Protecting over 200 million PCs, Macs, & Mobiles – more than any other antivirus

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘antivirus’
13, agosto, 2014

Como escanear pen drives para manter seu computador longe de vírus

Era julho de 2010 e minha ex-chefe adentrava ofegante o saguão de um hotel em Londres onde participaríamos de uma conferência executiva. Ela havia esquecido o pen drive de sua apresentação no escritório e embora tivesse uma cópia do arquivo em PowerPoint no laptop, precisava baixar tudo em um pen drive para que este fosse entregue à equipe técnica responsável por gerar as imagens da apresentação no telão. Como naquela época wi-fi ainda estava engatinhando e hotéis cobravam caro por um acesso à rede, não tínhamos como usar bluetooth ou mesmo e-mail para baixar os slides. Conclusão, tivemos que apelar para um pen drive emprestado por um dos rapazes da equipe técnica.

A apresentação acabou sendo um sucesso, mas o computador da minha ex-chefe foi contaminado por um vírus contraído através do pen drive. O malware não é era nada de mais e conseguimos removê-lo sem problemas, mas o susto causado ao identificar o vírus e o tempo gasto para limpá-lo foi um tanto quanto estressante.

Neste dia percebi o quão importante é escanear um pen drive antes de abrí-lo em meu computador. E embora a tecnologia atual nos permite utilizar mecanismos diferentes para salvar, arquivar e compartilhar arquivos grandes, usando por exemplo “sandboxes”, navegação nas núvens, etc, pen drives continuam a existir e podem sim causar transtornos sérios aos seus usuários.

Para evitar este tipo de problema, vamos mostrar aqui uma ferramenta que a Avast criou já há muitos anos e pode ser usada por quem possui tanto as versões pagas quanto gratuítas dos produtos da empresa. Aqui vai um passo a passo de como escanear um pen drive ao conectá-lo ao seu computador:

Passo 1

Se você possui o avast! antivirus em seu computador, abra a interface principal do programa. Abaixo você vê a interface que eu retirei do meu computador. Lá clique sobre o botão “Escaneamento” realçado em vermelho na imagem abaixo:

PS_1

Passo 2

Na página de escaneamento clique sobre a seta localizada no lado direito da tela onde você poderá escolher as opções de escaneamento. Abaixo a seta está indicada em vermelho:

PS_2

Passo 3

As opções de escaneamento aparecerão e você poderá escolher pelo “Escaneamento da mídia removível”, como pode ser visto na seguinte imagem:

PS_3

Passo 4

Uma vez a sua opção de escaneamento foi determinada, clique sobre o botão “Iniciar” localizado à direita das opções de escaneamento e aguarde pelo processo de varredura.

PS_4

Passo 5

Uma vez o escaneamento é finalizado, você será avisado sobre o resultado desta varredura. Como pode ser visto na imagem abaixo o meu pen drive não contém nenhum tipo de ameaça.

PS_5

Este processo de escaneamento não demora muito tempo! Caso o pen drive não esteja contaminado são questões segundos para que você receba a mensagem positiva. Entretanto, hoje em dia alguns pen drives possuem um grande espaço para armazenamento de arquivos, imagens, vídeos, etc, portanto, pode ser que o seu escaneamento demore alguns minutos para ser feito.

Um dos mais de 30 milhões de usuários avast! no Brasil, José Luiz Souza, enviou à página brasileira da avast! no Facebook um pedido para a criação de um mecanismo em que permita o escaneamento automático do pen drive assim que o mesmo é conectado ao computador. Entretanto, o grande problema disso é que se você é como eu, que usa 2 ou 3 diferentes pen drives conectando e desconectando os mesmos várias vezes ao dia, o escaneamento automático poderia se tornar um transtorno.

De qualquer forma, a sugestão do José Luiz é interessante e vale a pena ser levada em consideração. O que você leitor acha da idéia? Gostaria que seu pen drive fosse automaticamente escaneado cada vez que o conecta ao seu computador?

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
11, agosto, 2014

3 maneiras de deixar computadores empresariais antigos protegidos

De acordo com dados publicados pelo CETIC (Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação), 97% das empresas brasileiras com um número de funcionário entre 10 e 49 pessoas continuam usando computador de mesa, esse número sobre para 99% em empresas de pequeno/médio porte que possuem entre 50 e 249 funcionários. Isso mostra que o bom e velho desktop continua com força total no mundo dos negócios o que nos faz endagar: realmente é necessário renovar a infraestrutura de TI da sua micro ou pequena empresa para garantir maior segurança online?

startrek

Você acha que computadores de mesa é coisa de ficção científica do passado? Saiba que a segurança da sua rede empresarial depende mais do que está dentro do seu PC

Agências de publicidade geralmente não possuem mais aquele “velho trambolho” no canto das mesas pois modernizar nesses casos não é só uma questão de escolha, mas necessidade! Muitos dos funcionários nesse ramo trabalham em casa ou diariamente visitam clientes. Além do mais, os laptops e tablets ajudam a dar um ar mais “hype” no ambiente!

