Protecting over 200 million PCs, Macs, & Mobiles – more than any other antivirus

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Brasil’
25, julho, 2014

4 razões para você não instalar antivírus no seu celular

Depois que empresas de antivírus passaram a investir pesado no desenvolvimento de produtos para celulares, algumas companhias do setor de telefonia começaram a contra-atacar dizendo que isso não passa de muito barulho por nada e que aparelhos móveis são seguros o bastante para viver sem proteção.

Celulares e tablets se tornaram uma febre no mundo inteiro e hoje já passaram a ser alvos de hackers

Hoje em dia celulares e tablets são uma febre no mundo inteiro e se tornaram um ótimo alvo para cybercriminosos

Não há dúvidas de que a grande maioria dos hackers preferem atacar computadores, pois sabem que é lá que as pessoas hoje em dia guardam seus dados mais vitais, fazendo do celular um alvo de menor importância. Entretanto, a cada dia que passa usamos mais o celular do que o computador, seja por conveniência de poder carregar tudo que precisamos no bolso da calça ou por simples paixão pelas telinhas móveis.

Isso dito, a conclusão é a seguinte: hoje os cybercriminosos ainda focam em ataques a computadores, mas com o aumento no uso de telefones celulares no Brasil e no mundo, eles poderão mudar de estratégia do dia para a noite.

Portanto, aqui vão 4 razões para você não baixar um antivírus no seu telefone:

1)      Você não salva nenhuma informação importante em seu celular: caso você seja uma das poucas pessoas que não faz nada com o seu celular além de ligar para os amigos, então talvez pode-se dar ao luxo de não usar um antivírus no celular. Mas se em alguma vez na vida você fez compras via telefone móvel, então lembre-se que seus dados estão possivelmente armazenados em algum local de fácil acesso.

2)      Você acredita fielmente que o seu celular jamais substituirá o computador: se você está 100% certo de que o desenvolvimento tecnológico que vivenciamos nos últimos 14 anos não continuará a passos tão largos, então não há necessidade nenhuma de usar antivírus no celular, pois possivelmente você não pretende aposentar seu laptop tão cedo.

3)      Você não corre o risco de perder ou ter seu celular roubado: caso você viva em um local seguro o bastante para ter certeza de que seu telefone móvel não vai cair em mãos erradas, então não se preocupe em instalar um antivírus com sistema antifurto. Isso será inútil!

4)      Você não usa internet aberta: talvez você jamais precisará de uma Wi-Fi para acessar a internet no seu celular, mas caso precise então mantenha em mente que são em locais como esses que corremos os maiores riscos de ataques e contaminação.

Ou seja, se você se sente pelado ao sair de casa sem celular, acessa a internet através dele em wifi de shopping center, anda de carro ou a pé pelas ruas das principais cidade do Brasil e armezena mais de 50% dos seus dados pessoais neste pequeno aparelho de mão, então está na hora de instalar um antivírus nele, ao menos uma versão gratuíta.

Lembre-se que hackers trabalham 24 horas dia, 7 dias por semana para encontrar vulnaribilidades em sistemas operacionais e conforme aumenta o número de usuários de telefones, sobe também o interesse por descobrir formas de implementar novos ataques. Segundo a Anatel, em março deste ano o Brasil possuía mais de 270 milhões  de telefones celulares ativos, o que representa mais do que a população do país (aproximadamente de 200 milhões de pessoas).

Com essa debandada para o uso de celulares no Brasil, você tem alguma dúvida de que hackers já estão investindo em ataques a telefones móveis?

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

23, julho, 2014

Como lidar com vírus em redes sociais – Facebook fãs: essa é pra vocês

De acordo com uma recente pesquisa publicada pela empresa comScore, brasileiros surfam no Facebook mais do que argentinos e mexicanos juntos. Enquanto acessamos uma das redes sociais mais famosas do mundo por mais de 46 milhões de minutos por ano, nossos “hermanos” ficam por lá míseros 22 milhões de minutos, enquanto que os coterrâneos do Chaves e seu Madrugada também estão na casa dos 22 milhões. O que isso significa?

shutterstock_59224768

Isso significa que o Brasil pode passar a ser o principal foco de ataques maliciosos via mídias sociais, colocando o país na rota principal de crimes onlines. No começo deste mês, publicamos aqui um artigo falando sobre o “Golpe do Boleto” e ontem discutimos o mais novo formato de ataque conhecido como “caça submarina”. Entretanto, o número de malwares espalhados via redes sociais parece crescer tão rápido quanto o uso do Facebook (também conhecido como FB ou Face) no Brasil.

Aqui na AVAST, uma empresa focada em segurança online, recebemos diariamente um número grande de perguntas e “pedidos de socorro” por parte de nossos usuários que não sabem mais o que fazer com os víruses que carregam em suas contas no Facebook. O mais recente caso foi de uma usuária de nossos produtos que clicou sobre uma imagem falsa do acidente com o avião malaio e em questões de segundos estava enviando e-mails contaminados para todas as pessoas de sua lista de contato.

