têm um coração mole e os golpistas sabem disso. Quem não iria curtir a foto de uma criança que passa por necessidade se isto fosse ajudá-la? Especialmente se a foto diz: Cada vez que você curtir a foto, irá doar um centavo para…, ou Se eu reunir 1.000.000 de “curtir”, meus pais irão… Por favor, curta a minha foto, por favor! Os golpistas contam com isto para responder a estes pedidos de ajuda e nós acabamos clicando em “curtir” e “compartilhar”.

Você pode estar se perguntando, o que tem de errado em curtir uma foto e qual o mecanismo de fraude em uma foto? Há dois aspectos da chamada “agricultura” do Facebook aos quais você deve estar atento: copyrights e formas de ganhar dinheiro. Muitas das fotos utilizadas nestas fraudes foram roubadas ou estão sendo utilizadas sem autorização. Os verdadeiros proprietários nem sabem que os hackers estão utilizando a sua foto.

As fotos que reúnem um grande número de curtições e compartilhamentos não dão dinheiro para as pessoas que necessitam e sim são vendidas a quem tiver comprovado interesse no seu conteúdo. O dinheiro acaba indo parar no bolso dos golpistas. Se você curtir a página, você deu permissão a eles para postar qualquer coisa no seu feed de notícias, incluindo propagandas.

FB scam_hoax

Dica do avast!: Tenha cuidado com o que você curte e não ajude fraudadores a abusar dos outros.

Fraudes em pedidos de ajuda

O segundo grupo de fraudes no Facebook que aparece em nossa lista são os falsos pedidos de ajuda (“fraudes de férias”). Eu as chamei de “fraudes em pedidos de ajuda” porque, independente do tipo de fraude, é solicitado dinheiro às vítimas para reclamar os seus direitos ou ajudar aqueles que amam. Geralmente são endereçadas para pessoas de terceira idade, utilizam páginas ou perfis falsos para organizar desafios com grande premiação. Os participantes são induzidos por notificações de que irão ganhar muito dinheiro. Contudo, para coletar este dinheiro, uma “contribuição” inicial é necessária.

Um mecanismo semelhante é utilizado em fraudes de férias. Como elas funcionam? A sua família sai de férias e está tão feliz que compartilha os detalhes da viagem com os amigos e familiares (e com muita frequência publicamente) no Facebook. Uma semana depois, você recebe um trote dizendo que o seu filho foi maltratado, preso ou se meteu em apuros durante a viagem. Os fraudadores garantem que podem ajudar e solicitam uma transferência de dinheiro para solucionar o problema.

Dica do avast!: Seja sensato(a) e verifique a informação antes de enviar qualquer dinheiro. Entre em contato com a sua família ou certifique-se da identidade de quem lhe solicita dinheiro antes de tomar qualquer providência. Se isto já aconteceu com você, não tenha vergonha: reúna toda a informação que puder e entre em contato com a polícia para informar do seu caso e reclamar o seu dinheiro de volta.

Aplicativos falsos que solicitam os seus dados

Recentemente, observamos um aumento na quantidade de aplicativos falsos no Facebook. Eles são muito hábeis porque parecem autênticos e reais. Seja através de aplicativos falsos ou porque prometem proteger o seu Facebook, os golpistas tem o mesmo alvo: ter acesso à sua conta ou a página do Facebook que você gerencia para controlá-la remotamente.

Exemplo: falsos aplicativos de segurança para a página do administrador do Facebook

3qNO-yYjR1SU4ePLATJQL6S5_-H_eu2LZYY_GnzyRmY

Dica do avast!: Nunca informe o seu nome de usuário e a sua senha a um aplicativo do Facebook e, sempre que for possível, verifique quem distribui este aplicativo.

Fraudes “do tempo da escola”: malware sendo distribuído por links infectados ou vídeos

Geralmente distribuídos em links ou vídeos muito atraentes com um conteúdo chocante, estas fraudes parecem ser as mais perigosas. Elas certamente podem comprometer a sua conta no Facebook, mas também podem ir mais fundo e infectar o sistema operacional do seu aparelho. Uma vez instalados, os arquivos maliciosos podem roubar os seus dados pessoais e bancários.

Exemplo: Facebook alerta: o trojan Zeus está se espalhando entre os usuários.

Li4VPVsusIm9AJRoJZrs0OgmGkfzJgN4Isd9t2Hhd9g

Dica do avast!: Tenha cuidado naquilo que você clica e em que tipo de informação você fornece. Mais importante ainda: assegure-se de que o seu avast! Antivírus esteja sempre atualizado.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook, Twitter, Google+ e Instagram.