Já outros setores, como por exemplo industrial, o desktop ajuda a manter uma certa organização na empresa. Enfim, seja lá qual for caso, a realidade é que quando falamos em sistemas de TI empresariais o mais importante não é o hardware, o equipamento em si, mas o software, aquilo que vai dentro da máquina.

É preciso ter uma interface fácil de ser usada seja lá qual for a idade do usuário, o nível de conhecimento técnico do mesmo e como o computador é usado diariamente. Qualquer software precisa ser ágil, leve e prático, pois ter o computador mais moderno do mercado não significa que a performance e a segurança do seu trabalho serão melhores.

Outro detalhe importante: muita gente acha que adquirindo produtos mais modernos ficará livre de vulnerabilidades e ataques de hackers, o que não é verdade! Novamente, o problema não está no hadware, mas no software. Correr riscos é uma realidade do mundo virtual, mas há maneiras de amenizar este problema com um investimento bem modesto.

1)      Atualização automática de programas: uma das maneiras que hackers e crackers conseguem invadir computadores e sistemas é através de programas antigos que não são mais usados mas continuam instalados no computador. Esta é uma brecha que pode ser facilmente superada se o seu sistema possuir uma solução que atualiza automaticamente os programas lá instalados. Um antivírus pode fazer esse trabalho pra você.

2)      Controle remoto da rede de computadores: se você tem uma rede de computadores na sua empresa, mesmo que esta seja uma micro ou pequena empresa, pense que manter o controle da atualização do antivírus pode ajudá-lo a evitar surpresas desagradáveis. E o melhor disso, você não precisa limitar o acesso de seus funcionários a certos websites. Dê liberdade aos que trabalham com você, mas use um sistema de controle remoto das atividades de vírus em sua rede para manter um maior controle da segurança dos seus dados empresariais.

3)      Instale um firewall confiável: mesmo que você tenha todos seus programas atualizados é necessários protegê-los. A melhor maneira de fazer isso é através de um firewall, que impede o acesso de hackers ao seu ambiente virtual de trabalho e, mesmo que isso ocorra, o cibercriminoso não conseguirá retirar nenhuma informação de lá de dentro caso você tenha um firewall confiável. Geralmente o antivírus que você usa na sua firma já vem com firewall, caso negativo, procure por um antivírus diferente ou uma solução única de firewall.

O mundo da segurança virtual é complexo, mas isso não significa que produtos novos podem lhe dar uma maior proteção. Atente-se ao seu software e mantenha boas práticas de uso da internet e dificilmente você e sua empresa se tornarão vítimas de cibercriminosos.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
4, agosto, 2014

Como evitar ataques de Engenharia Social à sua microempresa

Se você nunca ouviu falar de Engenharia Social talvez esteja pensando que isto seja algo ligado a algum ramo de engenharia focada na área social. Mas não é bem assim! Engenharia Social é como descrevemos ataques de cibercriminosos a informações confidenciais de uma empresa, seja ela micro, pequena, média ou grande.

Phishing, uma das maneiras mais populares de Engenharia Social. A sua empresa está pronta para combater este mal?

Mensagem do banco Nordea informando seus clientes sobre Phishing, uma das maneiras mais populares de Engenharia Social

Uma das técnicas de Engenharia Social mais conhecidas é o phishing, que ocorre quando ao receber um e-mail informando que você acabou de ganhar R$ 100.000 também pede para que você informe seus dados pessoais pois assim o pagamento de seu prêmio poderá ser efetuado. Alguns golpes de phishing são facilmente identificados pela vítima, que ao suspeitar da linguagem informal do texto, erros gramaticais na mensagem e o endereço de email desconhecido, acabam optando por não fornecer os dados.

Outros golpes são um pouco mais “robustos” e cibercriminosos fazem cópias praticamente idênticas de um site idôneo, como por exemplo um banco, para enganar a vítima. Embora estas sejam práticas muito conhecidas, elas continuam populares e atingindo muita gente, principalmente as pessoas mais idosas que entraram para o “mundo virtual” recentemente e não sabem dos perigos que correm.

Mas a pergunta é: o que isso tem a ver com a minha empresa?

Um erro fatal que microempresários cometem ao abrirem suas empresas é não levar a segurança de dados de maneira séria desde o início; afinal de contas: “por que devo ser tão cuidadoso se no momento somente 3 pessoas trabalham comigo e todas são de total confiança?”

O problema é que, conforme uma empresa começa a crescer, e novos funcionários são contratados, o risco da mesma se tornar uma vítima de cibercriminosos aumenta. Nesses casos, a gerência da companhia passa a dar informações confusas ao seus empregados sobre como lidar com a internet no ambiente de trabalho, pois não estão preparados para ataques em potencial.