Como evitar esse tipo de transtorno

Muita gente acha que só porque possui um antivírus em seu computador pode fazer o que quiser com o mesmo que nada de errado acontecerá. Não é bem assim!

O antivírus envia alerta de ataques constantemente ao usuário e, em muitos casos, evita a contaminação silenciosamente, ou seja, sem a necessidade de alguma ação manual. Entretanto, se o usuário ignorar as mensagens de alerta, não atualizar seus programas e software e não tomar cuidado com os links que acessa, o antivírus dificilmente poderá ajudar.

Esse é o caso que frequentemente ocorre em redes sociais. O antivírus protege a sua máquina, o hardware, não a sua conta no Facebook. Portanto, mesmo que o seu perfil tenha sido atacado em uma rede social, dificilmente a sua máquina será atingida se esta possui um antivírus, mas o seu perfil na rede social é uma outra história.

O que fazer em caso de infecção

Se a sua página no Facebook ficou totalmente fora de controle e está enviando vírus para todos os seus contatos, esqueça seu antivírus por alguns minutos! Agora o negócio é com você, meu caro! O antivírus só pode responder pelo o que acontece na sua máquina e não tem acesso ao vírus que está corroendo sua página lá no Facebook, que é um abiente totalmente diferente.

Malaysian-airlines-scamsPT

Criminosos não respeitam nem mesmo tragédias

Portanto, a sugestão aqui é bem simples. Primeiro, troque a sua senha de acesso ao seu perfil no Facebook (e faça o mesmo com seu e-mail cadastrado no FB). Isso deverá impedir que o vírus continue se alastrando. Depois, envie um e-mail a todos os seus contatos dizendo que você clicou em um link malígno no Facebook e que ninguém deveria abrir as mensagens que você está mandando, mesmo se estas garantam mostrar você pelado após o banho.

Agora, se este vírus contaminou o seu PC, daí você terá de tomar 3 iniciativas:

1)      Verifique que tipo de antivírus você possui e se este cobre todas as ações que você faz na internet. Por exemplo, se você gosta de baixar Torrent ou jogar online, um antivírus gratuíto não será suficiente para garantir a sua segurança. Procure por um antivírus com sistema de firewall e atualizador automático de progamas. Um filtro antispam também ajudaria bastante aqui. O AVAST Premier é um bom exemplo desse tipo de produto.

2)      Instale um sistema de varredura de PCs que indicará rapidamente quais são os vírus que contamiram seu computador. Geralmente, esse tipo de produto é muito fácil de ser instalado e é gratuíto. Caso você identifique um vírus em seu PC, daí terá de removê-lo, o que você pode fazer manualmente ou automaticamente através do mesmo sistema de varredura. Entretanto, é bom lembrar que embora a varredura do seu computador seja gratuíta, geralmente é preciso pagar pelo produto para que a limpeza seja feita. O GrimeFighter pode ajudar neste processo.

3)      Passe a ser muito mais criterioso com relação aos links que você acessa e os sites que você frequenta. Na vida real evitamos de passar por locais de alta incidência de assaltos e sempre descofiamos de atitudes suspeitas, faça isso na sua via virtual também!

E um último detalhe, se seu antivírus está enviando mensagens do tipo: “uma ameaça foi detectada no seu PC”, não entre em parafusos! Mantenha a calma pois isso signifca que o seu antivírus fez um grande trabalho em salvar o seu computador de uma catástrofe e está lhe informando sobre isso. Em outras palavras, o antivírus está apenas mostrando orgulho por salvar sua vida virtual!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

17, julho, 2014

No Brasil, celular é uma fonte extra de informação e não a única

Parte da letra de uma das músicas do grupo de rap paulista, Racionais MC’ss diz: “em todo lugar, vários têm celular”, e não há como negar que o uso desse pequeno aparelho eletrônico se tornou uma febre no Brasil. Mas, se no passado o telefone móvel era usado apenas para falar e, no máximo, enviar mensagens de textos, hoje em dia ele serve para muitas outras atividades.

O brasileiro encontrou uma maneira diferente de usar o celular em comparação aos americanos: mídia para extra informaçào

O brasileiro encontrou uma maneira diferente de usar o celular em comparação aos americanos: mídia para extra informação

Fizemos uma rápida análize da recente pesquisa realizada pela AVAST sobre o uso de mídias digitais durante a Copa, onde foi feita uma comparação como brasileiros e americanos pretendiam assistir os jogos durante o maior evento futebolístico do mundo, e descobrimos que a maneira que usamos nossos celulares no lado sul do continente é bem diferente do que ocorre na parte norte.

A verdade é que, por aqui, o celular (e tablet) se tornou uma fonte extra de informação, muito diferente do que ocorre nos Estados Unidos. No Brasil, o uso do celular segue em paralelo com outras mídias, enquanto nos Estados Unidos, onde duas em cada cinco residências possuem somente celulares, segundo dados publicados por uma organização de saúde local chamada CDC (Center for Disease Control and Prevention), o uso do celular praticamente substitui outras mídias, como a televisão.

