Protecting over 200 million PCs, Macs, & Mobiles – more than any other antivirus

Arquivo

Arquivo da Categoria ‘Customer Service’
21, agosto, 2014

Como encontrar a melhor opção de suporte para você

howto2_ptA AVAST construiu o seu negócio protegendo pessoas e os seus aparelhos de ciberameaças nos últimos 25 anos. Na verdade, cerca de 220 milhões de pessoas confiam na nossa segurança. Nosso objetivo é manter nossos clientes seguros, por isso, se você precisar de ajuda com algum dos produtos de segurança avast!, nós estamos disponíveis para ajudá-lo(a). Se você prefere o caminho “faça você mesmo” ou se precisar conversar com alguém, damos suporte aos nossos clientes e garantimos a sua satisfação de várias maneiras.

A página de suporte em nosso site é o primeiro passo.

Para os que preferem o “faça você mesmo”

FAQs

Se você deseja entender melhor como funcionam os produtos avast!, visite as nossas Frequently Asked Questions (FAQs) para que você mesmo encontre respostas rápidas. Há guias para os nossos produtos antivírus para computadores e aparelhos móveis, além de FAQs para os nossos produtos corporativos e outros programas como o avast! GrimeFighter.

Vídeos

O canal do antivírus avast! no YouTube tem vídeos tutoriais que mostram a você como comprar, instalar e ativar os produtos avast!. A lista de suporte ao cliente avast! contém dicas de vídeos e truques que irão ajudá-lo na utilização dos produtos de segurança avast!.

Se você tiver alguma sugestão para um vídeo tutorial, poste na área de comentários dos usuários e iremos criar um para você.

Blog

O Blog do avast! é uma boa fonte para artigos “como fazer” junto com as notícias sobre os produtos. Você pode procurar por assuntos ou dentro das diferentes categorias dos artigos. O blog está disponível em várias línguas. Assim como os vídeos, se houver algo sobre o que você deseja que escrevamos, por favor, nos avise.

Quando você precisa de mais ajuda

Fórum da Comunidade avast!

O Fórum da Comunidade avast! é frequentado por usuários experientes do avast!, desenvolvedores, gestores de produtos e, às vezes, pelo Diretor de Produto, Ondrej Vlcek. Você pode utilizar a ferramenta de busca do fórum para procurar questões semelhantes às suas ou fazer sua pergunta, e até mesmo obter ajuda para remoção de malwares. Esta é uma grande fonte de informação, mas lembre-se que você está falando com pessoas reais, a maioria delas voluntárias, por isso, seja polido e use de netiqueta.

Redes sociais

Para perguntas simples, você pode visitar uma das redes sociais do avast!. Nossos gestores de comunidade podem responder muitas questões, caso não sejam tecnicamente complexas. Se for preciso uma ajuda mais especializada, pedirão a você que envie um tíquete ao nosso suporte. Visite o Facebook, o Twitter ou o Google+ do avast!.

Suporte Total avast!

O suporte telefônico gratuito está disponível para os nossos clientes em inglês (Austrália, Canadá, Reino Unido e Estados Unidos), francês, espanhol (México, Espanha e Estados Unidos) e português. Nossos técnicos especializados irão ajudá-lo(a) com a instalação, configuração e resolução de problemas do avast! Free e Pro Antivírus, do avast! Internet Security e do avast! Premier.

O Suporte Total avast! (ATS) oferece um serviço de suporte gratuito nas seguintes áreas:

  • Instalação dos produtos avast!
  • Erros/problemas durante a instalação do avast!
  • Configuração básica
  • Adição da licença
  • Problemas com a atualização do avast!
  • Mensagens de erro dos produtos avast!

Quando você comprar uma assinatura dos nossos Serviços de Suporte Premium, você terá suporte ilimitado para todos os seguintes itens:

Problemas:

  • Questões relacionadas a vírus, malwares e spywares
  • Lentidão do computador
  • Diagnóstico da causa dos problemas
  • Configuração do navegador
  • Conexão de rede

Configurações:

  • Contas de email (programas)
  • Redes sem fio
  • Programas (softwares)
  • Periféricos (tablets, smartphones, impressoras, etc.)
  • Navegadores: configuração e suporte
  • Auxílio no backup de dados
  • Compartilhamento de arquivos na rede

Suporte de email

Se você precisar de ajuda em uma língua que não está na nossa lista de suporte telefônico, envie tíquete de pedido de suporte e desfrute de mais opções. Há 4 categorias de problemas:

  1. Suporte técnico
  2. Serviço ao cliente
  3. Vírus e malwares
  4. Perguntas e comentários

Suas perguntas serão respondidas na ordem em que forem recebidas, por isso, pode levar alguns dias antes de você receber ajuda. Enviar múltiplos tíquetes não aumenta a velocidade do processo de nenhuma maneira, ao contrário, pode piorar as coisas porque os especialistas de suporte terão seu trabalho duplicado ou precisarão unificar os tíquetes para entender melhor o seu problema.

