Protecting over 200 million PCs, Macs, & Mobiles – more than any other antivirus

20, fevereiro, 2014

Super compartilhamento: a NSA adora todos os dados que você compartilha em seus aplicativos

”Conectar-se a vários aplicativos como o Instagram, SocialCam, Angry Birds, CityVille e Spotify através da sua conta do Facebook virou rotina. Você simplesmente clica em ‘concordar’ sem saber realmente com o que está concordando. O que você não repara é que os aplicativos conectados ao seu perfil do Facebook podem rastrear você e seus amigos por toda a vida”.

postEsta declaração de Christian Sigl (cofundador da secure.me, que agora é parte da AVAST), apareceu pela primeira vez na Mashable de setembro de 2012.

Naquela época, queríamos alertar os usuários e gerar uma consciência de pensar duas vezes antes de compartilhar dados pessoais com aplicativos, independentemente se fosse através de um smartphone ou da internet. Parte da preocupação era que você nunca sabe o que acontecerá com os seus dados e em que mãos eles acabarão caindo. Hoje sabemos onde eles vão parar: a NSA e sua colega inglesa a GCHQ. Elas acessaram os dados do Angry Birds e outros aplicativos para smartphones e tablets, incluindo dados pessoais como a idade, localização, nível de educação e orientação sexual. Os dados acessados foram tirados diretamente dos aparelhos, incluindo a localização, modelo, ID, versão do software e muito mais. Mas, as informações pessoais como orientação sexual, idade e nível de educação provavelmente vieram das opções de compartilhamento das mídias sociais.

Rovio, a empresa produtora do Angry Birds, reagiu e negou ter fornecido dados à NSA. Pelo contrário, afirmaram que iriam repensar as parcerias com as redes de propaganda com as quais trabalhavam. ”Eles alegaram que a espionagem poderia ser conduzida através de redes de propagandas de terceiros utilizadas por milhões de sites comerciais e aplicativos móveis através de todos os mercados”, disse oficialmente a Rovio.

Independentemente de como os dados foram parar nos escritórios da NSA, passar adiante para terceiros as informações pessoais dos próprios usuários nunca é algo bem vindo.

Na prática, os usuários não fizeram nada para evitar que os seus dados fossem parar na NSA, a única ação preventiva que poderia ser tomada seria limitar a quantidade de dados pessoais a serem coletados pelas redes sociais. Os dados das redes sociais não são aleatórios, são informações que as pessoas compartilham voluntariamente. Por isso, com certeza, sabemos hoje que a NSA pode acessar informações pessoais e muito confidenciais se desejarem, pois encontrarão uma forma de fazer isto. O que a maioria de nós pode fazer é limitar a quantidade de dados que são coletados e impedir o compartilhamento online com aplicativos e redes sociais.

Obrigado por utilizar o avast! Antivírus e por recomendar-nos aos seus amigos e familiares. Encontre as últimas notícias, divirta-se, participe de concursos e muito mais no Facebook, Twitter, Google+ e Instagram. Dono do próprio negócio? Descubra mais sobre os nossos produtos corporativos.

Os comentários estão fechados.