E é dessa forma que cibercriminosos tomam proveito da situação. Na ânsia de querer ser útil e mostrar serviço, funcionários que não possuem o devido treinamento e nenhum conhecimento sobre engenharia social, acabam por cometer equívocos que colocam em cheque não somente a própria privacidade do funcionário, mas também os dados secretos da empresa.

Recebemos todos os dias aqui na AVAST pedidos de ajuda por parte de nossos usuários sobre como lidar com spams e víruses que contraíram online, o que mostra que mesmo pessoas jovens e com um conhecimento básico (e até mesmo avançado) de TI, acabam se tornando vítimas.

É claro que a esta altura você deve estar pensando que vamos sugerir a você a instalação de um antivírus em sua rede de computadores, certo? Entretanto, embora isso realmente seja um ótimo passo inicial para garantir uma melhor proteção de seus dados, lembre-se que após a instalação do antivírus, regras claras e específicas sobre como a internet dentro da sua empresa deve ser usada precisam ser implementadas para evitar ataques de engenharia social.

Ao falar sobre isso, muitos empresários já pensam em proibir o uso de canais de mídia social (como Facebook, Twitter, Instagram, etc) no serviço, mas esta atitude além de interroper o processo de promoção de sua empresa na internet por parte de seus funcionários, dificilmente resolverá o problema, pois como dito, cibercriminosos podem conseguir acesso aos seus dados confidenciais até mesmo via e-mails.

A melhor maneira de lidar com isso é criando o mais rápido possível um guia de boas práticas de uso da internet. A Febraban (Federação Brasileira de Bancos), por exemplo, tem uma “Cartilha de Redes Sociais”, que poderia ser usada como inspiração para moldar o guia da sua empresa.

Para que essa iniciativa funcione bem, adicione informações especificamente relacionadas à sua industria, comércio e atividades internas. Realce o perigo de golpes de phishing  e (como mais conhecido recentemente), spearphishing.Deixe claro o que cada funcionário deve fazer caso suspeite de algo, quem ele ou ela deve procurar para informar sobre a situação e encoraje as pessoas a falar sobre o assunto com seus colegas.

Se possível, organize ao menos a cada semestre uma reunião com todos os seus funcionários informando sobre os ataques mais recentes e dê informações sobre o que fazer para que eles não se tornem as próximas vítimas.

Manter o guia de boas práticas exposto em locais visíveis dentro do escritório também é fundamental. Ajude seus funcionários a se lembrarem deste importante “detalhe” que eles retribuirão o favor criando uma rede de administração segura para a sua empresa.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
25, julho, 2014

4 razões para você não instalar antivírus no seu celular

Depois que empresas de antivírus passaram a investir pesado no desenvolvimento de produtos para celulares, algumas companhias do setor de telefonia começaram a contra-atacar dizendo que isso não passa de muito barulho por nada e que aparelhos móveis são seguros o bastante para viver sem proteção.

Celulares e tablets se tornaram uma febre no mundo inteiro e hoje já passaram a ser alvos de hackers

Hoje em dia celulares e tablets são uma febre no mundo inteiro e se tornaram um ótimo alvo para cybercriminosos

Não há dúvidas de que a grande maioria dos hackers preferem atacar computadores, pois sabem que é lá que as pessoas hoje em dia guardam seus dados mais vitais, fazendo do celular um alvo de menor importância. Entretanto, a cada dia que passa usamos mais o celular do que o computador, seja por conveniência de poder carregar tudo que precisamos no bolso da calça ou por simples paixão pelas telinhas móveis.

Isso dito, a conclusão é a seguinte: hoje os cybercriminosos ainda focam em ataques a computadores, mas com o aumento no uso de telefones celulares no Brasil e no mundo, eles poderão mudar de estratégia do dia para a noite.

Portanto, aqui vão 4 razões para você não baixar um antivírus no seu telefone:

1)      Você não salva nenhuma informação importante em seu celular: caso você seja uma das poucas pessoas que não faz nada com o seu celular além de ligar para os amigos, então talvez pode-se dar ao luxo de não usar um antivírus no celular. Mas se em alguma vez na vida você fez compras via telefone móvel, então lembre-se que seus dados estão possivelmente armazenados em algum local de fácil acesso.

2)      Você acredita fielmente que o seu celular jamais substituirá o computador: se você está 100% certo de que o desenvolvimento tecnológico que vivenciamos nos últimos 14 anos não continuará a passos tão largos, então não há necessidade nenhuma de usar antivírus no celular, pois possivelmente você não pretende aposentar seu laptop tão cedo.

3)      Você não corre o risco de perder ou ter seu celular roubado: caso você viva em um local seguro o bastante para ter certeza de que seu telefone móvel não vai cair em mãos erradas, então não se preocupe em instalar um antivírus com sistema antifurto. Isso será inútil!