Em outras palavras, seja qual for o seu problema, entre em contato com a avast! que acharemos uma solução para o seu caso! Estamos no aguardo!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

19, agosto, 2014

5 passos para gerenciar a segurança de dados em pequenas empresas

Em artigos anteriores sobre segurança de TI (Tecnologia da Informação) para micro e pequenas empresas, discutimos aqui a importância do “console de administração remoto” que permite o gerenciamento das atividades de vírus da rede de computadores de uma certa empresa. Também discutimos as diferenças entre a criação de uma “área de trabalho” para a criação de uma rede empresarial ou o uso de um servidor com o mesmo objetivo.

Esses artigos em si poderiam ser o bastante para explicar quais são as opções que micros e pequenos empresários possuem atualmente ao desenvolver seus “centros de segurança de TI”, ou seja, um departamento dentro da empresa que fiscalizará e combaterá ataques de vírus e furtos de dados empresariais.

Você sabe de onde seus dados empresarias vêm e para onde vão? Sem sim, ótimo. Este é somente o primeiro passo para proteger sua empresa

Você sabe de onde seus dados empresarias vêm e para onde vão? Sem sim, ótimo. Este é somente o primeiro passo para proteger sua empresa

Entretanto, decidimos em ir um pouco mais a fundo e analizar quais são os vários fatores em torno desse processo de criação do centro de segurança. E aqui vão algumas dicas:

  1. Primeiramente, responsabilize uma única pessoa por este trabalho. Este profissional não precisa ser contratado especificamente para ser o seu administrador de sistema, aliás o melhor é dar esta função a alguém já dentro da empresa que tenha bons conhecimentos de gerenciamento de negócios.
  2. Faça uma análise de seus invetários. Coloque no papel exatamente todos os computadores e software que você possui na empresa e os dados que são alí monitorados. Tente traçar os caminhos que diferentes informações tomam dentro desses canais, ou seja, de onde a informação vem e para onde e como ela vai. Por exemplo: se você possui uma loja de roupas, descreva como os dados da venda de seus produtos são inseridos no sistema, de qual tipo de computador, etc. Depois faça o mesmo com os dados de compra daquele produto. Ah, e também não se esqueça que pode ser que alguém na sua empresa (ou você mesmo) pode estar acessando seus dados empresariais via smartphones. Não esqueça de incluí-los no inventário! Dessa forma, você verá que os dados de sua empresa seguem caminhos diversos e descubrirá os riscos que corre em cada passo.
  3. Faça uma análize das vulnerabilidades do seu sistema. A palavra sistema aqui significa a forma como a sua empresa trabalha e não tão somente sistema da informação (o que está diretamente ligado a TI). Neste processo, é importante entender como seus funcionários utilizam a rede de computadores da sua empresa e como dados são inseridos manualmente. Veja quais são as potenciais brechas que podem levar a, por exemplo, um ataque de “engenharia social”, onde a troca de informações online revelam detalhes importantes que podem ser usados para furto de identidade, dados e dinheiro. Por exemplo, a divulgação de uma senha em redes sociais por parte do empregado.
  4. Verifique e atualize seus programas constantemente. Uma das maneiras mais fáceis de hackers e crackers invadirem sistemas empresariais é através de software desatualizados. Recentemente a Windows anunciou que não daria mais suporte ao XP, obrigando muita gente a migrar para uma versão mais nova. Entretanto, dificilmente você ouvirá anuncios como esses vindo de firmas menores, portanto, mantenha o olho aberto no tipo de software que você está usando, não é só Windows que é importante: JavaScript, sistema de CRM, etc são tão importantes quanto seu sistema operacional.
  5. Pense em criptação de dados. Uma maneira segura de armazenar dados é através da criptografia, pois com ela letras e palavras são embaralhadas dificultando a leitura dos mesmos. Uma simples pesquisa online usando expressões como “empresas de criptografia” lhe dará várias opções de serviços.

Seguindo os passos acima você terá em mãos o seu sistema e saberá quais são os locais mais vulneráveis dentro do seu sistema e o que fazer para torná-los mais seguros. Entretanto, a história não acaba aí. Para que tudo esteja sempre sob controle é preciso instalar um antivírus empresarial que lhe dará o poder de gerenciamento do seu sistema. E é aí que entra a necessidade de ter um produto com console de administração remoto, onde todas as atividades de vírus e tentativas de ataques de hackers poderão ser vistos de um único computador.

E não pense que por ser uma pequena empresa você não está em risco. Com grandes multinacionais investindo mais e mais em segurança, hackers estão a cada dia mais interessados em firmas com um número limitado de funcionários, pois sabem que as chances de sucesso neste ambiente são muito maiores.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

15, agosto, 2014

Furto de 1 bilhão de senhas online: o que mudou depois de 1 semana?

Na semana passada caiu como uma bomba a notícia de que crackers russos haviam furtado 1,2 bilhão de senhas afetando milhões de usuários de internet e empresas no mundo inteiro. Grande redes de televisão como CNN e BBC deram grande destaque a este incidente e vários especialistas em tecnologia da informação vieram a público para informar que devemos trocar nossas senhas imediatamente! Mas o que exatamente mudou desde que este crime foi identificado?

O maior problema do furto de senhas não é o furto em si, mas a potencial comercialização desses dados depois

O maior problema do furto de senhas não é o furto em si, mas a potencial comercialização desses dados depois

 

Para fazer um teste, deixei uma das minhas contas de e-mail com a mesma senha de antes. E pelo que me parece até agora o número de spams não cresceu e nem diminuiu. Portanto, começo a imaginar que esses russos aí já tinham minha senha de acesso muito antes desse furto ser anunciado. De qualquer forma, isso não significa que o estrago foi pequeno.