De acordo com a nossa pesquisa, enquanto a maioria dos americanos disseram que iriam assistir a Copa pelo telefone (66.6%), apenas 32.1% dos brasileiros admitiram a intenção de usar o celular para ver aos jogos, já 92.1% disseram que iriam ligar a TV para acompanhar as disputas. Isso talvez deve-se ao fato de que só o Brasil possui um Galvão Bueno para narrar as partidas, mas mais do que isso o celular se tornou um “extra” na maneira como os brasileiros acompanham o futebol.

Das 29.308 pessoas entrevistadas, 8.959 confessaram que iriam utilizar seus smartphones ou tablets para acompanhar as partidas em tempo real, enquanto que 10.685 usariam os mesmos aparelhos para ler notícias e informações sobre os jogos. Ou seja, isso significa que 67% dos brasileiros utilizam o celular (ou tablet) como uma fonte de informação que a TV dificilmente pode se tonar: dar notícias em tempos reais, acessíveis a qualquer hora do dia e de praticamente qualquer canto da cidade.

Sair de casa sem o celular para muita gente é tão incômodo quanto atravessar a avenida Paulista pelado ao meio-dia de uma quarta-feira, mas isso não significa que essas mesmas pessoas estão totalmente desconectadas do resto do mundo ao seu redor. Elas conversam, assistem TV, jogam bola e comem ao mesmo tempo que escrevem mensagem no whatsapp e outro aplicativos. Loucura?

Você está com a palavra. Compartilhe aqui as suas experiências com seu celular. Você consegue sair de casa sem ele? Ao ir a um restaurante você desliga o seu aparelho ou usa-o até a comida esfriar?

 

14, julho, 2014

Qual o antivírus ideal para uma microempresa

O mês de maio de 2013 se tornou um marco para o setor de segurança de dados empresariais após Edward Snowden vir a público para acusar o governo norte-americano de espionagem internacional. Segundo o ex-administrador de sistemas da NSA (National Security Agency), a agência de segurança nacional dos Estados Unidos, a administração de Barack Obama estava não somente espionando inimigos, mas também aliados políticos e até mesmo empresas privadas e estatais, como a brasileira Petrobras.

Como microempresário a preocupação com a segurança de dados da sua empresa não deveria ser menor do que a forma como grandes multinacionais passaram a lidar com o assunto após as denúncias de Snowden. Aliás, devido ao fato de que pequenas empresas geralmente não possuem um número grande de profissionais atuando na área de TI (Tecnologia da Informação), elas se tornam um ótimo alvo para ataques de hackers do mundo todo a qualquer hora do dia. Portanto, ter um antivírus ideal para sua microempresa se tornou um procedimento essencial nos dias atuais. Mas a pergunta é: qual antivírus ideal para uma microempresa?

Mesmo grandes empresas podem

Mesmo grandes empresas cometem erros que comprometem dados de segurança, como durante  a final do Superbowl nos Estados Unidos. A sua microempresa está preparada para enfrentar situações como essas?

 

A maneira mais fácil de responder essa pergunta é através de uma autoanálise do seu negócio. Antes de ir a campo adquirir um antivírus, pense na maneira como você usa e distribui seus dados. Na semana passada, discutimos aqui neste espaço o que priorizar ao estabelecer a segurança de rede de computadores em microempresas, lembrando que limitar o uso da internet por parte dos seus funcionários pode ajudá-lo a manter a sua rede segura, mas ter um ambiente único para a administração do antivírus é primordial para ter certeza de que as atualizações de vírus estão ocorrendo de forma certa e segura.

Entretanto, vale ressaltar que o mundo da segurança online está cada vez mais descentralizado, ou seja, com a criação de computadores cada vez mais móveis, o gerenciamento da proteção de dados empresariais está se tornando muito complicado. Por isso que o antivírus ideal para a sua microempresa passa pela forma como informações empresariais são compartilhadas entre seus funcionários e departamentos.

Se o seu estabelecimento comercial não possui um profissional de TI, então pode ser que você prefira trabalhar com um antivírus que possua gerenciamento remoto, assim você pode se tornar o próprio administrador de segurança da sua empresa. No mínimo, todas as atualizações de vírus serão feitas de um único local com esse sistema, ou seja, você ou seu analista de TI não precisa checar computador por computador para garantir que todos estão sob proteção do antivírus que você adquiriu.

Outro ponto a ser considerado é a utilização de servidores. Algumas empresas mantem muita informação guardada em seu domínio de rede para que seja compartilhada por pessoas em diferentes departamentos e localidades. Neste caso, um antivírus especialmente criado para a proteção de servidores pode ajudar, mas o grande problema aqui é a complexidade de manutenção do mesmo, já que a formatação desse antivírus precisa ser customizada, exigindo assim, o envolvimento de um profissional (ou em alguns casos de uma equipe) de TI para manter a proteção funcionando corretamente.