4)      Você não usa internet aberta: talvez você jamais precisará de uma Wi-Fi para acessar a internet no seu celular, mas caso precise então mantenha em mente que são em locais como esses que corremos os maiores riscos de ataques e contaminação.

Ou seja, se você se sente pelado ao sair de casa sem celular, acessa a internet através dele em wifi de shopping center, anda de carro ou a pé pelas ruas das principais cidade do Brasil e armezena mais de 50% dos seus dados pessoais neste pequeno aparelho de mão, então está na hora de instalar um antivírus nele, ao menos uma versão gratuíta.

Lembre-se que hackers trabalham 24 horas dia, 7 dias por semana para encontrar vulnaribilidades em sistemas operacionais e conforme aumenta o número de usuários de telefones, sobe também o interesse por descobrir formas de implementar novos ataques. Segundo a Anatel, em março deste ano o Brasil possuía mais de 270 milhões  de telefones celulares ativos, o que representa mais do que a população do país (aproximadamente de 200 milhões de pessoas).

Com essa debandada para o uso de celulares no Brasil, você tem alguma dúvida de que hackers já estão investindo em ataques a telefones móveis?

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
23, julho, 2014

Como lidar com vírus em redes sociais – Facebook fãs: essa é pra vocês

De acordo com uma recente pesquisa publicada pela empresa comScore, brasileiros surfam no Facebook mais do que argentinos e mexicanos juntos. Enquanto acessamos uma das redes sociais mais famosas do mundo por mais de 46 milhões de minutos por ano, nossos “hermanos” ficam por lá míseros 22 milhões de minutos, enquanto que os coterrâneos do Chaves e seu Madrugada também estão na casa dos 22 milhões. O que isso significa?

shutterstock_59224768

Isso significa que o Brasil pode passar a ser o principal foco de ataques maliciosos via mídias sociais, colocando o país na rota principal de crimes onlines. No começo deste mês, publicamos aqui um artigo falando sobre o “Golpe do Boleto” e ontem discutimos o mais novo formato de ataque conhecido como “caça submarina”. Entretanto, o número de malwares espalhados via redes sociais parece crescer tão rápido quanto o uso do Facebook (também conhecido como FB ou Face) no Brasil.

Aqui na AVAST, uma empresa focada em segurança online, recebemos diariamente um número grande de perguntas e “pedidos de socorro” por parte de nossos usuários que não sabem mais o que fazer com os víruses que carregam em suas contas no Facebook. O mais recente caso foi de uma usuária de nossos produtos que clicou sobre uma imagem falsa do acidente com o avião malaio e em questões de segundos estava enviando e-mails contaminados para todas as pessoas de sua lista de contato.

Como evitar esse tipo de transtorno

Muita gente acha que só porque possui um antivírus em seu computador pode fazer o que quiser com o mesmo que nada de errado acontecerá. Não é bem assim!

O antivírus envia alerta de ataques constantemente ao usuário e, em muitos casos, evita a contaminação silenciosamente, ou seja, sem a necessidade de alguma ação manual. Entretanto, se o usuário ignorar as mensagens de alerta, não atualizar seus programas e software e não tomar cuidado com os links que acessa, o antivírus dificilmente poderá ajudar.

Esse é o caso que frequentemente ocorre em redes sociais. O antivírus protege a sua máquina, o hardware, não a sua conta no Facebook. Portanto, mesmo que o seu perfil tenha sido atacado em uma rede social, dificilmente a sua máquina será atingida se esta possui um antivírus, mas o seu perfil na rede social é uma outra história.

O que fazer em caso de infecção

Se a sua página no Facebook ficou totalmente fora de controle e está enviando vírus para todos os seus contatos, esqueça seu antivírus por alguns minutos! Agora o negócio é com você, meu caro! O antivírus só pode responder pelo o que acontece na sua máquina e não tem acesso ao vírus que está corroendo sua página lá no Facebook, que é um abiente totalmente diferente.

Malaysian-airlines-scamsPT

Criminosos não respeitam nem mesmo tragédias

Portanto, a sugestão aqui é bem simples. Primeiro, troque a sua senha de acesso ao seu perfil no Facebook (e faça o mesmo com seu e-mail cadastrado no FB). Isso deverá impedir que o vírus continue se alastrando. Depois, envie um e-mail a todos os seus contatos dizendo que você clicou em um link malígno no Facebook e que ninguém deveria abrir as mensagens que você está mandando, mesmo se estas garantam mostrar você pelado após o banho.

Agora, se este vírus contaminou o seu PC, daí você terá de tomar 3 iniciativas:

1)      Verifique que tipo de antivírus você possui e se este cobre todas as ações que você faz na internet. Por exemplo, se você gosta de baixar Torrent ou jogar online, um antivírus gratuíto não será suficiente para garantir a sua segurança. Procure por um antivírus com sistema de firewall e atualizador automático de progamas. Um filtro antispam também ajudaria bastante aqui. O AVAST Premier é um bom exemplo desse tipo de produto.