O problema não está apenas na quantidade de spams que você recebe, mas principalmente ao tipo de informação que estes criminosos podem acessar, não somente de você mas de seus contatos também. Esses dados não precisam ser utilizadas somente pelos cibercriminosos em si, mas eles podem vendê-los a outras pessoas que estão em busca de indivíduos com as suas características (ou criminosos atrás de você especificamente).

Entretanto, o mais interessante desta história é que parece que usuários de internet ainda não notaram um detalhe importante: este é o nosso mundo agora, a realidade nua e crua! Ninguém está livre de ataques online, seja após o furto de 1 bilhão de senhas ou durante um período de “paz virtual” como vivenciamos antes deste crime.

Portanto, além de voltar a apertar na mesma tecla do “mude sua senha a cada 3 ou 6 meses”, vou deixar aqui algumas dicas de como você pode evitar de se tornar alvo desses criminosos:

1)      Se você usa com frequência internet pública/aberta em shopping centers, restaurantes, universidades, etc… instale um VPN (Virtual Private Network) no seu computador, tablet ou telefone. Dessa forma, crackers e hackers dificilmente terão acesso ao seu equipamento, mesmo que consigam invadir a rede pública a qual você está conectado.

2)      Utilize um sistema de memorização de senhas para que você possa manter todos os seus acessos restritos e resguardados com um sistema de criptografia de nível militar. Além do mais, com esse serviço não é necessário ficar guardando na mente aquelas dezenas de senhas que você tem para cada site, email, registro, etc.

3)      Pode parecer meio redundante, mas a dica mais importante é: instale um antivírus na sua máquina, seja ela um computador, laptop, tablet ou telefone. É incrível o número de pessoas que eu conheço e que confessam não ter antivírus em seus equipamentos. Eles dizem: “mas eu não faço nada demais com meu PC. Não baixo arquivos perigosos, não entro em sites suspeitos, blá, blá, blá”. Você pode ser a pessoa mais cuidadosa do mundo, mas a verdade é que sem um firewall, por exemplo, você sempre estará em risco de se tornar uma vítima de espionagem e furto de identidade. Adquira um antivírus que possua proteção para compras online, que atualize seus programas automaticamente, que tenha um firewall eficiente, que possa alertá-lo de emails fraudulentos, que te habilite a baixar arquivos suspeitos em um sandbox e que te ajude a restaurar seu PC em caso de ataques.

Enfim, entramos numa era digital que não tem volta. Embora o governo alemão vem pensando em arquivar seus dados mais privados na gaveta em papéis cujos conteúdos serão escritos na velha máquina de datilografar, é impossível pensar que voltaremos à época do mimiógrafo, dinheiro só em papel, pagamento de contas só no banco e computador só para jogar Enduro.

Seja precavido e tenha uma vida virtual mais segura!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

13, agosto, 2014

Como escanear pen drives para manter seu computador longe de vírus

Era julho de 2010 e minha ex-chefe adentrava ofegante o saguão de um hotel em Londres onde participaríamos de uma conferência executiva. Ela havia esquecido o pen drive de sua apresentação no escritório e embora tivesse uma cópia do arquivo em PowerPoint no laptop, precisava baixar tudo em um pen drive para que este fosse entregue à equipe técnica responsável por gerar as imagens da apresentação no telão. Como naquela época wi-fi ainda estava engatinhando e hotéis cobravam caro por um acesso à rede, não tínhamos como usar bluetooth ou mesmo e-mail para baixar os slides. Conclusão, tivemos que apelar para um pen drive emprestado por um dos rapazes da equipe técnica.

A apresentação acabou sendo um sucesso, mas o computador da minha ex-chefe foi contaminado por um vírus contraído através do pen drive. O malware não é era nada de mais e conseguimos removê-lo sem problemas, mas o susto causado ao identificar o vírus e o tempo gasto para limpá-lo foi um tanto quanto estressante.

Neste dia percebi o quão importante é escanear um pen drive antes de abrí-lo em meu computador. E embora a tecnologia atual nos permite utilizar mecanismos diferentes para salvar, arquivar e compartilhar arquivos grandes, usando por exemplo “sandboxes”, navegação nas núvens, etc, pen drives continuam a existir e podem sim causar transtornos sérios aos seus usuários.

Para evitar este tipo de problema, vamos mostrar aqui uma ferramenta que a Avast criou já há muitos anos e pode ser usada por quem possui tanto as versões pagas quanto gratuítas dos produtos da empresa. Aqui vai um passo a passo de como escanear um pen drive ao conectá-lo ao seu computador:

Passo 1

Se você possui o avast! antivirus em seu computador, abra a interface principal do programa. Abaixo você vê a interface que eu retirei do meu computador. Lá clique sobre o botão “Escaneamento” realçado em vermelho na imagem abaixo:

PS_1

Passo 2

Na página de escaneamento clique sobre a seta localizada no lado direito da tela onde você poderá escolher as opções de escaneamento. Abaixo a seta está indicada em vermelho:

PS_2

Passo 3

As opções de escaneamento aparecerão e você poderá escolher pelo “Escaneamento da mídia removível”, como pode ser visto na seguinte imagem:

PS_3

Passo 4

Uma vez a sua opção de escaneamento foi determinada, clique sobre o botão “Iniciar” localizado à direita das opções de escaneamento e aguarde pelo processo de varredura.

