Protecting over 200 million PCs, Macs, & Mobiles – more than any other antivirus


19, abril, 2013

É realmente necessário uma proteção antivírus nos smartphones?

android phones sm

Pergunta da semana: Eu tenho o avast! Free Antivírus no meu computador e eu gosto muito dele, mas não é demais ter um antivírus também no smartphone? Quero dizer, não há muitas ameaças e problemas para telefones, não é?

Ultimamente, esta é uma pergunta que está sendo feita muitas vezes pelas empresas de segurança e a resposta é um sonoro SIM. Os smartphones e tablets se tornaram extremamente populares e há ameaças que afetam exclusivamente os aparelhos móveis. Dois estudos específicos publicados recentemente mostraram o aumento do número de malwares para plataformas móveis no ano passado.

O Android está no olho do furacão

A empresa de segurança NQ Mobile afirma no seu estudo que as ameaças de segurança produzidas por malwares móveis estão crescendo e quase 95% dos alvos são da plataforma Android do Google. De acordo com os dados da IDC, os aparelhos Android são muito mais populares do que os que rodam iOS. No quarto semestre de 2012, por exemplo, o Android tinha 70,1% de participação no mercado global, o que faz dos aparelhos Android um alvo muito interessante para os criminosos. No total, 32,8 milhões de telefones Android foram infectados em 2012: mais do que o triplo ocorrido em 2011. Portanto, se você é um usuário Android, é especialmente importante que você proteja os seus aparelhos.

Ameaças clássicas que migram dos desktops para a plataforma móvel

As táticas mais bem sucedidas dos malwares móveis incluem scams, spam e phishing: clássicas ameaças que dominaram o cenário quando os malwares atingiram a internet segundo informa a Blue Coat Systems, fornecedora de soluções de segurança digital. Ambos estudos concordam que as ameaças móveis ainda são fortemente mistas, combinando malwares móveis com técnicas de engenharia social (phishing e smishing) para obter acesso às informações financeiras do usuário.

É interessante notar que, em 2012, os sites mais perigosos para os usuários móveis foram os pornográficos. Ainda que, no total, os usuários de aparelhos móveis não visitam sites pornográficos muitas vezes (estes são são apenas 1% do total de sites visitados), cerca de 25% do malware para aparelhos móveis vem de sites pornográficos, tornando o risco de ser infectado nestes sites 3 vezes maior do que em outros conteúdos.

mobile threats

Como se proteger contra as ameaças emergentes

  • Instale o avast! Free Mobile Security para ter proteção antifurto e antivírus no seu aparelho Android. Uma vez configurado, não esqueça de agendar o escaneamento regularmente do seu aparelho móvel.
  • Configure uma senha: diga NÃO ao fato de que um a cada dois usuários de aparelhos móveis não têm senha em seus aparelhos. Nós fizemos uma pesquisa no Facebook e somente um a cada quatro usuários do avast! disseram não ter uma senha. Portanto, usuários do avast! são mais educados quanto à segurança do que os demais. :-)
  • Verifique a legitimidade dos aplicativos que você baixa: primeiro verifique o desenvolvedor do aplicativo e assegure-se de que são confiáveis. Se você está baixando algo que nunca ouviu falar antes, verifique as classificações, revisões e comentários negativos. Você pode ler um exemplo disso no artigo “Um vírus da pior espécie” do nosso blog.
Os comentários estão fechados.