2)      Instale um sistema de varredura de PCs que indicará rapidamente quais são os vírus que contamiram seu computador. Geralmente, esse tipo de produto é muito fácil de ser instalado e é gratuíto. Caso você identifique um vírus em seu PC, daí terá de removê-lo, o que você pode fazer manualmente ou automaticamente através do mesmo sistema de varredura. Entretanto, é bom lembrar que embora a varredura do seu computador seja gratuíta, geralmente é preciso pagar pelo produto para que a limpeza seja feita. O GrimeFighter pode ajudar neste processo.

3)      Passe a ser muito mais criterioso com relação aos links que você acessa e os sites que você frequenta. Na vida real evitamos de passar por locais de alta incidência de assaltos e sempre descofiamos de atitudes suspeitas, faça isso na sua via virtual também!

E um último detalhe, se seu antivírus está enviando mensagens do tipo: “uma ameaça foi detectada no seu PC”, não entre em parafusos! Mantenha a calma pois isso signifca que o seu antivírus fez um grande trabalho em salvar o seu computador de uma catástrofe e está lhe informando sobre isso. Em outras palavras, o antivírus está apenas mostrando orgulho por salvar sua vida virtual!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

9, julho, 2014

A derrota da seleção e o fim do “mito”: não preciso de antivírus

Frequentemente, as mídias sociais e fóruns de discussão online sobre antivírus são invadidos por pessoas dizendo coisas do tipo: “eu não faço nada demais com meu computador, portanto, não preciso de antivíurs” ou, “eu só uso meu PC para postar no Facebook, mandar e-mails e baixar Torrent, pra que antivírus?”. E a minha frase predileta: “uso meu PC há 5 anos sem antivírus e nunca tive problema nenhum”.

Se você ficou assim ontem com o jogo da seleção, imagina como ficará se perder todos os seus dados online?

Se você ficou assim ontem com o jogo da seleção, imagina como ficaria ao perder todos os seus dados online?

Os discursos acima me remetem ao que aconteceu com o Brasil no fim da tarde de ontem no Mineirão. Quando menos se esperava: boom! Nosso sonho foi destruído dentro de nossa própria casa de uma hora para outra. E no mundo virtual a situação é bem parecida. De repente, sua privacidade é invadida, seus dados furtados e tudo aquilo que você guardava de melhor: fotos, vídeos, documentos, etc sumiram! E você fica a ver navios, tentando achar um culpado para tudo isso.

A diferença é que um jogo de futebol é apenas um jogo de futebol. Mas o seu mundo virtual não é “apenas um mundo virtual”. É lá que a sua vida real está armazenada. Assim como os europeus mudaram a maneira de jogar futebol a partir dos anos 80 fazendo-os conquistar 4 de 6 títulos mundiais disputados desde 1990, hackers ao redor do mundo também se aperfeiçoam dia após dia para realizar ataques de maneiras diferentes.

Sendo assim, o fato de que seu computador ainda não deu “pal” e continua funcionando normalmente sem antivírus, não significa que você não possui vírus e, muito menos, que foi (e está sendo) vítima de crimes online.

Sem sequer você perceber, um hacker pode, por exemplo, acessar o conteúdo dos e-mails que você anda trocando com familiares e amigos, onde lá consta informações pessoais como endereços, número de documentos, placa de carros, nomes completos e até o seu imposto de renda. Tendo esses dados em mãos, um hacker não precisa destruir seu HD para transformar sua vida em um inferno.

A caixinha de surpresas chamada internet

A caixinha de surpresas chamada…internet

Muitos diziam no início da Copa que a seleção brasileira não era tão dependente de Neymar quanto a Argetina é do Messi. E pode até ser verdade, mas a lição que tiramos disso é que manter-se protegido nunca é demais. Assim como Felipão deveria ter perguntado a si próprio se deveria ou não levar um substituto para Neymar, ou ao menos se deveria criar diferentes maneiras de jogar sem o maior craque do elenco atual , aqui vão as perguntas que você deve fazer para si próprio ao configurar seu computador:

- Eu possuo um firewall eficiente o bastante para impedir ataques de malware via mídias sociais? E mais: eu sei como administrar esse firewall?

- Hackers utilizam brechas em programas desatualizados para realizar ataques. Pergunta: como eu faço para manter os programas do meu PC atualizados?

- Devo somente confiar nas avaliações do Torrent para garantir um download seguro?

- Eu não caio em phishing, mas meu pai, minha mãe, meu irmão, meus amigos (todos conectados à minha rede social) têm o mesmo conhecimento do que eu para evitar um ataques desses? Será que um vírus no computador deles não pode invadir o meu HD também?