A verdade é que não existe uma regra específica de como escolher um antivírus para o seu negócio, mas certamente a tomada de decisão passa pela a estrutura de sua empresa e como os seus funcionários compartilham informações internamente. Uma outra opção é adquirir uma licença de teste gratuíta pelo período de 30 dias para analizar as ferramentas de cada produto e tomar uma decisão final embasada na realidade de sua empresa e não somente nos anúncios de marketing.

Na semana que vem, vamos discutir esse assunto mais a fundo, enquanto isso compartilhe conosco as suas experiências e o que você espera de um antivírus empresarial.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

8, julho, 2014

Validando o avast! GrimeFighter e otimizando o seu PC

Alguma vez você já teve a impressão de que o seu PC ficou mais lento do que o normal? Ou ainda, perdeu os dados do seu HD de uma hora para outra, ou nem mesmo tinha notado aquele barulho de dentista dentro do computador?

 

Para resolver esses problemas e ampliar a sua segurança, o avast! GrimeFighter, um programa otimizador de PCs, entra no mercado. Ele atua verificando as sujeiras deixadas por programas mal instalados, barra de ferramentas que deixam rastros, hardware em mal funcionamento, etc… Ou seja, ele verifica e corrige tudo o que pode deixar o seu PC mais lento e protege seus dados contra falhas inesperadas.

Minions

É importante mencionar que o avast! GrimeFighter não é um antivírus, mas o seu uso em conjunto com um avast! antivírus torna-o em uma perfeita ferramenta para manter seu PC protegido.

Uma dúvida frequente em relação a este produto é o método de validação do GrimeFighter, uma vez que os clientes estão acostumados com o sistema de inserção de licenças dos produtos antivírus e acabam por confundir como validar o programa. Para que o avast! GrimeFighter seja validado em seu avast! antivirus, você precisa primeiro adquiri-lo utilizando o mesmo endereço da sua conta avast!. Além disso, é necessário efetuar o login através da sua conta avast! por dentro do seu avast! antivirus. Dessa forma a licença é automaticamente inserida e o avast! GrimeFighter validado. Para efetuar o login na sua conta avast!, acesse a interface do avast! antivirus, e clique no menu lateral APARELHOS. A seguir, entre com o seu endereço de e-mail e a sua senha.

Caso prefira, você pode também utilizar uma versão autônoma, por fora do avast! antivirus.

Validando o GrimeFighter e usando o programa pela primeira vez

Ao executar uma varredura com o avast! GrimeFighter pela primeira vez no seu computador, ou após reinstalar o Windows, e caso já tenha uma licença válida, você precisará validar o programa. Para fazê-lo, clique em “Já tem uma licença?” na parte inferior da tela. Clique em “Efetue Login” na sua Conta avast! usando as credenciais fornecidas durante a compra do avast! GrimeFighter.

Se você não lembra a sua senha, clique em “Esqueceu sua senha” e digite o e-mail fornecido durante a compra do avast! GrimeFighter para receber um link e então redefinir sua senha. Uma tela mostrará os detalhes da sua assinatura. Clique em ‘Use esta licença’ para ativar o avast! GrimeFighter.

Após a ativação do avast! GrimeFighter, clique em ‘otimizar meu PC’ para continuar. O programa efetuará um reinício do sistema, agora em Linux, e começará a escanear o seu PC. Como este sistema operacional não tem acesso ao seu Windows, pode ser que seu wi-fi não funcione, e nesse caso sugerimos o uso de um cabo de rede para prosseguir com a otimização do seu computador. Depois bastará aguardar o resultado do escaneamento e seguir as instruções que o programa oferecerá.

Caso ainda necessite de alguma ajuda referente ao GrimeFighter ou qualquer outro produto avast!, entre em contato com a nossa equipe de atendimento ao cliente.

4, julho, 2014

Os brasileiros, o avast! e a Copa

O avast! realizou uma pesquisa sobre a utilização das tecnologias digitais durante a Copa do Mundo. No Brasil, 29.308 pessoas participaram.

Foi uma participação massiva, comparada, por exemplo, à participação dos americanos. A Copa começou com certa “frieza”, com muita “contestação”, com o receio de que muita coisa falhasse na organização. Com o passar do tempo, todo mundo foi entrando no clima.

Ainda que não possamos chamar esta de uma Copa digital, muitos brasileiros começaram a assistir os jogos apenas nas plataformas digitais:

 Como você irá assistir aos próximos jogos de futebol no Brasil? Votos % Votos
 Na minha TV em casa  26.985 92,1%
 Em um bar 2.980 10,2%
 Em um evento público (por exemplo, uma praça) 1.848 6,3%
 Pela internet no meu PC 3.387 11,6%
 Pela internet no meu smartphone/tablet 1.371 4,7%

A conexão de dados nos celulares e tablets faz com que muita gente ao longo do dia possa acompanhar os resultados, dar aquela bicadinha no jogo. Quase 20% das pessoas
informou que acompanharia os resultados dos jogos ao vivo.