Comments off
16, abril, 2013

Sites e blogs do WordPress hackeados

wordpress-logoHá uma botnet perseguindo os sites WordPress e tentando efetuar login com o nome de usuário padrão admin e usando métodos de força bruta para descobrir as senhas. Nosso conselho para proteger o seu blog wordpress dos hackers é alterar o nome de login para algo diferente e utilizar uma senha forte e consistente.

Matt Mullenweg, o fundador do WordPress, sugere a mesma coisa no seu blog. Ele também sugere habilitar a verificação em duas etapas, que requer um número secreto que você gera no aplicativo Google Authenticator no seu smartphone. Para aumentar a segurança do seu ambiente, verifique também se você está utilizando a versão mais atualizada do WordPress.

“Faça isto e você estará à frente de 99% dos sites por aí e, provavelmente, nunca terá um problema”, escreveu Mullenweg para os 64 milhões de usuários do WordPress.

Comments off
10, janeiro, 2013

Ataque a sites políticos: governos envolvidos

Recentemente, nós escrevemos sobre uma falha no Microsoft Internet Explorer (IE) que poderia permitir que hackers tomassem o controle de computadores Windows se navegassem por um site malicioso. Um dos sites afetados foi o de um grupo com sede nos Estados Unidos: o Council on Foreign Relations (CFR). O Laboratório de Vírus do avast! descobriu que dois sites chineses de defesa dos direitos humanos, um site de um jornal de Hong Kong, um site científico russo e, estranhamente, um site da igreja Batista também foram infectados com o “Flash exploit” do IE8.

Você pode imaginar que interessantes usuários frequentam sites como estes. O CFR, por exemplo, congrega funcionários de alto escalão dos governos, como presidentes e secretários de Estado, embaixadores, jornalistas e líderes industriais. Estes sites foram escolhidos de propósito. Em vez de atacar o público em geral, como os ataques de phising, os responsáveis por este ataque dirigiram-se a sites de temas específicos como defesa e energia e ficaram esperando por pessoas que os visitassem, como um predador aguarda o momento em que as vítimas procuram por água para atacar.

“A tática dessas infecções se baseia em que estes sites, ainda que geralmente não tenham um grande número de usuários, terão visitantes interessantes”, disse Jindrich Kubec, Diretor de Inteligência de Ataques do Laboratório de Vírus do avast!. Kubec disse que a CommunityIQ do avast! – milhões de usuários trabalhando como “sensores mundiais” para detectar novas ameaças – informou sobre estes sites em dezembro. “Pelo menos dois destes sites utilizam o mesmo arquivo binário como spyware e exatamente a mesma configuração”, disse Kubec. “Os outros parecem bem diferentes, mas nós não terminamos a nossa investigação ainda”.

Alguns dos sites infectados possuem links para hackers que trabalham para ou junto com o governo da China. Isto parece confirmar a opinião dos experts que por trás dos ataques há grupos de hackers financiados pelo governo e desejam penetrar em organizações específicas. Seus objetivos são obter informações secretas e militares.

“Nós estamos vendo como recursos governamentais e tecnologia vem sendo empregados no que poderia se chamar de comportamento destrutivo e desagregador”, disse a responsável pela National Security Agency americana em um discurso em 2012. “Durante a Guerra Fria, os blocos de nações aliadas com os Estados Unidos ou a União Soviética trabalhavam para minar uns aos outros, mas operavam sem fronteiras. Alguns dos ataques contra a segurança on-line não parecem ter nenhum limite”, disse ela.

Nós recomendamos aos usuários que atualizem o seu navegador para novas versões do Internet Explorer (as versões 9 e 10 não são afetadas) ou mudem para outros navegadores mais seguros como o Google Chrome ou Mozilla Firefox. A Microsoft lançou uma atualização no Relatório de Segurança 2794220. Esta solução temporária impede que a vulnerabilidade seja utilizada sem diminuir a sua capacidade de navegação.

Siga o avast! no Twitter.

Comments off
21, setembro, 2012

Se você utiliza o Microsoft Internet Explorer, você pode estar vulnerável – continuação

Enquanto nós estávamos pesquisando os sites utilizados pela nova ameaça do dia-0 do Microsoft Internet Explorer (IE), nós descobrimos que o novo ataque estava baseado em outro um pouco mais antigo em sites de companhias industriais.

Os sites legítimos que foram hackeados contém em suas páginas principais um iframe oculto.