PS_4

Passo 5

Uma vez o escaneamento é finalizado, você será avisado sobre o resultado desta varredura. Como pode ser visto na imagem abaixo o meu pen drive não contém nenhum tipo de ameaça.

PS_5

Este processo de escaneamento não demora muito tempo! Caso o pen drive não esteja contaminado são questões segundos para que você receba a mensagem positiva. Entretanto, hoje em dia alguns pen drives possuem um grande espaço para armazenamento de arquivos, imagens, vídeos, etc, portanto, pode ser que o seu escaneamento demore alguns minutos para ser feito.

Um dos mais de 30 milhões de usuários avast! no Brasil, José Luiz Souza, enviou à página brasileira da avast! no Facebook um pedido para a criação de um mecanismo em que permita o escaneamento automático do pen drive assim que o mesmo é conectado ao computador. Entretanto, o grande problema disso é que se você é como eu, que usa 2 ou 3 diferentes pen drives conectando e desconectando os mesmos várias vezes ao dia, o escaneamento automático poderia se tornar um transtorno.

De qualquer forma, a sugestão do José Luiz é interessante e vale a pena ser levada em consideração. O que você leitor acha da idéia? Gostaria que seu pen drive fosse automaticamente escaneado cada vez que o conecta ao seu computador?

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

31, julho, 2014

Segurança na internet – Parte 2: golpes na internet

A internet é um espaço de compartilhamento e diálogo. Mas junto com este ambiente positivo nos deparamos com conteúdos impróprios para crianças – como sites pornográficos – ou racistas e discriminatórios, cibercriminosos tentam roubar seus dados pessoais ou seus dados bancários (e de cartões de crédito). Às vezes, pode passar pela cabeça do usuário comum que ninguém tem interesse no seu computador e que nosso computador não pode ser encontrado nesta multidão.

Heartbleed, free antivirus, password, security

No mundo virtual de hoje em dia, o cuidado com sua senha e dados pessoais deve ser redobrado

É um engano, os criminosos é quem passam ocultos na multidão e utilizam o seu computador para base de ataques a outros, disseminando vírus (malwares) ou spam. Além disso, é bom você ter presente que os sistemas bancários e os sites contam, em geral, com um maior arsenal de segurança e que o seu computador (celular ou tablet), que é o verdadeiro ponto fraco em tudo isso.

Um dos golpes comuns é o que acontece quando você tem seus dados pessoais de identificação roubados. Pode ser o seu CPF, mas também os dados para entrar em um site (nome do usuário e senha). Da posse destes dados, os golpistas começam a atuar em seu nome, enviando e-mails, realizando compras, enfim, causando prejuízos não só financeiros, mas também à sua reputação. Podem disseminar informações falsas ou fotos e dados pessoais. Isto pode trazer dificuldades no seu emprego e em sua vida pessoal e familiar.

O cuidado com suas senhas é fundamental. Utilize senhas diferentes para serviços e sites na internet. Monte senhas chamadas fortes: com letras maiúsculas e minúsculas, símbolos e números. Algo que não seja evidente e possa ser descoberto rapidamente por outro computador. O avast! oferece uma solução automatizada para suas senhas, chamada avast! EasyPass. Desta forma, utilizando senhas seguras e diferentes, os golpistas não conseguirão facilmente adivinhar seus dados, entrar nos sites ou fazer compras em seu nome.

Esteja muito atento e não responda a emails e promoções que prometem um retorno depois que você fizer algum tipo de pagamento ou antecipação. Nunca participe como intermediário de operações financeiras. Desconfie de entidades que solicitam doações e procure encontrar os sites oficiais para contribuir. Nunca forneça seus dados bancários para “promessas de prêmios ou crédito pessoal”. Mais recentemente, falsas empresas oferecem emprego em troca de pagamento antecipado.

Outros golpes que estão se disseminando são o pedido de recursos para efetuar viagem para que, finalmente, duas pessoas que estavam namorando pela internet poderem se encontrar… Na verdade, depois de você pagar, nunca mais verá o seu amor… Que dicas podemos dar para desconfiar destes golpes? Em geral, exigem decisões rápidas e sigilosas e, curiosamente, estão cheias de erros de português, pois geralmente utilizam tradutores automáticos para aplicar os golpes em pessoas ao redor de todo o mundo.

Leia mais:
Segurança na internet – Parte 1: não tenha mais medo, aprenda com o avast!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook, Twitter, Google+ e Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

23, julho, 2014

Como lidar com vírus em redes sociais – Facebook fãs: essa é pra vocês

De acordo com uma recente pesquisa publicada pela empresa comScore, brasileiros surfam no Facebook mais do que argentinos e mexicanos juntos. Enquanto acessamos uma das redes sociais mais famosas do mundo por mais de 46 milhões de minutos por ano, nossos “hermanos” ficam por lá míseros 22 milhões de minutos, enquanto que os coterrâneos do Chaves e seu Madrugada também estão na casa dos 22 milhões. O que isso significa?

shutterstock_59224768

Isso significa que o Brasil pode passar a ser o principal foco de ataques maliciosos via mídias sociais, colocando o país na rota principal de crimes onlines. No começo deste mês, publicamos aqui um artigo falando sobre o “Golpe do Boleto” e ontem discutimos o mais novo formato de ataque conhecido como “caça submarina”. Entretanto, o número de malwares espalhados via redes sociais parece crescer tão rápido quanto o uso do Facebook (também conhecido como FB ou Face) no Brasil.