 O que você irá fazer em seu smartphone ou tablet durante a Copa? Votos % Votos
 Acompanhar os resultados em tempo real 8.959 30,6%
 Utilizar jogos de futebol 1.471 5,0%
 Apostar nos resultados dos jogos 2.538 8,7%
 Ler notícias/informações sobre os jogos 10.685 36,5%
 Acompanhar jogos em tempo real 5.541 18,9%
 Utilizar um aplicativo de vuvuzela  1.065 3,6%
 Colecionar e trocar figurinhas digitais dos jogadores de futebol em álbuns virtuais 1.354 4,6%
 Nenhuma das acima 12.481  42,6%

Arriscaria dizer que as pessoas pensam que a maioria dos seus aplicativos é “oficial”. Talvez porque os baixem da loja oficial Google Play. Mas o fato é que eu não esperava que quase 50% das pessoas não utilizasse nenhum aplicativo para acompanhar a Copa.

 Você vai utilizar aplicativos oficiais ou não-oficial nestas atividades? Votos % Votos
 Aplicativos não-oficiais 1.375  4,7%
 Aplicativos oficiais 7.892 26,9%
 Uma mistura de aplicativos oficiais e não-oficiais 6.164  21,0%
 Não respondeu 13.882 47,4%

A confiança na seleção canarinho, apesar de todas as dificuldades, sempre foi alta. Quase 60% dos brasileiros apostou que ganharíamos a 6 estrela em nossa camisa. O sonho de gritar “Hexa!” continua em nosso subconsciente, e vai se espalhando nas infinitas bandeiras colocadas em nossos carros. É uma diversão que atrai bilhões de pessoas em todo o mundo. Nunca uma Copa foi tão acompanhada. Nunca um evento internacional gerou tantas postagens e participações nas redes sociais!

 Você acha que o Brasil… Votos % Votos
 Não vai passar da fase dos grupos  1.279 4,8%
 Vai à final 3.764 14,0%
 Vai até as oitavas de final 1.446 5,4%
 Vai até as quartas de final 2.194 8,2%
 Vai até as semifinais 2.543 9,5%
 Vai ganhar a Copa  15.664 58,3%

Muita gente aproveitou para desabafar na pergunta livre da nossa pesquisa. Muitos protestos, muita participação espontânea “demais” :) De qualquer forma, quase 70% dos votos “válidos” foi para o Brasil. Surpreendente foi que países que nem estão na Copa receberam votos. Talvez tenham sido “votos de protesto”… E que tal 21 votos na FIFA?!

 Vencedor da Copa  Votos Válidos  % Votos
 Brasil 17.148 67,1%
 Alemanha 3.290 12,9%
 Argentina 1.609 6,3%
 Espanha 1.463 5,7%
 Itália  458 1,8%
 Portugal 293 1,1%
 Holanda 209 0,8%
 Inglaterra 147 0,6%
 Uruguai 144 0,6%
 França  140  0,5%
 Bélgica 97 0,4%
 Japão  84 0,3%
 México 46 0,2%
 Camarões  45 0,2%
 Croácia 45  0,2%
 Estados Unidos  44 0,2%
 Bósnia-Herzegovina  31 0,1%
 Chile 26 0,1%
 Rússia 23 0,1%
 FIFA  21 0,1%
 Irã  17 0,1%
 Gana  14 0,1%
 Austrália 13 0,1%

Na semana que vem traremos um infográfico completo. Até lá e aproveite as nossas dicas para se manter seguro durante e depois da Copa:

  • Baixe aplicativos somente da loja oficial Google Play
  • Escolha os aplicativos de desenvolvedores oficiais e confiáveis
  • Leia com cuidado as permissões de um aplicativo e se são realmente necessárias
  • Leia o comentário dos outros usuários
  • Se você jogar em redes WiFi públicas, instale a proteção do avast! SecureLine VPN (para PC, Android e iOS) e criptografe suas conexões

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook, Twitter, Google+ e Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

2, julho, 2014

O Orkut fechou: 5 razões para você desativar seu perfil hoje

Hora de dizer adeus ao Orkut. Não esqueça de fazer o mesmo no seu celular

Hora de dizer adeus ao Orkut. Não esqueça de fazer o mesmo no seu celular

 

Esqueça os depoimentos secretos, as animações que encantavam a todos e as comunidades em formato de fórum que interagiam mais do que qualquer outro canal de rede social. Scraps? Não mais, já pode procurar por outro bordão porque o famoso “só add com scrap” já foi para o museu da internet. E a sorte do dia? Ah, pode começar a fazer a sua você mesmo porque o Orkut fechou!