Ontem, a segurança da seleção brasileira, baseada na confiança que colocávamos em uma só pessoa, caiu por terra e perdemos tudo. É isso que você deseja para o seu mundo virtual? Pense nisso, pesquise pelo melhor antivírus para você e não deixe seus dados ficarem tão vulneráveis quanto a defesa da equipe canarinho!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
8, julho, 2014

Validando o avast! GrimeFighter e otimizando o seu PC

Alguma vez você já teve a impressão de que o seu PC ficou mais lento do que o normal? Ou ainda, perdeu os dados do seu HD de uma hora para outra, ou nem mesmo tinha notado aquele barulho de dentista dentro do computador?

 

Para resolver esses problemas e ampliar a sua segurança, o avast! GrimeFighter, um programa otimizador de PCs, entra no mercado. Ele atua verificando as sujeiras deixadas por programas mal instalados, barra de ferramentas que deixam rastros, hardware em mal funcionamento, etc… Ou seja, ele verifica e corrige tudo o que pode deixar o seu PC mais lento e protege seus dados contra falhas inesperadas.

Minions

É importante mencionar que o avast! GrimeFighter não é um antivírus, mas o seu uso em conjunto com um avast! antivírus torna-o em uma perfeita ferramenta para manter seu PC protegido.

Uma dúvida frequente em relação a este produto é o método de validação do GrimeFighter, uma vez que os clientes estão acostumados com o sistema de inserção de licenças dos produtos antivírus e acabam por confundir como validar o programa. Para que o avast! GrimeFighter seja validado em seu avast! antivirus, você precisa primeiro adquiri-lo utilizando o mesmo endereço da sua conta avast!. Além disso, é necessário efetuar o login através da sua conta avast! por dentro do seu avast! antivirus. Dessa forma a licença é automaticamente inserida e o avast! GrimeFighter validado. Para efetuar o login na sua conta avast!, acesse a interface do avast! antivirus, e clique no menu lateral APARELHOS. A seguir, entre com o seu endereço de e-mail e a sua senha.

Caso prefira, você pode também utilizar uma versão autônoma, por fora do avast! antivirus.

Validando o GrimeFighter e usando o programa pela primeira vez

Ao executar uma varredura com o avast! GrimeFighter pela primeira vez no seu computador, ou após reinstalar o Windows, e caso já tenha uma licença válida, você precisará validar o programa. Para fazê-lo, clique em “Já tem uma licença?” na parte inferior da tela. Clique em “Efetue Login” na sua Conta avast! usando as credenciais fornecidas durante a compra do avast! GrimeFighter.

Se você não lembra a sua senha, clique em “Esqueceu sua senha” e digite o e-mail fornecido durante a compra do avast! GrimeFighter para receber um link e então redefinir sua senha. Uma tela mostrará os detalhes da sua assinatura. Clique em ‘Use esta licença’ para ativar o avast! GrimeFighter.

Após a ativação do avast! GrimeFighter, clique em ‘otimizar meu PC’ para continuar. O programa efetuará um reinício do sistema, agora em Linux, e começará a escanear o seu PC. Como este sistema operacional não tem acesso ao seu Windows, pode ser que seu wi-fi não funcione, e nesse caso sugerimos o uso de um cabo de rede para prosseguir com a otimização do seu computador. Depois bastará aguardar o resultado do escaneamento e seguir as instruções que o programa oferecerá.

Caso ainda necessite de alguma ajuda referente ao GrimeFighter ou qualquer outro produto avast!, entre em contato com a nossa equipe de atendimento ao cliente.

Comments off
7, julho, 2014

Perda catastrófica de dados: como evitar

Após discutir a segurança de rede de computadores para micros e pequenas empresashá 2 semanas, seguido das instruções sobre o que priorizar na difícil tarefa de manter dados empresariais seguros na segunda-feira passada, esta semana vamos falar sobre como evitar perdas catastróficas de dados em sua micro ou pequena empresa.

A segurança da rede de computadores da sua empresa pode ser feita diretamento do seu próprio PC

A segurança da rede de computadores da sua empresa pode ser feita diretamento do seu próprio PC

Primeiro, é preciso entender que software de antivírus são criados hoje em dia para agir de forma inteligente independentemente do nível de TI (Tecnologia da Informação) do administrador do sistema. Ou seja, qualquer pessoa que tenha facilidade para usar a internet pode facilmente cuidar da segurança de seus PCs em casa ou até mesmo na empresa em que trabalha.

Entretanto, empresas de médio e grande porte desenvolvem redes de computadores complexos, onde somente profissionais com alto know-how de TI e com experiência e treinamento, são capazes de administrar. Aliás, nesses casos, a segurança de dados de um empresa não fica nas mãos de uma só pessoa, mas sob a responsabilidade de um time de profissionais que a cada ano que passa se torna mais e mais importante no mundo empresarial.

De acordo com uma pesquisa publicada pelo CETIC (Centro de Estudos sobre Tecnologias da Informação e da Comunicação) e coordenada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI) através do seu Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC), em 2013 57% das empresas com mais de 250 funcionários tentaram contratar ao menos um profissional de TI. Esse percentual cai para apenas 35% em micro e pequenas empresas que têm entre 10 e 49 funcionários.