A página July.html contém um código para carregar um arquivo flash, que por sua vez explora uma recente vulnerabilidade no objeto Matrix3D, permitindo explorar e executar silenciosamente um arquivo binário no computador do visitante do site. Em nossa análise, este ataque não possui um código CVE atribuído, nem ele foi relatado estar espalhado na rede (ITW). Ainda que ele tenha sido corrigido silenciosamente no APSB12-19 da Adobe, aproximadamente 40% de vocês, usuários do nosso avast!, ainda dispõem da versão 11.3.x instalada, que é vulnerável. Sem mencionar que outros 40% possuem uma versão ainda mais antiga. A correção foi lançada pela Adobe no dia 21 de agosto, e no dia 24 de agosto nós começamos a receber relatórios da nossa Comunidade IQ com essa vulnerabilidade, o que nos faz pensar que aqueles três dias foram suficientes para que os hackers decodificassem a atualização e descobrissem uma forma de explorar a vulnerabilidade. Nós também fomos alertados do código prova de conceito do dia 4 de agosto, que descrevia a mesma vulnerabilidade.

O executável ocultava em seu interior um arquivo flash com todos as ferramentas de acesso remoto (RATs). Uma delas era o PlugX, as outras eram provavelmente versões antigas do Poison Ivy. Estas ferramentas abriam o computador do visitante aos hackers, quem podiam então fazer livremente o que quisessem: roubar dados, senhas, etc. Todos eles estavam conectados a servidores remotos em serviços de hospedagem muito baratos nos Estados Unidos e no Reino Unido, utilizando domínios anônimos gratuitos (exceto um deles que estava registrado na China).

Mas, com o surgimento da nova vulnerabilidade, nós percebemos a mudança em um dos sites, que utiliza várias bibliotecas Javascript, incluindo a Thickbox.js. Ferramentas especiais mostraram-nos que havia algo suspeito no final do arquivo:

Trata-se do July.swf – ataque flash Matrix3d – que o avast! detecta tanto genérica como diretamente.

O applet.jar com o novo ataque JAVA CVE-2012-4681 e o loading.html com um novo ataque MSIE, que o avast! também detecta.

Com a combinação destes três ataques, os hackers cobriram muitíssimos usuários, pois existe uma grande probabilidade de que pelo menos uma das vulnerabilidades esteja presente no computador do usuário.

Entre os sites hackeados estão o de grandes companhias industriais. Uma vez que os seus sites não são visitados pelo público em geral, mas principalmente por outras pessoas de negócios, nós podemos especular que existe uma correlação com a gangue Nitro, que estava mandando emails para aquelas empresas com ferramentas de acesso remoto (RATs) ocultas, com o objeto de extrair dados dos seus alvos. Portanto, espionagem industrial parece ser o motivo destes ataques.

Aqui está uma visão geral dos sites que nós encontramos utilizando os ataques descritos:

Website Industry Date active Exploit Status
a***.com 120824-120827 Flash não resolvido
a***.com 120824-120905 Flash não resolvido
d***.com óleo de perfuração 120827-120829 Flash 404
c***.***.com.br óleo industrial 120827-120911 Flash site fora do ar
s***.***.com indústria química 120829- Flash ainda ativo
i***.org direitos dos trabalhadores 120829- Flash não resolvido
k***.com.au artigos esportivos 120830-120830 Flash 404
a***.com.au vendas 120905- Flash ainda ativo
d***.in informação militar 120906- Flash, Java, MSIE ainda ativo
g***.com informação aeroespacial 120906-120906 Flash 404
l***.de indústria de iluminação 120910- Flash ainda ativo
c***.com turbinas a gás 120918- MSIE ainda ativo

Ontem, nós decidimos entrar em contato com as companhias desta lista. Até agora, somente uma respondeu e removeu a ameaça, duas removeram a ameaça sem dizer nada e duas ainda mantêm o malware ativo. Nós também solicitamos às companhias que continuassem cooperando para detectar estas ameaças, avaliar o número de pessoas que baixaram os arquivos infectados e outras informações interessantes. Ainda que nós estamos um pouco céticos, nós continuamos seguindo o assunto.

Repetir não faz mal a ninguém, portanto: o avast! protege você contra esta ameaça. Como mostrado acima, nós fornecemos detecção em múltiplas camadas. No entanto, ainda é prudente atualizar os seus programas para a última versão disponível e, se possível, abandonar os programas que lhe trazem mais risco do que benefícios.

PS: Eu (Jindřich Kubec) escrevi que dois sites haviam removido a ameaça, mas isto é parcialmente verdadeiro. Talvez eles o fizeram, mas foram reinfectados ou eles não limparam o site corretamente e… foram reinfectados, mas o Thickbox.js mencionado acima foi atualizado pela segunda vez, agora apenas com o código da ameaça IE:

.

Sem ulteriores pesquisas e sem que os administradores dos sites fechem todas as portas, os criadores de malware ainda têm chance de fazer o que quiserem naqueles sites.

Comments off