Aqui na AVAST, uma empresa focada em segurança online, recebemos diariamente um número grande de perguntas e “pedidos de socorro” por parte de nossos usuários que não sabem mais o que fazer com os víruses que carregam em suas contas no Facebook. O mais recente caso foi de uma usuária de nossos produtos que clicou sobre uma imagem falsa do acidente com o avião malaio e em questões de segundos estava enviando e-mails contaminados para todas as pessoas de sua lista de contato.

Como evitar esse tipo de transtorno

Muita gente acha que só porque possui um antivírus em seu computador pode fazer o que quiser com o mesmo que nada de errado acontecerá. Não é bem assim!

O antivírus envia alerta de ataques constantemente ao usuário e, em muitos casos, evita a contaminação silenciosamente, ou seja, sem a necessidade de alguma ação manual. Entretanto, se o usuário ignorar as mensagens de alerta, não atualizar seus programas e software e não tomar cuidado com os links que acessa, o antivírus dificilmente poderá ajudar.

Esse é o caso que frequentemente ocorre em redes sociais. O antivírus protege a sua máquina, o hardware, não a sua conta no Facebook. Portanto, mesmo que o seu perfil tenha sido atacado em uma rede social, dificilmente a sua máquina será atingida se esta possui um antivírus, mas o seu perfil na rede social é uma outra história.

O que fazer em caso de infecção

Se a sua página no Facebook ficou totalmente fora de controle e está enviando vírus para todos os seus contatos, esqueça seu antivírus por alguns minutos! Agora o negócio é com você, meu caro! O antivírus só pode responder pelo o que acontece na sua máquina e não tem acesso ao vírus que está corroendo sua página lá no Facebook, que é um abiente totalmente diferente.

Malaysian-airlines-scamsPT

Criminosos não respeitam nem mesmo tragédias

Portanto, a sugestão aqui é bem simples. Primeiro, troque a sua senha de acesso ao seu perfil no Facebook (e faça o mesmo com seu e-mail cadastrado no FB). Isso deverá impedir que o vírus continue se alastrando. Depois, envie um e-mail a todos os seus contatos dizendo que você clicou em um link malígno no Facebook e que ninguém deveria abrir as mensagens que você está mandando, mesmo se estas garantam mostrar você pelado após o banho.

Agora, se este vírus contaminou o seu PC, daí você terá de tomar 3 iniciativas:

1)      Verifique que tipo de antivírus você possui e se este cobre todas as ações que você faz na internet. Por exemplo, se você gosta de baixar Torrent ou jogar online, um antivírus gratuíto não será suficiente para garantir a sua segurança. Procure por um antivírus com sistema de firewall e atualizador automático de progamas. Um filtro antispam também ajudaria bastante aqui. O AVAST Premier é um bom exemplo desse tipo de produto.

2)      Instale um sistema de varredura de PCs que indicará rapidamente quais são os vírus que contamiram seu computador. Geralmente, esse tipo de produto é muito fácil de ser instalado e é gratuíto. Caso você identifique um vírus em seu PC, daí terá de removê-lo, o que você pode fazer manualmente ou automaticamente através do mesmo sistema de varredura. Entretanto, é bom lembrar que embora a varredura do seu computador seja gratuíta, geralmente é preciso pagar pelo produto para que a limpeza seja feita. O GrimeFighter pode ajudar neste processo.

3)      Passe a ser muito mais criterioso com relação aos links que você acessa e os sites que você frequenta. Na vida real evitamos de passar por locais de alta incidência de assaltos e sempre descofiamos de atitudes suspeitas, faça isso na sua via virtual também!

E um último detalhe, se seu antivírus está enviando mensagens do tipo: “uma ameaça foi detectada no seu PC”, não entre em parafusos! Mantenha a calma pois isso signifca que o seu antivírus fez um grande trabalho em salvar o seu computador de uma catástrofe e está lhe informando sobre isso. Em outras palavras, o antivírus está apenas mostrando orgulho por salvar sua vida virtual!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

11, julho, 2014

3 maneiras para você não cair no golpe do boleto

Após a goleada sofrida pela seleção brasileira para a Alemanha no começo da semana, fizemos uma reflexão sobre o caso para traçar um parodoxo entre a confiança depositada no “sobrenatural” para vencer a Copa e a forma como a grande maioria dos usuários de internet se preocupam com a segurança de seus dados online.

blog_image_XP

Boletos são hackeados fora do Brasil e você pode impedir de ser a próxima vítima de 3 maneiras bem simples

 

Em ambos os casos, identificamos cenários similares, onde muita gente pensa que só porque tem um bom conhecimento técnico do assunto e um histórico “campeão” na área, tudo ocorrerá normalmente, sem contra-tempos. Ou seja, há quem pense que pode ficar sem proteção de antivírus pois não faz nada de perigoso com seu computador além de postar no Facebook, enviar e receber e-mails e baixar Torrent.