Depois de 10 anos a Google se curva às dezenas de competidores e fecha uma das redes sociais de maior sucesso no Brasil. E este anúncio talvez não tenha pego ninguém de surpresa, pois desde 2012 o Orkut vem perdendo espaço no país e sendo substituído pelo Facebook, Instagram, entre outros. Mas você sabe o que fazer agora e os riscos de deixar o seu perfil lá? Aqui seguem 5 razões para você vazar do Orkut hoje:

1)      Segurança dos seus dados: A Google é uma empresa que investe pesado na segurança de dados de seus usuários e dificilmente a sua privacidade no Orkut será afetada caso deixe seu perfil por lá, mas se até outras gigantes do universo “.com” como Facebook, Twitter e eBay já foram vítimas de ataques de hackers, por que a Google estaria livre disso? O problema aumenta devido ao fato de que após 30 de setembro deste ano você não terá mais acesso ao seu perfil no Orkut, ou seja, se tornará praticamente impossível para mapear qualquer atividade com seus dados oriundos desta rede social que já está com seus dias contados.

2)      Privacidade: Embora após 30 de setembro de 2014 ninguém mais poderá adicionar comentários nas comunidades do Orkut, os mesmos estarão visíveis a qualquer pessoa após esta data. Ou seja, tudo que foi publicado lá no passado poderá ficar para sempre visível a todos, o que pode causar constrangimentos no futuro. Pense nisso antes de dar de ombros ao que você já escreveu no Orkut.

 3)      Facilidade para desativar a conta: Até 30 de setembro você pode deletar todos seus comentários em comunidades do Orkut e fotos na rede através do seu perfil. Depois dessa data e até setembro de 2016, este procedimento continua sendo possível, mas somente através do Google Takeout. Não que isso seja uma fórmula científica a ser desbravada, pelo contrário, o Google Takeout é um tanto quanto simples, mas para que complicar se podemos simplificar? Desative a sua conta agora através da interface do Orkut e evite mais uma dor de cabeça. Ah, e não se esqueça do aplicativo para celular do Orkut, pois este também tem de ser desativado!

 4)      Perda de crédito em jogos: se você joga algum tipo de jogo via Orkut, entre em contato imediatamente com o criador do mesmo pois seus créditos poderão ficar inacessíveis. Se o jogo for migrado para uma nova plataforma, ficará mais fácil de você coordenar a mudança do seu perfil agora do que após 30 de setembro.

 5)      Calmamente decidir o que fazer com seus dados: Lembre-se de que você ainda pode salvar todas as informações que desejar (incluindo discussões, fotos e mensagens) no seu computador para guardar de recordação; ou exportar seu perfil para o Google+. Entretanto, mantenha em mente que a segunda opção, na verdade, é uma forma de vincular uma rede social a outra, ou seja, você terá um perfil no Google+ baseado no Orkut e não um Orkut funcionando no Google+ e, portanto, algumas informações e funções não funcionarão no novo ambiente. Fazendo a limpeza do seu perfil agora você poderá definir com calma o que fazer com todos os dados lá contidos, inclusive a migração dos mesmos para uma outra rede social, como o Facebook.

Na semana que vem eu vou trazer para você algumas dicas de como ajustar a sua conta no Google+, caso esta seja a sua opção.

Neste meio tempo, lembre-se que seja lá qual for a rede social que você escolher daqui para frente é crucial a instalação de um antivírus em seu computador, mesmo que esta proteção seja gratuita, pois a quantidade de malwares transmitidos via rede social está aumentando mais e mais a cada dia. Você pode ainda, por exemplo, usar um administrador de senhas para criptografá-las e evitar uma possível invasão do seu perfil. E mais, não se esqueça do seu celular e tablet, eles também podem ser atacados!

Desde o dia 1° de julho último ninguém mais pode abrir uma nova conta no Orkut, portanto, a hora de dizer adeus chegou! Como você planeja se despedir do Orkut?

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

25, junho, 2014

Olhar Digital aponta os melhores antivírus pagos para 2014


O site Olhar Digital (parte do portal UOL), realiza anualmente testes com antivírus pagos para ajudar seus leitores na identificação da melhor proteção para computadores. O destaque deste ano fica justamente pela participação da avast! nesta lista. A empresa tcheca, reconhecida pelos seus produtos gratuitos e que possui mais de 32 milhões de usuários no Brasil, entra de vez na briga por um espaço na área dos antivírus pagos.

E, acredite ou não, a avast! ficou em segundo lugar no resultado geral, liderando a grande maioria dos quesitos analisados. O teste foi realizado com 5 marcas diferentes de antivírus, todas elas escolhidas pelos internautas cadastrados no Olhar Digital.

O vídeo com duração de um pouco mais de 7 minutos descreve em detalhes o formato do teste, dividido em 6 quesitos mais a conclusão final dos avaliadores. As características analisadas foram as seguintes:

1)      Facilidade para instalar o software: esse é um ponto que interessa a todas as pessoas hoje em dia, pois mais do que nunca vivemos em uma era onde tempo é dinheiro! Em outras palavras, mesmo que você seja um profissional de TI altamente gabaritado e capaz de instalar qualquer programa em qualquer computador, o que você quer é dinamismo! E o vencedor neste quesito foi o avast!