Grandes empresas contam com vários níveis de segurança como fireways, gateways e até gerenciamento corporativo que torna bastante complicado para um único funcionário realizar modificações no sistema de segurança com más intenções. Ele possivelmente seria pego muito antes de um ataque.

Entretanto, micro ou pequenas empresas estão mais vulneráveis pois um único indivíduo pode fazer modificações sem ser notado, como por exemplo, mudar as configurações de como o antivírus reconhece ataques e que tipos de ataques reconhece, pode de forma não intencional cometer erros que facilitam o acesso aos dados da rede de PCs da sua empresa, ou pode até mesmo publicar as senhas de acesso da sua rede em mídias sociais (aliás, isso já ocorreu com grandes empresas também).

Sua empresa, seus dados e seus funcionários: uma cadeia empresarial única

Como explicamos no início deste artigo, software de antivírus são criados a princípio para agir de forma inteligente independentemente da pessoa que está administrando o mesmo, desde que o administrador não faça mudanças na forma básica de como o antivírus está formatado.

Portanto, se você está a procura de uma maneira de manter sua rede segura e ao mesmo tempo não privar seus funcionários de usar a internet (como acesso a rede sociais, download de arquivos suspeitos, etc), adquira um antivírus com console de administração remota e jamais divulgue o acesso de administrador a ninguém.

Quer proteger a rede de PCs de sua micro e pequena empresa? Mantenha seu "admin" secreto

Quer proteger a rede de PCs de sua micro e pequena empresa? Mantenha seu “admin” secreto

Dessa forma, você pode visualizar o comportamento de seu antivírus diretamente de seu computador. Aliás, com o console de administração remota você pode também atualizar as configurações de vírus e gerenciar como cada computador está sendo protegido na empresa. Mas se alguém tiver acesso a essa área de administração, daí os seus dados estarão em perigo mesmo se seus funcinários estiverem privados da administração de seus PCs, o que geralmente os impede de baixar arquivos suspeitos (como música, vídeos e fotos online) e de acessar sítios de mídia social como Facebook e Twitter, os quais hoje em dia estão sendo usuados para espalhar malwares através de falsos links.

Se você tem uma micro ou pequena empresa e pretende manter seus dados seguros, procure um profissional de TI para ajudar na montagem da sua rede, mas monitore você mesmo como o sistema de proteção da sua empresa está sendo mantido através de um antivírus com monitoramento remoto.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
4, julho, 2014

Brasil: o país da internet móvel

Em 2012, o jornal Folha de São Paulo publicou uma matéria com Alexandre Hohagen, vice-presidente de vendas do Facebook na América Latina, no qual o executivo dizia claramente que o “futuro da internet será o celular”. Dois anos mais tarde, nós voltamos a analisar essa entrevista e constatamos que o futuro já chegou no Brasil.

A internet móvel no Brasil está definitivamente sintonizada no módulo "on"

A internet móvel no Brasil está definitivamente sintonizada no módulo “on”

Em março desse ano, o ministro das Comunicações, Paulo Bernado, afirmou que a internet móvel cresceu 416% no Brasil entre dezembro de 2010 e janeiro de 2014, o que simplesmente ressalta as palavras de Hohagen e mais, mostra que o país está na rota para se tornar uma potência na área.

Segundo o DataFolha, por volta de 43 milhões de brasileiros navegam na internet através de seus celulares e, segundo a mesmo pesquisa, o principal motivo para isso é o desejo de 1 em cada 5 brasileiros de compartilhar suas experiências online no exato momento em que elas acontecem. Ou seja, não é necessário ser nenhum vidente para afirmar que o Brasil já é atualmente o país da internet móvel!

Por outro lado, o que impressiona é a falta de informação com relação à segurança dos aparelhos móveis por parte dos usuários. Ainda há muita gente que pensa que “celular não pega vírus”, quando na verdade ele pode ser quase tão vulnerável quanto um computador. E tendo em mente essa debandada de gente para a internet móvel, não há dúvidas nenhuma de que hackers mundo afora estão trabalhando para criar maneiras de invadir seu celular.

Vamos fazer um exercício aqui: pegue o seu telefone agora e analise todas as informações privadas que você guarda nele, desde fotos e vídeos a transações bancárias. Depois imagine o que um criminoso não poderia fazer com tudo isso em mãos.

Uma das principais maneiras de ataque ao celular é através de aplicativos falsos que contém malwares. E não pense que isso é uma raridade! Recentemente a equipe de analistas de malwares da AVAST baixou diversos jogos online que não foram criados para diversão, mas sim para o furto de informações do usuário.

Como se proteger

Assim como fazemos com laptops e PCs de mesa, a constante manutenção do aparelho móvel é primordial! Não se pode pensar que só porque você compra produtos originais está livre de qualquer risco. Faça uma varredura constante em seu aparelho para evitar surpresas!