A primeira quinzena de julho tem sido um tanto quanto aterrorizante para amantes do futebol, mas também foi um tanto quanto nebulosa para usuários da internet. O jornal Folha de São Paulo publicou uma matéria entitulada ‘Gangue do Boleto’ infectou 192 mil computadores, detectam FBI e PF, explicando como um golpe online chegou a acumular mais de R$ 8 bilhões em boletos.

E talvez você esteja se perguntando: “como isso foi possível?”. A resposta é simples: basicamente através de um vírus que altera o código de barras dos boletos sem que o cliente perceba e que infecta computadores após o dono baixar falsas fotos enviadas por e-mail. Uma ação assustadora o bastante para você jamais realizar pagamentos via boleto novamente. Entretanto, saiba que há maneiras de driblar essas ações. Uma depende da tecnologia, outra dos bancos e a última, mais importante, do próprio usuário. Vamos a elas:

1)      Use um antivírus que automatize a proteção do seu PC: há muitos antivírus gratuítos no mercado que são de ótima qualidade. Eles podem perfeitamente proteger seu computador contra uma série de ataques, principalmente malwares como spywares e rootkit. Entretanto, você ainda necessita de um firewall para impedir que hackers possam visualizar dados em sua máquina e uma constante atualização de programas para garantir que não há brechas no seu sistema para a invasão de criminosos online. Essa atualização com um antivírus gratuíto deve ser feita manualmente.

Security

Instale um antivírus que realmente protegerá suas transações online

 

Por outro lado, empresas de antivírus vêm investindo pesado em tecnologia de ponta para garantir que todo o processo acima seja feito de maneira automática, garantindo mais segurança ao computador e diminuíndo as dificuldades de gerenciamento do mesmo por parte do usuário. A AVAST, por exemplo, possui o avast! Internet Security, no qual você pode baixar arquivos suspeitos através do Sandbox, um ambiente virtual onde você pode executar arquivos contaminados sem afetar seu computador. O AutoSandox da AVAST junto com o DeepScreen foram capazes até mesmo de impedir a infecção do vírus CriptoLocker recentemente muito famoso na Grã Bretanha.

 

O avast! Internet Security ainda possui um sistema anti-spam para filtrar potenciais e-mails malignos, além de um firewall que não precisa ser monitorado e a atualização automática de programas.

 

Portanto, se você pretende se proteger contra golpes como a do boleto, a instalação de um bom antivírus é o começo de tudo.

 

2)      Visite o seu banco e informe-se como se proteger: muitos correntistas jamais se preocuparam em ler os sites dos seus próprios bancos e nem mesmo visitaram uma agência para saber como se proteger de golpes online, apesar de realizarem muitas transações bancárias na internet. Portanto, embora a tecnologia tem ajudado muito e sistemas de antivírus dão um suporte grande aos usuários de computadores, ouvir do gerente do seu banco como seu dinheiro é protegido, ajuda a dar uma melhor visão do que você deve fazer, inclusive com relação ao tipo de antivírus que você deveria adquirir..

 

Como exemplo, muitos bancos adotaram o sistema Débito Direto Autorizado (DDA), o qual verifica eletronicamente se um boleto é válido ou não. Segundo a matéria do jornal Folha de São Paulo, este tipo de pagamento seria 100% seguro.

 

3)      Informe-se e garanta a sua própria proteção por si próprio: embora a instalação de um bom antivírus ajuda a aumentar sua segurança, lembre-se que todos os dias hackers ao redor do mundo estão trabalhando em algo novo. O laboratório da avast!, por exemplo, recebe diariamente 50 mil novas amostras de códigos que são potenciais vírus enviados por nossos usuários.

 

smartphone

Pensa que celulares estão livres de virus? Pense de novo

Isso dito, a melhor maneira de se manter seguro é visitando fóruns de discussão sobre segurança online pelo menos uma vez por mês. Leia o que está acontencendo, o que está mudando e como se preparar para qualquer perigo iminente. Faça pelo menos 1 vez a cada 6 meses uma varredura do seu PC por si próprio usando as ferramentas do seu antivírus e não se esqueça dos seus aparelhos móveis como celulares e tablets. Eles também podem carregar vírus.

Seguindo os passos acima você garantirá mais segurança ao seu mundo virtual. São tarefas fáceis, simples e baratas. Além do mais, o custo-benefício é maior do que a conquista da Copa.

 

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
8, julho, 2014

Validando o avast! GrimeFighter e otimizando o seu PC

Alguma vez você já teve a impressão de que o seu PC ficou mais lento do que o normal? Ou ainda, perdeu os dados do seu HD de uma hora para outra, ou nem mesmo tinha notado aquele barulho de dentista dentro do computador?

 

Para resolver esses problemas e ampliar a sua segurança, o avast! GrimeFighter, um programa otimizador de PCs, entra no mercado. Ele atua verificando as sujeiras deixadas por programas mal instalados, barra de ferramentas que deixam rastros, hardware em mal funcionamento, etc… Ou seja, ele verifica e corrige tudo o que pode deixar o seu PC mais lento e protege seus dados contra falhas inesperadas.

Minions

É importante mencionar que o avast! GrimeFighter não é um antivírus, mas o seu uso em conjunto com um avast! antivírus torna-o em uma perfeita ferramenta para manter seu PC protegido.