2)      Interface: esta é uma área complicada pois não se trata apenas de design, mas principalmente de propiciar informação ao usuário, deixando claro onde encontrar os recursos necessários para cada ação. O Olhar Digital destacou aqui a interação por voz e o equilíbrio entre “funcionalidades e informações ao usuário” criados pela avast!, que se saiu vencedora neste quesito.

3)      Consumo de recursos: interessante a discussão em torno deste tópico, pois constantemente ouvimos e lemos comentários do tipo. “Antivírus X deixou meu PC mais leve”, ou “Antivírus Y é muito pesado”. Na guerra entre leves e pesados o que está em jogo na verdade é um software que não atrapalhe a agilidade do computador e, também convenhamos, com o número de downloads que fazemos todos os dias atualmente, ter uma máquina leve é de extrema importância. Neste quesito duas marcas ficaram empatadas em primeiro lugar: avast! e ESET.

4)      Desempenho: como o próprio vídeo ressalta, na verdade, este é um tópico diretamente ligado ao consumo de recursos, ou seja, a pergunta é: quanto pesado fica o computador durante a varredura?

5)      Eficácia: por incrível que pareça todos os antivírus atingiram quase que 100% de detecção de vírus e outras pragas. Mas já era de se esperar este resultado, pois quem paga por um antivírus não espera nada menos do que uma proteção completa de seus dados.

6)      Recursos adicionais: aqui talvez esteja a principal diferença entre os melhores antivírus da atualidade, pois quem não gosta de levar uma vantagem na compra de um produto? O Olhar Digital destacou neste quesito dois serviços interessantes da avast!: o SandBox, que propicia ao usuário a possibilidade de baixar arquivos suspeitos em um ambiente seguro que não afeta o computador; e o Software Updater, que atualiza programas automaticamente. Além do mais, o avast! emite diariamente mais de 200 atualizações de vírus automáticas e tudo pode ser checado na tabela de estatísticas da empresa.

Esta análise demonstra como o mercado de antivírus está evoluindo a cada dia, obrigando empresas a saírem de suas zonas de conforto e passarem a criar produtos que vão muito além da proteção online. A customização de funções e criação de um ambiente gentil e agradável para o usuário passaram a ser tão importantes quanto o desempenho e eficácia dos antivírus.

Mas só isso resolve tudo? O que você consumidor espera de um antivírus pago? Nós queremos saber, compartilhe suas ideias conosco! Quais são os requisitos que você leva em consideração ao escolher seu antivírus pago?

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
24, junho, 2014

Quem está assistindo a Copa online?

Um dos primeiros mega eventos em que se viu a participação das chamadas “novas mídias” (como por exemplo, a internet) na cobertura jornalística foram as Olimpíadas de Sydney em 2000, na Austrália. Pela primeira vez jornalistas comunicavam com suas redações quase que simultaneamente às disputas e o mundo acompanhava tudo pela tela de seus computadores em tempo real. Se naquela época isso era um fenômeno, hoje em dia é algo corriqueiro, padrão. Você também está assistindo a Copa online?

Online...é assim que agora torcemos pelo Brasil

Online…é assim que agora torcemos pelo Brasil

Lembro que em 2000 a agência de notícias para qual eu trabalhava em Santo André, na Grande São Paulo, não conseguiu retirar credenciais para a cobertura dos Jogos de Sidney porque a empresa era unicamente voltada para jornalismo eletrônico, um tipo de mídia que não existia na lista do COI (Comitê Olímpico Internacional) até aquele momento. Conclusão, não pudemos ir à Austrália.

Em 2008, aí já pessoalmente em Sidney, trabalhei na cobertura dos Jogos de Pequim, na China, em uma rádio local e lembro como fiquei impressionado ao ver um colega sacar do bolso um smartphone no meio de um restaurante e conectá-lo à internet para assistir ao vivo uma das provas de natação. Em apenas 8 anos os dispositivos móveis mudaram não somente a maneira como a gente se comunica, mas também como a gente trabalha e se diverte!

Ontem, ao assistir o jogo entre Camarões e Brasil pela terceira rodada da Copa, me peguei envolvido  em um mar de computadores. Além da televisão ligada na partida da Seleção Canarinho eu tinha meu tablet conectado ao portal UOL para acompanhar lance a lance México x Croácia, enquanto que minha esposa assistia YouTube no laptop e ambos enviavam mensagens via whatsapp para amigos e familiares. Em outras palavras, um show de horrores!

Sim, porque é nesse mundo que hoje vivemos, o mundo virtual. Lindo, perfeito, que faz lembrar aquelas propagandas de sabão em pó em que crianças correm por ruas floridas usando roupas limpas e leves em pleno verão. Só que, o que esquecemos, é que por trás disso existe um mundo perigoso e traiçoeiro.

