Protecting over 200 million PCs, Macs, & Mobiles – more than any other antivirus


19, agosto, 2014

5 passos para gerenciar a segurança de dados em pequenas empresas

Em artigos anteriores sobre segurança de TI (Tecnologia da Informação) para micro e pequenas empresas, discutimos aqui a importância do “console de administração remoto” que permite o gerenciamento das atividades de vírus da rede de computadores de uma certa empresa. Também discutimos as diferenças entre a criação de uma “área de trabalho” para a criação de uma rede empresarial ou o uso de um servidor com o mesmo objetivo.

Esses artigos em si poderiam ser o bastante para explicar quais são as opções que micros e pequenos empresários possuem atualmente ao desenvolver seus “centros de segurança de TI”, ou seja, um departamento dentro da empresa que fiscalizará e combaterá ataques de vírus e furtos de dados empresariais.

Você sabe de onde seus dados empresarias vêm e para onde vão? Sem sim, ótimo. Este é somente o primeiro passo para proteger sua empresa

Você sabe de onde seus dados empresarias vêm e para onde vão? Sem sim, ótimo. Este é somente o primeiro passo para proteger sua empresa

Entretanto, decidimos em ir um pouco mais a fundo e analizar quais são os vários fatores em torno desse processo de criação do centro de segurança. E aqui vão algumas dicas:

  1. Primeiramente, responsabilize uma única pessoa por este trabalho. Este profissional não precisa ser contratado especificamente para ser o seu administrador de sistema, aliás o melhor é dar esta função a alguém já dentro da empresa que tenha bons conhecimentos de gerenciamento de negócios.
  2. Faça uma análise de seus invetários. Coloque no papel exatamente todos os computadores e software que você possui na empresa e os dados que são alí monitorados. Tente traçar os caminhos que diferentes informações tomam dentro desses canais, ou seja, de onde a informação vem e para onde e como ela vai. Por exemplo: se você possui uma loja de roupas, descreva como os dados da venda de seus produtos são inseridos no sistema, de qual tipo de computador, etc. Depois faça o mesmo com os dados de compra daquele produto. Ah, e também não se esqueça que pode ser que alguém na sua empresa (ou você mesmo) pode estar acessando seus dados empresariais via smartphones. Não esqueça de incluí-los no inventário! Dessa forma, você verá que os dados de sua empresa seguem caminhos diversos e descubrirá os riscos que corre em cada passo.
  3. Faça uma análize das vulnerabilidades do seu sistema. A palavra sistema aqui significa a forma como a sua empresa trabalha e não tão somente sistema da informação (o que está diretamente ligado a TI). Neste processo, é importante entender como seus funcionários utilizam a rede de computadores da sua empresa e como dados são inseridos manualmente. Veja quais são as potenciais brechas que podem levar a, por exemplo, um ataque de “engenharia social”, onde a troca de informações online revelam detalhes importantes que podem ser usados para furto de identidade, dados e dinheiro. Por exemplo, a divulgação de uma senha em redes sociais por parte do empregado.
  4. Verifique e atualize seus programas constantemente. Uma das maneiras mais fáceis de hackers e crackers invadirem sistemas empresariais é através de software desatualizados. Recentemente a Windows anunciou que não daria mais suporte ao XP, obrigando muita gente a migrar para uma versão mais nova. Entretanto, dificilmente você ouvirá anuncios como esses vindo de firmas menores, portanto, mantenha o olho aberto no tipo de software que você está usando, não é só Windows que é importante: JavaScript, sistema de CRM, etc são tão importantes quanto seu sistema operacional.
  5. Pense em criptação de dados. Uma maneira segura de armazenar dados é através da criptografia, pois com ela letras e palavras são embaralhadas dificultando a leitura dos mesmos. Uma simples pesquisa online usando expressões como “empresas de criptografia” lhe dará várias opções de serviços.

Seguindo os passos acima você terá em mãos o seu sistema e saberá quais são os locais mais vulneráveis dentro do seu sistema e o que fazer para torná-los mais seguros. Entretanto, a história não acaba aí. Para que tudo esteja sempre sob controle é preciso instalar um antivírus empresarial que lhe dará o poder de gerenciamento do seu sistema. E é aí que entra a necessidade de ter um produto com console de administração remoto, onde todas as atividades de vírus e tentativas de ataques de hackers poderão ser vistos de um único computador.

E não pense que por ser uma pequena empresa você não está em risco. Com grandes multinacionais investindo mais e mais em segurança, hackers estão a cada dia mais interessados em firmas com um número limitado de funcionários, pois sabem que as chances de sucesso neste ambiente são muito maiores.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook,TwitterGoogle+ Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Os comentários estão fechados.