Uma dúvida frequente em relação a este produto é o método de validação do GrimeFighter, uma vez que os clientes estão acostumados com o sistema de inserção de licenças dos produtos antivírus e acabam por confundir como validar o programa. Para que o avast! GrimeFighter seja validado em seu avast! antivirus, você precisa primeiro adquiri-lo utilizando o mesmo endereço da sua conta avast!. Além disso, é necessário efetuar o login através da sua conta avast! por dentro do seu avast! antivirus. Dessa forma a licença é automaticamente inserida e o avast! GrimeFighter validado. Para efetuar o login na sua conta avast!, acesse a interface do avast! antivirus, e clique no menu lateral APARELHOS. A seguir, entre com o seu endereço de e-mail e a sua senha.

Caso prefira, você pode também utilizar uma versão autônoma, por fora do avast! antivirus.

Validando o GrimeFighter e usando o programa pela primeira vez

Ao executar uma varredura com o avast! GrimeFighter pela primeira vez no seu computador, ou após reinstalar o Windows, e caso já tenha uma licença válida, você precisará validar o programa. Para fazê-lo, clique em “Já tem uma licença?” na parte inferior da tela. Clique em “Efetue Login” na sua Conta avast! usando as credenciais fornecidas durante a compra do avast! GrimeFighter.

Se você não lembra a sua senha, clique em “Esqueceu sua senha” e digite o e-mail fornecido durante a compra do avast! GrimeFighter para receber um link e então redefinir sua senha. Uma tela mostrará os detalhes da sua assinatura. Clique em ‘Use esta licença’ para ativar o avast! GrimeFighter.

Após a ativação do avast! GrimeFighter, clique em ‘otimizar meu PC’ para continuar. O programa efetuará um reinício do sistema, agora em Linux, e começará a escanear o seu PC. Como este sistema operacional não tem acesso ao seu Windows, pode ser que seu wi-fi não funcione, e nesse caso sugerimos o uso de um cabo de rede para prosseguir com a otimização do seu computador. Depois bastará aguardar o resultado do escaneamento e seguir as instruções que o programa oferecerá.

Caso ainda necessite de alguma ajuda referente ao GrimeFighter ou qualquer outro produto avast!, entre em contato com a nossa equipe de atendimento ao cliente.

Comments off
7, julho, 2014

Perda catastrófica de dados: como evitar

Após discutir a segurança de rede de computadores para micros e pequenas empresashá 2 semanas, seguido das instruções sobre o que priorizar na difícil tarefa de manter dados empresariais seguros na segunda-feira passada, esta semana vamos falar sobre como evitar perdas catastróficas de dados em sua micro ou pequena empresa.

A segurança da rede de computadores da sua empresa pode ser feita diretamento do seu próprio PC

A segurança da rede de computadores da sua empresa pode ser feita diretamento do seu próprio PC

Primeiro, é preciso entender que software de antivírus são criados hoje em dia para agir de forma inteligente independentemente do nível de TI (Tecnologia da Informação) do administrador do sistema. Ou seja, qualquer pessoa que tenha facilidade para usar a internet pode facilmente cuidar da segurança de seus PCs em casa ou até mesmo na empresa em que trabalha.

Entretanto, empresas de médio e grande porte desenvolvem redes de computadores complexos, onde somente profissionais com alto know-how de TI e com experiência e treinamento, são capazes de administrar. Aliás, nesses casos, a segurança de dados de um empresa não fica nas mãos de uma só pessoa, mas sob a responsabilidade de um time de profissionais que a cada ano que passa se torna mais e mais importante no mundo empresarial.

De acordo com uma pesquisa publicada pelo CETIC (Centro de Estudos sobre Tecnologias da Informação e da Comunicação) e coordenada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI) através do seu Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC), em 2013 57% das empresas com mais de 250 funcionários tentaram contratar ao menos um profissional de TI. Esse percentual cai para apenas 35% em micro e pequenas empresas que têm entre 10 e 49 funcionários.

Grandes empresas contam com vários níveis de segurança como fireways, gateways e até gerenciamento corporativo que torna bastante complicado para um único funcionário realizar modificações no sistema de segurança com más intenções. Ele possivelmente seria pego muito antes de um ataque.

Entretanto, micro ou pequenas empresas estão mais vulneráveis pois um único indivíduo pode fazer modificações sem ser notado, como por exemplo, mudar as configurações de como o antivírus reconhece ataques e que tipos de ataques reconhece, pode de forma não intencional cometer erros que facilitam o acesso aos dados da rede de PCs da sua empresa, ou pode até mesmo publicar as senhas de acesso da sua rede em mídias sociais (aliás, isso já ocorreu com grandes empresas também).

Sua empresa, seus dados e seus funcionários: uma cadeia empresarial única

Como explicamos no início deste artigo, software de antivírus são criados a princípio para agir de forma inteligente independentemente da pessoa que está administrando o mesmo, desde que o administrador não faça mudanças na forma básica de como o antivírus está formatado.

Portanto, se você está a procura de uma maneira de manter sua rede segura e ao mesmo tempo não privar seus funcionários de usar a internet (como acesso a rede sociais, download de arquivos suspeitos, etc), adquira um antivírus com console de administração remota e jamais divulgue o acesso de administrador a ninguém.