Na sexta-feira passada, dia 20 de junho, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou que hackers invadiram seu site, impedindo o acesso ao conteúdo da entidade que rege o futebol nacional por quase 1 hora. Desastre? Nem tanto! Via assessoria de imprensa a CBF informou que uma equipe de profissionais tratou de cuidar do incidente rapidinho.

O problema é que a grande maioria das pessoas ainda não perceberam o quanto seus celulares são vulneráveis a ataques de vírus, principalmente durante eventos como a Copa. Muita gente se preocupa em instalar um antivírus para seus computadores, mas quem faz o mesmo com seus telefones móveis? Esses são os dispositivos que hoje em dia usamos para baixar vídeos e programas, jogar online e acessar todos os tipos de sites.

Não há mais desculpas para não ter um antivírus no celular, pois há várias opções grátis no mercado. E as opções pagas são muito mais baratas do que as vendidas para laptops e desktops. Mas quem está preocupado com isso?

Você, que está assistindo a Copa online usa antivírus em seu celular ou tablet? Já pensou nos riscos que vem correndo? Como você se protege virtualmente? Divida conosco a sua opinião!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
23, junho, 2014

Administrando a segurança da rede de PCs de sua microempresa

Hoje em dia, um microempresário não depende apenas de um escritório, um estagiário e uma boa visão de negócios para ter sucesso. É preciso também ter uma boa infraestrutura de rede de computadores para manter seus arquivos e dados protegidos de ataques de hackers e espiões online. Entretanto, alguns investidores só percebem isso quando a empresa já está funcionando, ou pior, após ter seus dados perdidos após um ataque.

Você não precisa ser um especialista em TI para monitorar os dados de sua micro empresa por si só

Você não precisa ser um especialista em TI para monitorar os dados de sua microempresa por si só

Decidimos usar este momento que marca os 2 anos de aniversário das denúncias contra a NSA (Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos) para uma série de textos sobre como microempresários com pouco conhecimento de informática podem administrar suas redes de computadores. Este aqui é o nosso primeiro artigo.

Se você é uma das milhares de pessoas que só usam o computador para ler e-mails, baixar vídeos, compartilhar fotos em redes sociais e conversar via Skype, não entre em pânico! Acredite, você pode ser o próprio administrador de sua rede de computadores.

Entretanto, aconselhamos primeiro você a procurar alguém com algum conhecimento técnico para ajudar na escolha das máquinas e softwares correto para o seu trabalho. Em termos de hardware, há muitas opções, mas com relação ao sistema operacional (SO), o Windows continua sendo o melhor custo-benefício (mesmo para os fiéis do WindowsXP) e um dos mais populares, embora há outras marcas no mercado que satisfazem o gosto de cada empresário.

Caso você fique em dúvida sobre qual SO utilizar, o ideal é entrar em contato com um consultor de Tecnologia da Informação (TI), o que geralmente envolve custos, ou então usar o seu network de contatos para discutir com outros empresários as soluções utilizadas por eles. Em último caso, você pode também falar com seu sobrinho ou filho de 18 anos apaixonado por computadores. Eles com certeza vão te ajudar nesta decisão!

Entretanto, até aqui não há muito segredo. O problema começa quando investidores passam a perguntar para si mesmos como eles vão administrar a pequena rede de computadores que está a ponto de ser criada. E é aí que se torna importante a utilização de um antivírus empresarial neste processo.

Isso porque muitos empresários optam por usar um antivírus feito para consumidores em seus negócios, o que do ponto de vista prático não há nada de errado, pois em muitos casos não é ilegal adquirir este tipo de produtos para empresas; só que, o que pouca gente sabe, é que o antivírus comercial pode dar a um empresário o controle do nível de segurança da sua rede direto de seu PC.

A avast!, por exemplo, tem o avast! Endpoint Protection que possui o Small Office Administration, onde você pode se tornar o próprio administrador de sua rede. Com o console de administração remota, você vê na tela do seu computador o que está acontecendo com o antivírus em sua empresa sem precisar vistoriar cada PC pessoalmente. Portanto, se seu estagiário ignorar as chamadas de vírus, você estará informado da situação e poderá resolver o problema sem sair da sua mesa.

O avast! Endpoint Protection possui uma interface amigável, onde o operador utiliza o cursor de tela para clicar nas opções de administração desejáveis (tudo em língua portuguesa). Ou seja, é um ambiente bem familiar para muitos dos usuários de computadores que têm um conhecimento básico de TI. Sem exageros, com o avast! Endpoint Protection até mesmo seu sobrinho ou filho de 18 anos pode se tornar o administrador de sua pequena rede de computadores.

Portanto, a nossa primeira dica para quem está no processo de implementação do sistema de TI em uma microempresa é: procure por um antivírus empresarial em vez de um feito para consumidores finais. Isso pode fazer uma grande diferença na segurança dos seus arquivos e dados comerciais.

Na segunda-feira que vem vamos discutir algumas das dificuldades que a maioria dos microempresários enfrentam durante a implementação de uma rede de computadores. Até lá!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off