Outra forma de se proteger é através da instalação de softwares para a proteção do seu celular. A AVAST, por exemplo, possui uma versão gratuita de antivírus que é fácil de usar, mas opções pagas com funções extras também estão ganhando espaço no mercado. Faça um teste você mesmo, baixe um antivírus grátis agora e depois volte aqui para dizer se você identificou alguma tentativa de ataque aos seus dados.

E por fim, não se esqueça da ameaça offline, ou seja, furto, roubo e perda de celulares! Um aplicativo antifurto pode ajudar nessa luta, já que a solução desse problema geralmente está fora do alcance do usuário.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
30, junho, 2014

Segurança de rede para micros e pequenas empresas – saiba o que priorizar

Com o console de administrador do avast! EndPoint você descobre facilmente qual computador da sua rede está vulnerável a ataques

Com o console de administrador do avast! EndPoint você descobre facilmente qual computador da sua rede está vulnerável a ataques

Na semana passada, discutimos aqui neste espaço a segurança de rede de computadores para micros e pequenas empresas e desta vez o nosso foco será nas dificuldades que muitos investidores enfrentam ao tentar manter seus dados seguros. As vezes os desafios são tantos que fica difícil de saber por onde começar, mas a nossa sugestão é: priorize a segurança da sua rede e não a restrição de acesso à mesma.

Primeiro, é necessário ter em mente que tipo de rede de computadores um empresário pretende criar em sua empresa antes de pensar em segurança. E aqui uma pergunta se torna essencial: quero começar somente com uma rede de trabalho ou vou direto para a instalação de um servidor que através de um domínio único me dará controle sobre os PCs da empresa?

O grupo de trabalho é bem simples de ser criado, principalmente para quem utiliza Windows, pois tudo pode ser feito através do Painel de Controle; basta apenas escolher quais computadores você quer conectar à rede. Já o servidor pode ser um pouco mais complicado, mas se você tem um bom conhecimento de TI e facilidade e paciência para procurar e seguir instruções online, a instalação do servidor pode ser feita por conta própria (PS: saber ler inglês também é primordial aqui).

A grande vantagem de ter um domínio de rede é que quando a empresa cresce fica mais fácil de adicionar novos PCs à ela e administrar todos os computadores de um só local, enquanto que o grupo de trabalho o obriga a monitorar um por um.

Mas seja qual for a sua escolha, nenhum dos dois casos garantirão segurança total aos seus dados. Mesmo que você tenha acesso total ao conteúdo que seus empregados vizualizam na internet através do servidor, a sua rede de computadores continua exposta a ataques de hackers que podem contaminar seus dispositivos com vários tipos de vírus.

Pensando nisso, a Avast criou uma família de produtos de antivírus especialmente para este objetivo: proteger a sua rede de PCs. A principal vantagem do avast! EndPoint é que você pode utilizar um console de administração do antivírus independentemente do seu tipo de rede. Ou seja, não importa se você está utilizando um grupo de trabalho para a sua rede ou um servidor. Com o avast! EndPoint ninguém acessa a configuração do antivírus sem antes passar pelo conhecimento do administrador do antivírus. Isso significa que seus empregados podem até ter acesso de administrador à sua rede, mas mesmo assim, através do console do avast! EndPoint, você (ou administrador de rede da sua empresa) estará ciente de qualquer ataque que aquele computador sofrer.

Isso é muito útil para micros e pequenas empresas onde o custo de manter um administrador de rede é muito grande, portanto, é necessário dar a todos os funcionários acesso de administrador para baixar arquivos importantes e software. Assim sendo, em vez de privar seus funcionários de acessar certos conteúdos e realizar downloads, você pode fiscalizar em silêncio se os computadores deles estão colocando a sua rede em risco, dando a você muito mais confiança ao tomar decisões relacionadas a segurança de seus dados empresariais.

E aí segue algumas outras perguntas que não somente microempresários, mas também executivos de grandes empresas devem fazer a si próprios todos os dias: devo privar meus empregados de baixar certos software e acessar alguns conteúdos online (como mídia social) devido a segurança de dados ou para impedi-los de gastar tempo com assuntos que não são relacionados ao trabalho que lhes compete? O quanto posso confiar na forma como meus funcionários administram a segurança de cada um de seus computadores? Eles realmente relatam cada suspeita de ataque? Como posso garantir que eles não foram vítimas de phishing ou outras ações de hackers online?

Moral da história: sem um administrador de antivírus como o console do avast! EndPoint você poderá até limitar o uso do computador em sua empresa, mas não conseguirá controlar os riscos que sua rede corre todos os dias. Você já pensou nisso?

Na segunda-feira que vem nós vamos falar sobre algumas das razões pelas quais ocorrem infecções de vírus em computadores empresariais e como fazer para evitar que isso ocorra em sua empresa. Até lá!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off