Quer proteger a rede de PCs de sua micro e pequena empresa? Mantenha seu "admin" secreto

Quer proteger a rede de PCs de sua micro e pequena empresa? Mantenha seu “admin” secreto

Dessa forma, você pode visualizar o comportamento de seu antivírus diretamente de seu computador. Aliás, com o console de administração remota você pode também atualizar as configurações de vírus e gerenciar como cada computador está sendo protegido na empresa. Mas se alguém tiver acesso a essa área de administração, daí os seus dados estarão em perigo mesmo se seus funcinários estiverem privados da administração de seus PCs, o que geralmente os impede de baixar arquivos suspeitos (como música, vídeos e fotos online) e de acessar sítios de mídia social como Facebook e Twitter, os quais hoje em dia estão sendo usuados para espalhar malwares através de falsos links.

Se você tem uma micro ou pequena empresa e pretende manter seus dados seguros, procure um profissional de TI para ajudar na montagem da sua rede, mas monitore você mesmo como o sistema de proteção da sua empresa está sendo mantido através de um antivírus com monitoramento remoto.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off
30, junho, 2014

Segurança de rede para micros e pequenas empresas – saiba o que priorizar

Com o console de administrador do avast! EndPoint você descobre facilmente qual computador da sua rede está vulnerável a ataques

Com o console de administrador do avast! EndPoint você descobre facilmente qual computador da sua rede está vulnerável a ataques

Na semana passada, discutimos aqui neste espaço a segurança de rede de computadores para micros e pequenas empresas e desta vez o nosso foco será nas dificuldades que muitos investidores enfrentam ao tentar manter seus dados seguros. As vezes os desafios são tantos que fica difícil de saber por onde começar, mas a nossa sugestão é: priorize a segurança da sua rede e não a restrição de acesso à mesma.

Primeiro, é necessário ter em mente que tipo de rede de computadores um empresário pretende criar em sua empresa antes de pensar em segurança. E aqui uma pergunta se torna essencial: quero começar somente com uma rede de trabalho ou vou direto para a instalação de um servidor que através de um domínio único me dará controle sobre os PCs da empresa?

O grupo de trabalho é bem simples de ser criado, principalmente para quem utiliza Windows, pois tudo pode ser feito através do Painel de Controle; basta apenas escolher quais computadores você quer conectar à rede. Já o servidor pode ser um pouco mais complicado, mas se você tem um bom conhecimento de TI e facilidade e paciência para procurar e seguir instruções online, a instalação do servidor pode ser feita por conta própria (PS: saber ler inglês também é primordial aqui).

A grande vantagem de ter um domínio de rede é que quando a empresa cresce fica mais fácil de adicionar novos PCs à ela e administrar todos os computadores de um só local, enquanto que o grupo de trabalho o obriga a monitorar um por um.

Mas seja qual for a sua escolha, nenhum dos dois casos garantirão segurança total aos seus dados. Mesmo que você tenha acesso total ao conteúdo que seus empregados vizualizam na internet através do servidor, a sua rede de computadores continua exposta a ataques de hackers que podem contaminar seus dispositivos com vários tipos de vírus.

Pensando nisso, a Avast criou uma família de produtos de antivírus especialmente para este objetivo: proteger a sua rede de PCs. A principal vantagem do avast! EndPoint é que você pode utilizar um console de administração do antivírus independentemente do seu tipo de rede. Ou seja, não importa se você está utilizando um grupo de trabalho para a sua rede ou um servidor. Com o avast! EndPoint ninguém acessa a configuração do antivírus sem antes passar pelo conhecimento do administrador do antivírus. Isso significa que seus empregados podem até ter acesso de administrador à sua rede, mas mesmo assim, através do console do avast! EndPoint, você (ou administrador de rede da sua empresa) estará ciente de qualquer ataque que aquele computador sofrer.

Isso é muito útil para micros e pequenas empresas onde o custo de manter um administrador de rede é muito grande, portanto, é necessário dar a todos os funcionários acesso de administrador para baixar arquivos importantes e software. Assim sendo, em vez de privar seus funcionários de acessar certos conteúdos e realizar downloads, você pode fiscalizar em silêncio se os computadores deles estão colocando a sua rede em risco, dando a você muito mais confiança ao tomar decisões relacionadas a segurança de seus dados empresariais.

E aí segue algumas outras perguntas que não somente microempresários, mas também executivos de grandes empresas devem fazer a si próprios todos os dias: devo privar meus empregados de baixar certos software e acessar alguns conteúdos online (como mídia social) devido a segurança de dados ou para impedi-los de gastar tempo com assuntos que não são relacionados ao trabalho que lhes compete? O quanto posso confiar na forma como meus funcionários administram a segurança de cada um de seus computadores? Eles realmente relatam cada suspeita de ataque? Como posso garantir que eles não foram vítimas de phishing ou outras ações de hackers online?

Moral da história: sem um administrador de antivírus como o console do avast! EndPoint você poderá até limitar o uso do computador em sua empresa, mas não conseguirá controlar os riscos que sua rede corre todos os dias. Você já pensou nisso?

Na segunda-feira que vem nós vamos falar sobre algumas das razões pelas quais ocorrem infecções de vírus em computadores empresariais e como fazer para evitar que isso ocorra em sua empresa. Até lá!

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Comments off